A mídia está revoltada

Por Isaias Costa

Quero falar um pouco sobre um novo problema que o Brasil está encarando e ainda não está sendo tão comentado. A mídia está revoltada com os protestos nas ruas, porque isso está afetando diretamente o bolso de muita gente da elite do país. Daqui pra frente, as transmissões vão esfriar e ela vai enfiar goela abaixo mais e mais novelas e outras alienações. Inclusive eu vi uma charge que ilustra muito bem o que estou querendo dizer. Veja!

1014277_396738130438461_1588568212_n

O desejo dos políticos e líderes do governo é que as manifestações sejam como “fogo de palha” e se dissolvam, voltando tudo a ser como antes. Isso pode ser muito perigoso e ter desfechos que nem se pode imaginar.

Pois é, amigos! A situação está caótica, porque estamos tratando de políticas de governo e tem muito, mas muito dinheiro por trás de tudo isso. Essas manifestações mexem com o poder dos grandes e até ameaçam o seu reinado. Devemos ficar muito atentos e ler! Ler muito a respeito, para não ficar alienado sobre as novidades que vão surgindo, como a que acabei de colocar.

Quero compartilhar algumas palavras do escritor Babuwin falando sobre isso. Leia com atenção!

A Revolta nítida da mídia convencional

A mídia convencional brasileira se cansou de agradar o povo. E as manifestações de rua, que até ontem eram lindas expressões democráticas, uma vez que emparedavam o governo Dilma, hoje são um transtorno à população, um custo para a economia e um risco à democracia.

É o que se depreende da leitura de grandes jornais. O Estadão, por exemplo, condena o excesso de “demofilia” dos governantes.

“Na ânsia de reverenciar o povo, os poderes federais competem, às cotoveladas, para fazer da noite para o dia o que a rua subitamente se pôs a cobrar com veemência nos quatro cantos do País em mobilizações que surpreenderam cobradores e cobrados pela amplitude e difusão”, diz o editorial do jornal comandado por Francisco Mesquita Neto.

Na Folha, o editorial “Brasília se agita” também condena o que o jornal de Otávio Frias Filho classifica como populismo.

“De forma frenética, Poderes buscam dar respostas aos protestos, mas correm o risco de se perder em medidas de caráter inócuo ou populista”,diz o texto, que defende que uma resposta mais adequada dos políticos seria o cancelamento do projeto do trem-bala entre Rio de Janeiro e São Paulo.

Também na Folha, o artigo de Rogério Gentile já critica os transtornos que as manifestações de São Paulo têm causado ao trânsito da metrópole. E a coluna de Vinícius Torres Freire sugere que investidores podem desistir das concessões de serviços públicos, com os congelamentos das tarifas.

O Globo, de João Roberto Marinho, aponta até riscos à democracia e diz que o plebiscito sugerido pela presidente Dilma Rousseff só favorece o PT.

“Pesquisas feitas entre manifestantes, antes da reunião de segunda, não detectaram o desejo por uma reforma política”, diz o editorial do jornal, que condena a iniciativa proposta pela presidente Dilma.

O jornal, no entanto, finge ignorar que a demanda por menos corrupção – presente em todas as manifestações – está diretamente ligada ao tema de financiamento de campanhas políticas.
Além disso, o Valor Econômico, fruto de uma associação entre Globo e Folha, calculou que as medidas já anunciadas pelos governantes terão um custo fiscal de R$ 115 bilhões ao ano. A principal delas – condenada pelo jornal – seria a elevação dos gastos com educação para 10% do PIB, o que custaria R$ 71 bilhões a mais até 2020.

Enquanto isso, a presidente Dilma Rousseff, decidiu se reunir com centrais sindicais, parece cada vez mais disposta a retomar a iniciativa. “Vou disputar a voz das ruas”, disse ela.

Pelo jeito, as manifestações de rua irão gradativamente perder o apoio dos meios de comunicação. E não é para menos, elas não representam a Elite do país, representam o povo e isso incomoda os poderosos, pois para que o povo tenha direito à serviços públicos de qualidade é necessário que alguém que estava até então ganhando às nossas custas perca essa regalia!

E isso, claro, sem falar na emissora Globo e companhia LTDA que não para de falar de VANDALISMO e BADERNEIROS!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s