Holofotes imaginários

Por Isaias Costa

Eu acredito que a maioria das pessoas já passou pela situação de achar que todos estão olhando para elas com um olhar de reprovação, ou que não devem estar em determinado lugar porque as pessoas não as querem nele. Você tem a impressão de que é o centro das atenções e que existem muitos holofotes apontando na sua cara.

Essa situação descrita acima pode ser resumida em poucas palavras, mais a principal se chama INSEGURANÇA. Vou citar alguns exemplos para que a ideia fique clara.

Você está iniciando um curso de teatro. É inexperiente e tímido, mas sabe que tem talento para o teatro. Se você não trabalhar em cima dessa insegurança, sempre que precisar encenar para um determinado público, você vai ficar “travado”, vai ter a sensação de holofotes apontando para você e pessoas julgando sua performance. Um pouco de medo sempre vai existir, é inevitável, afinal, as pessoas vão para uma peça de teatro com o objetivo de se divertirem, de voltarem para casa felizes. Saber disso pode se tornar um peso, mas pode se tornar uma alegria, porque você vai dar o seu melhor, sem achar que é o centro das atenções. O que me inspirou a escrever esse texto foi um episódio do seriado americano “Anos Incríveis” chamado “O holofote”. Esse episódio fala justamente desse exemplo que citei aqui em cima. Assista! Vale a pena conferir!

Você está começando a dar aulas. Gosta de ensinar, mas ainda não tem experiência. Se você achar que não é competente o suficiente para passar o conteúdo aos alunos e não tiver segurança para fazer isso, vai acontecer a mesma coisa. Você vai achar que os alunos estão zombando de você, vai se achar incompetente, um peso, alguém que não tem autoridade e por aí vai. A única forma de lidar com isso é “bater de frente”. Dar aulas e mais aulas, sempre tirando essas ideias da cabeça e reforçando com ideias positivas como, “me preparei muito para ser professor, sou muito bom no que faço”, ou “os alunos querem aprender o conteúdo, eu só tenho que demonstrar segurança e ensinar com bastante didática e paciência”. Colocando as ideias positivas na mente e exercitando o magistério, em breve você será um professor muito bom, e não ficará mais vendo holofotes nos olhos dos alunos.

Você está em uma festa, baile ou show. Quer conhecer uma garota, está bem vestido, perfumado, sabe que é alguém interessante e que pode puxar um ótimo papo com uma garota. A festa desenrola e você fica flertando com uma garota e ela com você. Ela lança sinais de interesse e você simplesmente trava, imagina que vai ser rejeitado pela garota, imagina que ela está acompanhada, imagina que ela não vai gostar do seu papo, imagina que ela está só esperando uma amiga para ir embora da festa, imagina que ela foi pra festa “só pra dançar”, imagina que o namorado dela está chegando a qualquer momento. Só não imagina o óbvio, a garota está a fim de você. Sua insegurança a faz ficar a quilômetros de distância, e você volta triste para casa se fazendo aquela clássica pergunta: “Por que eu não fui lá falar com ela?” Você não foi falar com ela porque imaginou um enorme holofote apontando e dizendo que iria fracassar, e por causa dessa insegurança pode ter deixado de conhecer uma pessoa que poderia ser muito interessante na sua vida.

Tudo começa com uma bela conversa…

Todos os exemplos que eu dei tem algo em comum, sabia? O SOFRER POR ANTECIPAÇÃO. Por que ficar sofrendo por antecipação? Você não faz ideia do que virá depois! Só existe o hoje, o agora. O que vier depois vai aparecer naturalmente como resultado de algo feito agora. Portanto amigos! Vamos aos poucos desenvolvendo essas duas coisas que falei no texto. A segurança e o não sofrer por antecipação. A junção desses dois pode ajudar a fazer com que tudo na nossa vida flua com mais naturalidade…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s