12 anos de escravidão

Por Isaias Costa

12+ANOS+ESCRAVO

O excelente filme “12 anos de escravidão”, recebeu ontem, 02/03/2014, o Oscar 2014 de melhor filme, a meu ver, muito merecidamente. Este é um filme incrível que conta a história de vida e superação de Solomon Northup, um negro livre nascido no Estado de Nova Iorque que foi sequestrado em Washington, no ano de 1841, e vendido como escravo. Ele trabalhou em plantações no estado de Louisiana por 12 anos antes de sua libertação. Esta foi uma adaptação cinematográfica do seu livro autobiográfico “12 anos de escravidão”, que conta em detalhes grande parte do seu sofrimento vivido como escravo.

Esta dura realidade vivida por milhares de negros no século XIX mostra o nível de perversidade e desamor a que o ser humano pode ser capaz de chegar. Assistindo a esse filme tentei me transportar para a época de Solomon e tentei imaginar o quanto ele sofreu, o quanto tinha que aceitar calado os imensos trabalhos forçados, além de viver o tempo todo com medo de ser açoitado, pois os negros escravizados eram açoitados pelos mínimos motivos, como bem mostra o filme. Um simples dia de trabalho em que um pouco menos de algodão era colhido das plantações era motivo suficiente para os escravos levarem centenas de chibatadas até ficarem com a pele em carne viva.

Solomon e milhares de outros negros que foram escravizados são verdadeiros heróis, pois sofreram calados por anos a fio as piores dores que um ser humano pode ter. É normal e comum sempre lembrarmos dos sofrimentos físicos vividos por eles, mas muito acima destes sofrimentos estão aqueles de ordem psicológica. Faltam palavras para explicar o quanto eles devem ter sofrido por terem sido tratados como animais, xingados, cuspidos, chamados de cachorros, vadias, vermes ou palavras ainda piores.

Deixo essa excelente sugestão de filme a você hoje! Agradeça pela vida repleta de bênçãos que você tem e ao ver a vida de um herói como Solomon Northup, tenha esperança e a certeza de que por mais que você tenha sofrido ou ainda esteja sofrendo, não tem como comparar com o sofrimento vivido por ele e por milhares de outros negros, não só nos EUA, mas no Brasil e em tantos outros países que tiveram esse perverso sistema de escravidão…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s