Produzir pérolas

Por Isaias Costa

perola

Hoje eu quero compartilhar um belíssimo texto do mestre Rubem Alves em que ele fala sobre as ostras, que toda ostra só produz pérolas quando é ferida.

“Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas.”

Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou grão de areia. Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia a penetra, ás células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola vai se formando. Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.

O mesmo pode acontecer conosco. Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém? Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? Suas ideias já foram rejeitadas ou mal interpretadas? Você já sofreu o duro golpe do preconceito? Já recebeu o troco da indiferença?
Então, produza uma pérola ! Cubra suas mágoas com várias camadas de AMOR.

************

Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, mágoas, deixando as feridas abertas e alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.

Assim, na prática, o que vemos são muitas “Ostras Vazias”, não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor. Um sorriso, um olhar, um gesto, na maioria das vezes, vale mais do que mil palavras!

Essas belíssimas palavras vêm nos ensinar que devemos retribuir todo tipo de mal com o bem. Eu acredito profundamente nessas palavras. São tantas as pessoas que disseminam o mal ou que já perderam as esperanças que muitas vezes parece algo utópico ou conto de fadas acreditar que os seres humanos possam ser como as ostras. É possível sim, mas tenho que dizer que isso é mais uma coisa que está no campo das grandes escolhas da vida. Eu ESCOLHO seguir o caminho do bem.

Sabe qual foi a ostra mais bela e perfeita que já habitou o planeta Terra? Seu nome é Jesus Cristo. Toda a sua vida, seu comportamento, suas palavras e gestos foram fundamentados no AMOR, a maior força que existe. Ele sempre retribuía todo tipo de mal com o bem e a maior prova de amor que um ser humano poderia dar à humanidade foi presenciada na sua morte na cruz. Na época em que ele veio ao mundo a sociedade estava em crise, os povos estavam se digladiando, imperava a política do “olho por olho, dente por dente” e a esperança estava distante da vida de muitas pessoas. Jesus veio para dar esperança. Uma belíssima frase dita por ele é conhecida por toda a humanidade, mas esquecida no dia a dia: “Eu venci o mundo...”. Essas 4 palavras tem um poder imenso. Se ele venceu o mundo, você que me lê agora também pode, quando Jesus disse essas palavras foi para encorajar as pessoas e dar-lhes esperança.

Na cruz, Jesus falou uma das frases mais complexas e profundas já ditas em toda a história: “Pai! Perdoa-lhes! Porque eles não sabem o que fazem…”. Os soldados de Jerusalém mataram o ser humano mais dócil, compassivo, amoroso, sensível e sábio da Terra e fizeram isso sem entender o porquê. A prova de amor de Jesus não tem palavras que possam descrever! É algo que foge completamente a compreensão humana, entra em uma esfera muito maior do que a própria inteligência.

Estamos passando por tempos de crises e violências. Acho que nesse momento o que mais devemos nutrir é o AMOR. O amor é que dá sentido à vida e a torna um espetáculo. Vou deixar uma música que adoro e fala sobre o cultivo do amor, como o de Jesus, a música, “O sentido”, da banda Catedral.

Para concluir essa reflexão quero compartilhar também duas frases que lembro praticamente todos os dias. A primeira é bem conhecida, da Madre Teresa de Calcutá: “O que eu faço pode ser só uma gota d’água no oceano, mas sem essa gota o oceano seria menor” e a segunda é do pensador oriental Tagore: “Sê como o sândalo, que perfuma o machado que o fere”. As duas frases falam a mesma coisa, que é a ideia central do texto do Rubem, oferecer o que temos de melhor aos outros, independente de qualquer coisa. A maior parte das pessoas desenvolve rancores, raivas, vinganças e outros sentimentos destrutivos porque não vivem esses ensinamentos tão bonitos e ricos. Vamos mudar nossas perspectivas! Vamos ver o mundo e as pessoas sob a ótica do amor, e sempre que vierem os sofrimentos e dores, que são inevitáveis, ofereçamos pérolas como retribuição. Tenho certeza que dessa forma o mundo pode se tornar um lugar infinitamente melhor de se viver. Pense sobre isso…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 Respostas para “Produzir pérolas

  1. Muito bom o texto Isaías.
    Eu tenho comigo que a dor é inevitável neste mundo, o diferencial é o que fazemos com a dor.
    Alguém Sábio já alertou que são “bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, porque deles é o Reino dos Céus”.
    E é muito, mas muito melhor sofrermos a dor do que a causarmos.
    Belo e inspirador texto!

    • Obrigado por compartilhar essa bela mensagem! Ela é muito inspiradora! É muito bom saber que tem pessoas com o pensamento tão parecido com o nosso e transmitindo para as pessoas! Desse jeito o mundo vai melhorando! Tudo começa a partir da mente!

  2. Olá, tudo bem? Estou criando uma página cristã e gostei muito desta foto de pérolas que você usou. Você me deixaria usá-la também? Obrigada, Jéssica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s