Desafio e ameaça

Por Isaias Costa

untitled

Hoje eu vou falar sobre um tema muito importante, tanto para a educação como para a vida, que são os DESAFIOS.

O tempo todo nós somos colocados em desafios, que tendem a sempre crescer e ficar mais complexos. É muito importante aprender a lidar com os desafios de forma SERENA e MADURA, o que na grande maioria das vezes não acontece, a maior parte das pessoas lida com os desafios de forma ANSIOSA e IMATURA. Eu mesmo já fui muito assim e não tenho um pingo de vergonha de falar, muito pelo contrário, tenho orgulho, porque eu precisei passar por duras provas para me tornar a pessoa que sou hoje e tive que enfrentar desafios de gigante na época da faculdade. É tão interessante isso tudo que, se não fosse por tudo o que eu passei você não estaria me lendo agora, eu só pude me tornar escritor porque passei por grandes desafios.

Agora eu vou falar o mais interessante. Ninguém nessa vida passa pelos desafios sem que, em determinadas vezes, ele seja confundido com uma ameaça. Que é completamente diferente de um desafio genuíno. Vou falar a partir da minha própria experiência para que você compreenda bem. Quando cursava Física eu tive a experiência de cursar uma disciplina com um professor que queria “arrancar o meu couro”. Foi o pior semestre de toda a minha vida e quase entrei em depressão por causa de tudo que passei. Esse professor era famoso por ser “carrasco” e já iniciei a sua disciplina com medo de reprovar. Ele fazia questão de manter esse padrão de “carrasco”, era um orgulho para ele isso. Ele passava desafios para os alunos não como desafios genuínos, mas como ameaças. Eu lembro claramente de uma frase que ele disse uma vez: “Tirar 10 na minha prova é muita responsabilidade…”. Quando eu ouvi isso pensei, “What? Um aluno não pode tirar 10 na sua prova? Que professor é esse que faz uma prova que nenhum aluno pode tirar 10?”. Graças a Deus, nessa época já estava despertando o professor e educador que existe dentro de mim. O que este professor fez foi completamente antididático. Na realidade o que ele estava fazendo era intimidando os alunos e destruindo a capacidade produtiva, intelectual e criativa. Você lembra que eu falei sobre IMATURIDADE logo no início deste texto? Pois é! Esse professor foi uma das pessoas mais imaturas que conheci na vida e não compreendia a dimensão dos desafios para os alunos.

Ao contrário do que muitos pensam, os desafios colocados aos estudantes devem ter como propósito o desenvolvimento intelectual, a capacidade de encontrar saídas diferentes, estimular a arte da dúvida e da crítica, estimular os estudos em grupo etc. Jamais devem ser colocados como disputa ou competição, o que a nossa sociedade adora fazer, tampouco para intimidar ou deixar com medo. Hoje sou professor e gosto sempre de colocar questões desafios nas provas, mas eu não faço isso para intimidar os alunos, faço para estimulá-los a darem o melhor de si, para procurarem saídas diferentes etc.

É muito importante diferenciar desafios de ameaças. Se alguém realmente desafia você o que vai acontecer é que você vai despertar de forma impressionante o lado criativo, vai se estimular muito mais e dará o melhor para resolver esse desafio. Já quando alguém lhe ameaça acontece o contrário, a sua autoestima despenca, você se sente um derrotado, passa a se achar incapaz e o que é pior, isso pode interferir diretamente na sua alegria, felicidade, paz de espírito, sono e saúde. Aconteceu isso comigo quando estudei com esse professor. Pela primeira vez na vida tive insônia, fiquei doente a maior parte do semestre, não via muito brilho e beleza nas coisas, eu perdi o brilho no olhar, que é uma característica marcante em mim e quem me conhece sabe muito bem disso, cheguei até a ter pensamentos de fracassado, achando que meu destino era ser infeliz pelo resto da vida. Você percebe agora o quanto uma ameaça pode ser destruidora na vida de uma pessoa? Sempre tenha em mente que os desafios são bons, nos fazem crescer em todos os sentidos, agora as ameaças são destruidoras.

Depois que passei por essa triste experiência fiz uma verdadeira revolução na minha vida. Conclui o curso de Física e mudei radicalmente minha forma de pensar e ver o mundo, e fui desenvolvendo o meu lado professor e educador. Hoje sou outra pessoa, completamente realizada e feliz. Descobri minha vocação e estou procurando ser o melhor profissional possível. Ahh! Eu descobri o meu lado escritor também, e agora estou aqui para contar essa história para você. Espero que tenha gostado…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s