Uma noite de surpresas

Por Isaias Costa

Ontem foi o aniversário da cidade de Fortaleza e a prefeitura organizou um evento cultural em homenagem aos 287 anos da cidade, que ocorreu no aterro da praia de Iracema. Quando fiquei sabendo da atração principal da noite precisei de alguns minutos de reflexão até cair a ficha sobre quem ia cantar. A princípio eu não achei que fosse verdade, olhei uns três sites da internet para confirmar o que tinha acabado de ver, a atração principal da noite era MILTON NASCIMENTO, comemorando seus 50 anos de carreira. Eu dei uns dois tapas na minha cara e uns beliscões para saber se não era um sonho o que estava acontecendo. Os beliscões doeram, rsrsrsr, eu estava acordado.

Um dos melhores artistas do nosso país...

Um dos melhores artistas do nosso país…

Liguei para minha namorada e disse a ela: “Querida! Vamos chegar bem cedo porque vai ser difícil encontrar um lugar para estacionar a moto”. Ela concordou e chegamos super cedo na praia. Chegando lá eu perdi o chão. Não consegui acreditar na cena em que fui colocado. A praia com o mesmo número de pessoas de dias comuns, vaga de estacionamento a torto e a direito, grupinhos tocando violão, pessoas fazendo seus exercícios e corrida, jogando vôlei, outros andando de patins ou skate, tudo absolutamente igual a dias comuns. Eu fiquei pensando: “Será que essas pessoas não sabem que hoje vai ter show do Milton Nascimento?”. É exatamente aqui que quero fazer duas reflexões que tive dessa noite de surpresas.

A primeira está relacionada a CULTURA. O que é cultura? Será que nós estamos alimentando a cultura em nossas vidas? Me faltam palavras para descrever um ser humano tão extraordinário como o Milton. O meu coração ficou despedaçado ao ver uma cena tão triste como a de ontem. Um compositor que tem uma alma cheia de amor e poesia foi tratado como um “qualquer”. Uma praia com a capacidade de acolher cerca de 2 milhões de pessoas estava resumida a um público de cerca de 20 mil pessoas. Passei a noite me lembrando da música Stop Crying Your Heart Out, dos Oasis. A frase You’ll never change what’s been and gone (Você nunca mudará o que aconteceu e passou) ficou ressoando no meu coração, tamanha foi a tristeza que senti. Graças a Deus a minha tristeza foi embora quando a sua voz ecoou por todos os cantos da praia e a doçura dos seus gestos e palavras me impactou profundamente. Sai de lá absolutamente feliz e sereno por ter a oportunidade de assistir a um belíssimo espetáculo de graça. CULTURA. As pessoas estão perdendo a noção do que é cultura. As músicas do Milton são simplesmente divinas, suas letras atingem o mais profundo da minha alma e sempre sinto uma felicidade e alegria sem palavras para descrever. Na praia eu fiquei pensando que se a atração principal fosse uma banda de forró local o número de pessoas seria muito maior, mas como se tratava de alguém do mais alto nível cultural as pessoas não deram o devido valor. É uma triste realidade, mas como diria Liam Gallager (Você nunca mudará o que aconteceu e passou), esta noite de surpresas foi embora, junto com um dos maiores artistas da atualidade, e agora só Deus sabe quando teremos outra oportunidade como essa de ver de graça o Milton Nascimento.

A segunda reflexão tem a ver com a política do PÃO E CIRCO. O nosso prefeito e o nosso governador estão gastando fortunas com obras faraônicas e com shows, mas estão deixando de lado as coisas mais importantes, educação, saúde, transporte, segurança, serviços públicos, etc. Acho que muitas pessoas estão cansando dessa política de pão e circo, onde em um dia é só festa, tudo as mil maravilhas, e no dia seguinte as pessoas ficam em enormes filas nos hospitais, as escolas ficam destruídas, sem aulas, sem professores, sem materiais escolares, com salários dos funcionários atrasados, etc. Estamos morando em uma cidade em que cada vez mais precisa se pagar para ter qualquer coisa, até os espaços públicos como a praia estão se tornando lugares em que tem pagar para estar. É essa a cidade que os fortalezenses merecem viver? Eu quero viver em uma cidade muito diferente, mas para que vivamos em uma cidade diferente é preciso haver uma elevação do nível de consciência das pessoas. Precisamos aprender a escolher melhor os nossos políticos, aqueles que realmente assumam o compromisso de trabalhar para as pessoas e pelas pessoas, e não apenas “arranjando obras superfaturadas”, como diria o mestre Gabriel, o Pensador.

Enfim amigos. Acho que foi a junção dessas duas reflexões que fez a noite de 13/04/13 ser uma noite de surpresas. Reflita sobre isso que coloquei e busque a verdadeira CULTURA…

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Uma noite de surpresas

  1. leitor

    Ontem tocaram avioes do forro e garota safada na cidade, entre outros, nao daria pra competir nos moldes do mundo de hoje ne?! hehe ooo cultura braba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s