O ego do ser humano- Parte 1

Por Isaias Costa

Hoje eu vou falar de um tema que faz parte de todo e qualquer ser humano, não importa a idade, o sexo, as preferências, se é gordo, magro, forte, fraco, alto, baixo, bonito, feio, sábio, analfabeto, o que for. O nosso querido EGO. Todos nós temos ego, mas o que essa palavra significa afinal? Vou explicar um pouco o que é através de exemplos.

Você é homem e está em casa com a esposa e os filhos e alguma coisa dá problema, como uma fiação elétrica ou um ventilador. Sua esposa pede para você dar uma olhada para saber se tem como consertar. Ela diz: “Amor! Você pode dar uma olhadinha no ventilador? Parece que deu algum problema nele que não tá funcionando”. Aí ele diz: “Pode deixar comigo querida! Eu conserto isso num minuto!”, aí passam minutos, dezenas de minutos, uma hora, e ele lá, totalmente perdido. Aí vêm as palavras que soam como um soco na cara para ele, a esposa diz: “Amor! Vamos chamar um técnico, deve ter sido um problema difícil de resolver”. Aí vem o seu ego com carga total para dizer: “Que estória é essa de técnico querida! Eu sei fazer isso aqui! Eu vivia ajudando o meu pai quando era garoto, aí você vem me dizer que eu não consigo fazer?”. Aí ele continua nessa até colocar o ventilador pra funcionar. Então ele diz, com seu ego à flor da pele: “Está vendo! Eu consegui consertar! É porque ele tava com uns probleminhas aqui e ali…”. Dois dias depois o ventilador aparece pegando fogo à noite e ele acorda desespero pensando que é um incêndio na casa. Imagine o resto dessa estória?… Ele com a cara mais lisa do mundo para se justificar? Não teria sido muito mais fácil ele chegar para a esposa e dizer: “Querida! Eu não sei consertar esse ventilador! Vamos chamar um técnico que ele resolve isso rapidinho!”. Teria poupado o dinheiro de um ventilador novo e principalmente um dia inteiro de muito estresse diante de um ventilador com problemas.

Ôh conserto bem feito!!

Ôh conserto bem feito!!

Outro exemplo clássico são os homens que se perdem na rua andando de carro. A pessoa que está do seu lado já percebeu a muito tempo que o cara está perdido e fala a frase que aciona o ego em carga máxima: “Querido! Vamos perguntar para alguém como que faz para chegar no lugar x?”. Aí ele vem com a clássica: “Você tá achando que eu me perdi é? Tenho certeza que estamos indo no caminho certo, já vi até aquele canto tal, que é uma das referências!”. E nesse estória passam-se muitos minutos e a gasolina do carro indo embora, junto com a paciência dos pobres indivíduos que estão sendo obrigados a pegar carona com um otário que não dá o braço a torcer e não sabe fazer uma simples pergunta: “Como que eu faço para chegar no lugar tal?” A pessoa responderia com toda tranquilidade e você saberia rapidamente como chegar ao local esperado. Economizaria quase meio tanque de gasolina, não perderia quase um hora se estressando no carro e, principalmente, não estressaria outras pessoas que não tem nada a ver com a estória toda.

congestionamento

Vou concluir com um exemplo de relacionamentos. O rapaz vai se aproximar de uma garota para tentar ficar com ela. Joga seu charme e tenta ter um papo bem legal com ela, elogia, blá blá blá. E no final ele chama a garota pra sair e ela inventa um desculpa super esfarrapada para não sair com ele. Ele sai de perto dela querendo dar um coice em quem vê pela frente. Ele não consegui admitir algo bem simples e direto, a garota não sentiu atração por ele! Seu ego dispara como nunca e ele fica furioso. Isso acontece muito mais do que podemos imaginar, pode ter certeza! Eu mesmo já fui uma dessas pessoas, voltava pra casa “fumaçando” de raiva, querendo dar socos na parede! E o pior é que esses caras ficam remoendo essa estória por dias, semanas, até meses a fio. Já pensou se ao invés de ele ficar remoendo essa estória tentasse se aproximar de outras garotas para tentar ficar com elas? Muito provavelmente ele acabaria tendo sucesso com uma delas. E mesmo que não conseguisse sucesso estaria no mínimo ganhando experiência e aprendendo como deve se chegar em uma garota.

14

Acho que com esses exemplos deu pra entender um pouco do que é o ego, não é mesmo? Mas agora vem a grande questão. Como fazer para lidar com o ego? Como não ser vítima dessa característica tão forte e intrínseca no ser humano? No próximo post eu vou falar de algumas coisas que se pode fazer e que inclusive eu faço para que o ego não prevaleça sobre a racionalidade e as atitudes. Até breve…

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s