Tolerância abaixo de zero

Por Isaias Costa

Eu soube através da minha mãe de um crime bárbaro ocorrido em São Paulo no último final de semana. Brigas entre vizinhos que resultou na morte de 3 pessoas. Eram dois casais que não toleravam o barulho em seus apartamentos, depois de muitas brigas e discussões um deles resolveu assassinar um dos casais e depois se matou, restando apenas a mulher do assassino. A reportagem que fala sobre esse ocorrido é essa aqui.

http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-sao-paulo/v/briga-entre-vizinhos-resulta-em-3-mortes-em-condominio-de-alphaville/2592881/

Os meus leitores já devem ter reparado que sou muito otimista e esperançoso. Sou assim porque nutro bons pensamentos todos os dias. Eu sou uma pessoa que busca “preencher a vida com amor”, como diria o grande escritor e palestrante motivacional Richard Carlson. Já coloquei uma frase dele em outro post, mas vou repeti-la nesse, porque quero fazê-lo refletir sobre essas lindas palavras.

“Quando sentir a morte se aproximando, sei que vou me perguntar: Quanto amor recebi na vida? Como reparti o meu amor? Quem me amou? A quem valorizei? Em que vidas eu causei impacto? A minha vida fez diferença para alguém? Que serviço prestei ao mundo? Tenho certeza de que minha única preocupação será: terei ou não preenchido minha vida com amor?”.

AMOR meus amigos! O mundo está muito carente de amor! As pessoas estão tão carentes de amor que atos bárbaros como esse da notícia se repetem dia após dia. A situação está tão séria que nem digo que a tolerância é zero, mas está abaixo de zero. As pessoas estão perdendo o valor pela vida. Para muitos a vida não vale muita coisa. A maior dádiva do nosso Deus criador sendo destruída por motivos banais. As pessoas estão perdendo a capacidade de DIALOGAR e ter uma comunicação mais efetiva, a busca por coisas e bens materiais está fazendo com que muitos deixem de valorizar o que é simples e belo. O convívio entre amigos e nas famílias está se tornando artigo de luxo. Para muitos a vida está se resumindo a acordar, passar 8 horas maçantes em um trabalho detestável e voltar pra casa resmungando e reclamando da vida, destratando o esposo ou esposa, filhos, irmãos, e passar as horas vagas na frente do facebook, quase sempre fofocando da vida alheia ou invejando as pessoas felizes e realizadas. Meu Deus! Chega! Esse não é o caminho para a alegria e a felicidade.

Mas é exatamente por ficar completamente comovido com essa situação que estou aqui hoje escrevendo o que penso sobre tudo isso. Você reparou que eu disse que fiquei sabendo dessa notícia através da minha mãe? Sabe por que eu fiquei sabendo através dela? Porque eu não perco um minuto sequer do meu dia diante da TV, a TV brasileira se alimenta de desgraças e ela faz isso com o objetivo de embrutecer a população e fazê-la perder a esperança na vida, e a mídia faz isso com fins comerciais, para que as pessoas sem esperança encham seus bolsos de dinheiro. As pessoas ficam frustradas e muitas delas vão afogar as suas frustrações fazendo compras, para tentarem preencher um vazio que nunca será preenchido. Esse vazio se chama DEUS, e saiba que estou falando de um Deus universal, a presença de Deus é algo que se sente no coração e se busca através do AUTOCONHECIMENTO, que pode acontecer de muitas formas: por oração, por livros, por meditação, por grupos em igrejas, por comunidades, por seitas, etc etc. A forma de se encontrar Deus é o que menos importa, o que importa é ter a presença de Deus no coração. Isso é o que pode nos fazer abrir o coração para o amor e assim preencher a vida com esse amor.

Vamos ter esperança meus amigos e vamos fazer o que estou propondo agora! Vamos ter conhecimento de ocorrências como essa e buscarmos seguir o caminho oposto ao sugerido pela mídia. Tudo bem assistir os noticiários, eles são importantes para estarmos atualizados, mas devemos sempre manter a esperança diante de tudo isso. Ao invés de ficar reclamando da vida eu estou aqui, levando você a refletir um pouco. Sabe outra coisa que pensei quando vi essa reportagem? Lembrei-me do seriado Chaves! O meu sonho é que a nossa sociedade tenha uma vizinhança como a vizinhança do Chaves. Você percebe a harmonia e o companheirismo que existe entre eles? Eles têm um respeito mútuo e um carinho que parece mágico. A nossa sociedade pode ser assim meus amigos, mas isso depende da escolha pessoal de cada indivíduo pelo bem.

Essa vizinhança mágica pode se transformar em realidade...

Essa vizinhança mágica pode se transformar em realidade…

Tem uma frase do Renato Russo que repito todos os dias: “Não vou me deixar embrutecer, eu acredito nos meus ideais! Podem até maltratar meu coração, e meu espírito ninguém vai conseguir quebrar…”. É assim que eu penso e ajo! Estou escrevendo com o meu coração despedaçado, mas com o meu espírito forte como um touro. É o meu espírito que me leva a escrever diante de uma tragédia de tal magnitude. Reflita sobre tudo o que coloquei, procure o AUTOCONHECIMENTO, fique menos tempo diante da TV, nutra pensamentos positivos, sonhe, sonhe muito com um mundo melhor, afinal, sonhar não custa nada não é mesmo? E principalmente, preencha a sua vida com amor, só o amor pode mudar o nosso mundo para melhor…

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Tolerância abaixo de zero

  1. Vania Lucia Aguiar

    Nossa muito lindo! Você está de parabéns!!!
    Toda as vezes que você perdoa, o universo muda.
    Cada vez que você estende a mão e toca um coração ou uma vida, o mundo se transforma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s