Ganância e Ambição

Por Isaias Costa

dinheiro1

Muitas pessoas pensam que a ambição é algo ruim e que deve ser combatido. Sabe de uma coisa? Eu sou ambicioso, e vou explicar porque o sou neste texto hoje. Existe uma enorme diferença entre ser ambicioso e ser ganancioso. Você vai perceber que o ruim não é ser ambicioso, mas ganancioso. Para entender melhor, compartilho algumas palavras do grande filósofo brasileiro Mario Sergio Cortella, do seu artigo “Cooperar para não exaurir”.

“A cobiça se identifica com a ganância, em vez de fazer contato com a ambição. Uma pessoa ambiciosa é aquela que “quer mais”; uma pessoa gananciosa é aquela que “quer só para si, a qualquer custo”.

Uma pessoa ambiciosa quer mais conhecimento, mais bem-estar, mais lucratividade, mas, de modo a evitar a ganância, não pode querer só para ela mesma e de qualquer modo e com qualquer meio.

Por isso, ainda bem que muitas mulheres e muitos homens pelo mundo afora acreditam e praticam o que retirará cada vez mais o véu sombrio da competição doentia: a cooperação! A cooperação como atitude ética, a cooperação como valor negocial, a cooperação como princípio de para o lucro higiênico, a cooperação como meta solidária, a cooperação como auxiliadora da paz.”

Ser ambicioso é buscar a evolução, ser ganancioso é procurar o egocentrismo. Porque eu sou ambicioso? Sou porque tenho sede por conhecimento, não consigo passar um único dia sem ler sobre algo que nunca tenha lido antes, com isso, estou sempre aprendendo coisas novas e compartilhando com os amigos e com os leitores. Sou ambicioso porque não consigo ver a realidade do nosso país e do mundo e ficar calado, eu insisto em combater toda essa mediocridade que assola as pessoas e quer que fiquemos cada vez mais burros e mandados como marionetes nas mãos dos políticos. Sou ambicioso porque acredito que as minhas palavras podem tocar no fundo do coração de alguém e dar início a uma revolução pessoal, porque acredito que o conhecimento ajuda a moldar o nosso caráter e nos tornar cidadãos éticos, porque cada dia que vivo fazendo o bem e dando o melhor de mim, uma semente de esperança é lançada neste mundo, porque eu gosto de pegar no pé das pessoas que eu mais amo e procuro ajudá-las a serem mais ousadas e acreditarem mais em si mesmas, porque quando inicio meus projetos, tenho vontade de seguir com eles até o fim etc.

Se você tiver notado, essa minha ambição é saudável. Por quê? Porque ela está voltada para o serviço. Eu quero utilizar meus talentos e potencialidades para ajudar as pessoas e para agregar valor às suas vidas, e não para ostentações ou vaidades. Esses são comportamentos e sentimentos que destroem os seres humanos e poderiam fazer o mesmo comigo se não tivesse um propósito muito maior estabelecido na minha mente, que é o de fazer o bem.

Tem uma bela frase do escritor, filósofo e enciclopedista franco-alemão Barão Dietrich de Holbach, que resume bem este meu sentimento: “A ambição é louvável quando acompanhada pelo desejo e pela capacidade de fazer felizes os outros”. Portanto, que nesse dia você entenda e perceba que a ambição é um sentimento bom, desde que ele esteja voltado para o serviço, para fazer os outros felizes.

O valor do serviço

Para continuar filosofando sobre esse tema tão instigante, compartilho com você um podcast do Portal Café Brasil, que aprofunda o que eu falei aqui e trata de vários pontos que não foram abordados. Vale a pena conferir…

Ganância e Ambição – Café Brasil

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s