Todos nós somos caleidoscópios

Por Isaias Costa

Você sabe o que é um caleidoscópio? Este pequeno instrumento foi uma das coisas mais bonitas que o ser humano já fez. Foi inventado por um Físico chamado Dawid Brewster em 1817. Trata-se de um objeto que tem a forma de um cilindro com as paredes de cartão ou metal e possui no seu fundo muitos fragmentos de vidro colorido, que, através da luz exterior, devido a sua configuração e inclinação dos vidros, produz diferentes combinações de cores e belos efeitos visuais. Ele forma imagens muito bonitas de se ver. Para cada inclinação em que ele é colocado forma uma imagem diferente. O que acontece dentro dele são altos fenômenos ópticos: reflexões, refrações, dispersões, etc.

46853_Papel-de-Parede-Caleidoscopio--46853_1152x864

CALEID~1

Caleidoscópio

Eu estava me lembrando desse pequeno instrumento e fiquei filosofando um pouco, então cheguei a uma conclusão muito legal. Todos nós somos caleidoscópios sabiam disso? Por quê? Vou explicar. Os caleidoscópios são instrumentos construídos sobre certa medida, eles têm um determinado padrão, mas quando olhamos para eles parecem que estão mudando o tempo todo, ele é um só, mas assume diferentes formas de imagens e cores. Assim também somos nós. Somos sempre os mesmos, mas a cada dia temos uma “cara diferente”, ou seja, é mais ou menos assim, o Isaias de ontem não é o mesmo de hoje. Estou aqui, o mesmo, mas no meu interior não sou mais o mesmo de ontem, o que vivi ontem me serviu de experiência e já estão sendo acumuladas na minha vida. Só o que tem são filósofos e escritores falando sobre isso. Nunca somos os mesmos, estamos em constante mudança. Vou citar duas frases que acho brilhantes: “Não se entra duas vezes no mesmo rio”, de Heráclito de Éfeso e “Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre”, de Clarice Lispector. As duas falam da mesma coisa, do ser humano, que está sempre no processo de mudança e aperfeiçoamento. O rio que você entrou ontem, com certeza não é o mesmo que você entrou hoje, as águas que estão correndo nele são diferentes daquelas do dia anterior. A frase da Clarice também é muito profunda, por trás dela tem a ideia do amadurecimento. Se eu for o mesmo pra sempre vou continuar com atitudes infantis, fazendo sempre as mesmas coisas, não terei perspectivas de futuro e de melhoras, porque estarei acomodado. Eu não quero isso pra mim, e sei que você também não quer.

Enfim. Vamos mudar sendo sempre nós mesmos. A vida pode se tornar muito mais bonita se quisermos ser como belos caleidoscópios, que têm diferentes formas e cores, mas que compõem uma só peça…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s