O relaxamento e o processo criativo

Por Isaias Costa

Cada vez mais a ciência tem se surpreendido com o processo criativo do nosso cérebro. Novos estudos estão sendo desenvolvidos para mostrar a relação direta que existe entre o relaxamento e o processo criativo.

Vários exemplos na ciência podem ser dados para explicar a existência desse processo. Um dos mais conhecidos é o princípio de Arquimedes. O rei da sua cidade lhe deixou encarregado de descobrir se uma coroa era de ouro puro ou não. Ele foi pra casa, começou a pensar a respeito, fazer experimentos, estudar. Passaram-se alguns dias e ele não conseguiu provar se ela era de ouro ou não. Ele já estava prestes a desistir de sua empreitada, quando aconteceu de, em uma bela manhã, ele tomar um banho de banheira e levar a coroa. Quando a viu afundar, ele se levantou imediatamente, e saiu correndo pelado pelas ruas da cidade e gritando “eureka”, que significa “descobri” em grego. Ele percebeu a relação do peso e a massa deslocada, assim enunciou o seu princípio.

O pensamento acelerado é o grande vilão do processo criativo. Você só conseguirá ser criativo se deixar os seus pensamentos fluírem de forma serena e organizada. Gosto de uma frase dita por Albert Einstein que diz, O pensamento é apenas uma parte secundária da fase breve e decisiva do ato criativo em si. Acontece desse jeito. O processo criativo vem como um lapso. É algo momentâneo.

Outro exemplo clássico são os compositores e músicos. Eles têm o processo criativo como um lapso. Normalmente estão profundamente relaxados e quando a música “aparece” nas suas cabeças, ela já vem completa, com arranjos, melodia, estrofes. Só precisa o artista se sentar e organizar as suas idéias no papel. Lindas canções são produzidas em um período de poucas horas. É impressionante. Um exemplo de relaxamento no processo de composição de músicas é a canção de Paul MacCartney chamada “yesterday”. Linda música, que já rendeu centenas, talvez até milhares de novas versões. Essa música veio em uma inspiração de sonho. Ele estava dormindo, totalmente relaxado, quando, de repente, a música surgiu na sua cabeça, completa, com acordes, letras, arranjos. De manhã ele só fez passar tudo para o papel, e alguns meses depois era um sucesso estourado nas rádios.

Continuando a falar dos músicos, é interessante notar que, todos os grandes músicos têm suas épocas de produção de novas composições. Um pequeno período de muita inspiração. Depois vem um período de baixa inspiração. Parece que tudo que vem a sua mente vai embora de repente. É como se houvesse uma esponja sugando sua criatividade. Gosto de comparar a criatividade com as ondas. Ora sobem, ora descem. Resta apenas saber aproveitar a onda quando ela estiver no topo. Todos nós somos assim. Quem nunca passou por dias em que parece que tudo dá errado? Esses dias são os dias de baixa criatividade. Em um dia desses a única coisa a fazer é respirar fundo e aproveitar o momento. Pois é normal, faz parte do ser humano. No dia seguinte provavelmente você já vai estar bem melhor.

Para concluir, vou dar mais um exemplo. Os jogos que envolvem estratégia, como o xadrez. Esse jogo requer muita habilidade do jogador. E logicamente, exige muito do seu processo criativo. Como já falei que o processo criativo é como uma onda. Vai haver dias que você vai “destruir” no xadrez, mas também vai haver dias que você vai se achar um verdadeiro “paspalho” jogando, como se tivesse desaprendido. Quando isso acontecer, o que sugiro é, “Vá fazer outra coisa, esse não é o dia certo para você jogar xadrez”.

Enfim, vamos tomar esse conhecimento como um ótimo aprendizado. Sempre que você sentir que seu cérebro está a mil por hora, aproveite. Esse é um dia para você fazer grandes coisas. Talvez até descobrir algo novo para a ciência, ou criar uma bela canção, ou novas incríveis jogadas de xadrez, ou até mesmo resolver aquele problema “monstro” de matemática que está lhe deixando inquieto a mais de uma semana. Em tudo isso, quem mais vai ficar feliz é o seu cérebro, porque ele vai dar o seu melhor, vai desenvolver conexões cada vez mais complexas e fortes, e você vai ficar  mais criativo e inteligente.

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s