Marcas da vida

Por Isaias Costa

ceu-passaross

Tempos atrás escrevi sobre uma mazela extremamente comum da nossa sociedade, a SÍNDROME DO COITADINHO. Aos que não leram segue o link.

A síndrome do coitadinho

Hoje vou falar um pouco mais sobre isso, mas com relação a cada um de nós, sobre o que deixamos de impressão para os outros, ou seja, as MARCAS DA NOSSA VIDA que deixamos para os outros. As pessoas que se fazem de coitadinhas não deixam marcas na vida de ninguém, porque só sabem falar de raivas, de medos, de rancores, de injustiças, de lamentações, de humilhações. O caminho natural de qualquer indivíduo em sã consciência quando escuta todas essas chatices se chama DISTANCIAMENTO, e o resultado final do coitadinho é ficar sozinho se lamentando pela sua vida, pelo mundo, pelas pessoas. Eu acho até engraçado que muitos coitadinhos criam enormes sentimentos de vingança. Mas por que criar sentimentos de vingança se desde sempre o problema estava único e exclusivamente neles? Eles vivem querendo colocar nos outros a culpa por seus defeitos e limitações. Chega! Se você for um coitadinho pare com isso hoje! Agora! Compre um bom livro, leia, assista a filmes e vídeos edificantes, pare de ficar fuçando a vida dos outros no facebook, invejando as suas vidas, cresça, amadureça!

Qual é a marca que você quer deixar para os seus amigos? A marca de um coitadinho ou a marca de alguém que agregou valor? De alguém que fez diferença em suas vidas? Pense sobre isso…

Para concluir vou deixar um belíssimo texto do escritor brasileiro Paulo Roberto Gaefke chamado “Marcas da vida”. Reflita sobre ele!

Cuida da imagem que você anda deixando por onde passa. Que lembrança você anda gravando nas pessoas?

Você é o símbolo da alegria, da bondade, da esperança ou vive amargurada e passa para todo mundo a dor, a revolta, o desespero, a falta de esperanças?

Por onde você passa você fala de realizações, de boas energias, tem sempre uma boa notícia, uma palavra amiga, um gesto de esperança, ou leva contigo a reclamação, a agonia, o gemido constante, os olhos sempre úmidos de lamentação?

Onde você chega as pessoas se aproximam para cumprimentar e querem te abraçar com festa ou se afastam com mil desculpas pela sua negatividade?

Se alguém te der um espelho agora, seu rosto vai mostrar a alegria de quem tem a certeza da vitória, ou a tristeza de quem se acostumou com a dor e a derrota?

Seu rosto é a expressão de quem espera alguém ou alguma coisa para ser feliz, ou de quem já vive feliz com o que tem?

Marca a tua caminhada pela Terra com marcas que nunca se apagam, escreve com o coração tudo o que fizer, assim, as dores serão passageiras rápidas na tua vida.

Carrega em você a semente da alegria e distribua para todos que se aproximarem de você, assim nunca te faltarão amigos dispostos a dividir o peso da sua jornada.

Conquiste amigos em todos os lugares por onde andar e conquistará um tesouro eterno, que nenhum ouro poderá pagar.

Que a sua marca de vida seja a alegria, assim, deixarás para sempre, uma lembrança suave de quem será amado para sempre.

Eu acredito em você!

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s