A gota d´água

Por Isaias Costa

Splash_by_dannyfaria

Hoje eu quero compartilhar um belíssimo texto da terapeuta, palestrante e educadora Eliana Kruschewsky falando sobre a gota d’água para toda essa revolução que o nosso país está vivendo. Leia e compartilhe com os amigos!

Aprendemos a nos defender desde que nascemos. O bebê já nasce com um sistema de autodefesa física, que podemos perceber assim que o neonatologista o segura após o parto. Observamos que o bebê tem reflexo como se quisesse se segurar para não cair. É impressionante assistir aos testes de auto-defesa que são feitos assim que o bebê nasce.

Desde o nascimento, todo ser se defende de algo. E este sistema de defesa se aprimora ao longo da vida, deixando bem claro que somos capazes de nos defender e até de defender o outro, dentro de uma maturidade cronológica e psicológica. Isto tudo para garantir a sobrevivência.

A defesa não se configura em ataques contra algo ou alguém. Defesa é atitude. Defender-se é estar a seu favor e atacar é estar contra o outro. Quando estamos a nosso favor, estamos nos defendendo e não estamos, necessariamente, contra nada nem ninguém.

Uma cliente uma vez me disse que não se defenderia do marido que alienou os filhos a ele, senão ela estaria contra ele e ele não iria gostar disto descontando nos filhos. Observem como o raciocínio, o ponto de vista sobre defesa se difere neste contexto. Estar a seu favor é o mínimo que podemos fazer por nós. Caso contrário, todo sistema de autodefesa seria falho. E assim, nos rotulariam de indefesos e vulneráveis. E já sabemos o que acontece quando nos mostramos indefesos, vulneráveis. O lado contrário a nós, as oposições ou adversidades ganham força e se utilizam desta nossa fraqueza e adentram os limites, configurando assim em um caos ou transtornos o que dificultariam uma retomada imediata à normalidade.

Não sei se é do ser humano ou da humanidade a questão de não agir e só tomar atitudes quando o limite invadido fica insuportável, ou seja, quando a GOTA D’ÁGUA pinga. O copo de água, explodindo de conteúdo por não existir uma evasão, faz com que tal conteúdo transborde, ultrapasse a borda que o limitava ali dentro daquela situação aprisionante e, com isto, gera um desencadeamento de situações transtornantes e contra atitudes dos outros.

O Brasil passa por um momento histórico, onde manifestantes saíram às ruas em um momento em que os holofotes estão voltados ao país, devido a um evento futebolístico mundial. Tais manifestações surgiram de uma GOTA D’ÁGUA onde os brasileiros não suportam mais muitas situações esdrúxulas e foram às ruas com cartas repudiando R$ 0,20 no aumento de passagens de ônibus. Perguntamos: Só por causa de centavos, precisamos movimentar milhares de pessoas às ruas? E responderam que isto foi a GOTA D’ÁGUA.

Passamos um tempo importante engolindo a invasão dos limites do governo e sem evasão.

A GOTA D’ÁGUA, transbordou a paciência e tolerância de milhares de brasileiros e está causando transtornos quanto à segurança e tranquilidade de pessoas envolvidas diretas ou indiretamente.

Agora pergunto a você: O copo de água transbordou por causa de R$ 0,20, logo o governo irá recuar e atender às reivindicações e a água que foi derramada, voltará ao copo? Ou, a água que foi derramada irá se represar em outro copo? E este copo se encheu ao ponto de romper o limite das bordas por que impuseram isto ou por que deixamos isto acontecer?

Tomar atitudes durante a aparição de situações não seria o melhor para não deixarmos o copo de água transbordar por conta de uma insignificante GOTA D’ÁGUA?

“Chutar o pau da barraca”, “rodar a baiana”, “botar a boca no trombone” são atitudes explosivas e que não têm nada a ver com o equilíbrio emocional, mental, espiritual. A questão não é ser contra protestos e manifestações de rua, eles existem para serem feitos e promoverem mudanças, mas o que quero deixar claro é que não precisamos deixar o copo transbordar.

Muitas situações de vida das pessoas levam a um final quando o que importaria seria o crescimento pessoal. Muita coisa não volta mais ao que era antes, pelo simples fato de que a água não retorna para o copo só porque os R$ 0,20 foram resolvidos. Muita coisa irá se desencadear daí.

Quanto casamentos foram desfeitos por conta desta GOTA D’ÁGUA? Quantas demissões tiveram de ser ativadas em empresas por conta desta GOTA D’ÁGUA? Quantos homicídios e suicídios foram cometidos por causa da GOTA D’ÁGUA? Quantas crianças foram espancadas por causa desta GOTA D’ÁGUA…

O fato é que podemos evitar este transbordamento do copo de água. Podemos criar uma evasão para a água fluir e transmutar. Isto pode ser feito através de conversações, de diálogos, de atitude de autodefesa. Seja a seu favor quando for dialogar com teu marido(esposa) e não contra ele(a). Todas às vezes que somos contra o outro, gera um conflito de ideais que não resulta em nada bom e, para não piorar, resolvemos nos calar e daí o “copo enche”.

A única forma de não acumularmos energias, situações, sentimentos dentro de nós, a única forma de não extravasarmos em gotas d’água, é tomarmos atitude a nosso favor, valorizando nosso sistema de autodefesa e evitando assim transtornos históricos em nossa vida que muitos chamam de traumas e eu os denomino de focos de energias com baixa vibração que irão causar danos e marcar a vida de uma pessoa.

Não sabe como ser a seu favor sem ser contra o outro? Procure ajuda, existem profissionais que lidam com comportamento humano para ajudar você. Procure um terapeuta e suas habilidades terapêuticas para alinhar tua energia, procure ler se informar sobre a saúde espiritual e energética. Abra a tua mente para as ajudas que independente de religião, estão aí à tua disposição para aconselhá-lo, orientá-lo e ajudar você a viver uma vida mais colorida, mais pacífica e feliz.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s