A independência feminina e a mudança na sociedade

Por Isaias Costa

Não sei se você já reparou, mas as livrarias estão entupidas de livros falando sobre se tornar um milionário! “Torne-se um milionário“, “Casais inteligentes enriquecem juntos“, “O homem mais rico da Babilônia“, “O milionário mora ao lado“, etc, etc, etc.
Essa ideia de se tornar milionário está uma febre tão grande que afetou de modo muito mais significativo as mulheres. Elas estão crescendo financeiramente a passos muito maiores que os homens. É aqui que vem a grande questão. A INDEPENDÊNCIA FEMININA. Elas estão se tornando cada vez mais independentes, e estão assumindo, inclusive, muitos papéis que, antes, eram ocupados só por homens. Essa nova filosofia tem dado um nó na cabeça de muitos homens, mas principalmente, tem os intimidado. E o que acontece com um homem intimidado? Das duas uma. Ou ele coloca o rabo entre as pernas e fica submisso, ou vai querer dar uma de super herói e conseguir muito mais coisas do que já conseguiu. A primeira reação todos nós já conhecemos, não é nenhuma novidade. Perigosa é a segunda reação. Essa reação cria um círculo vicioso. Por quê? Simples.  A mulher cresce e chega ao mesmo nível que ele. Ele quer ficar sempre por cima, aí dá um jeito de ganhar mais dinheiro, aí a mulher cresce ainda mais e acompanha o crescimento dele, aí ele vai atrás de crescer ainda mais. Nesse ponto ele quer até usar de jogo sujo para se tornar milionário e coisa e tal. E continua esse ciclo sem fim, que só leva a um destino, a INFELICIDADE.

              

Outra coisa que acontece muito é que as mulheres independentes tem mais dificuldade de encontrar um namorado e ter um relacionamento duradouro. O que foi dito acima tem grande relevância nisso tudo. Os homens ficam intimidados. Além disso, as mulheres têm em sua natureza uma vontade de se relacionar com um homem que esteja em um patamar igual ou acima do seu em termos financeiros. É aquela velha história de que o homem é o provedor, ideia propagada desde os tempos mais remotos da sociedade, que influenciou profundamente o psicológico das mulheres. O homem deixando de ser o provedor faz com que diminua nelas essa necessidade de ter alguém ao lado. Para complicar ainda mais a situação, com o avanço tecnológico, científico, médico e hospitalar. Muitas mulheres hoje estão optando pela inseminação artificial. Aqui desanda tudo, com essa nova possibilidade, muitas mulheres chegam a pensar no homem como algo descartável, pois, até mesmo para gerar uma nova vida, um bebê, elas não precisam mais deles.

O meu medo é que os relacionamentos amorosos deixem de ser algo fundamental e passem a ser artigo de luxo. Mas tenho a esperança de que as pessoas se cansem de viver enclausuradas e encarem a vida de cabeça erguida, sem medo, sem receio, sem achar que o outro quer ser melhor, sem achar que o outro quer te derrubar. Enfim, sem tantos medos, pois tudo, na verdade, se resume em medo. Medo que assume diversas facetas.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s