A ética se constrói nas pequenas atitudes

Por Isaias Costa

"Eu achei é meu! Ora bolas?"

“Eu achei é meu! Ora bolas?”

Estava conversando com meus irmãos sobre a questão da honestidade, da ética e da inversão dos valores na nossa sociedade e na conversa veio à tona um fato interessante ocorrido este ano e que foi noticiado. A notícia em resumo foi mais ou menos assim.

Uma moça estava no último dia para pagar as suas contas e estava com o dinheiro quase contado para pagá-las. Ela colocou as contas e o dinheiro dentro de um envelope e, durante o percurso até a casa lotérica, ela perdeu este envelope. Aflita, ela achou que tinha perdido tudo, que iria pagar as contas todas com juros altíssimos, que precisaria pedir dinheiro emprestado a alguém etc. Quando ela menos espera, um homem lhe telefona e diz que achou seu envelope no chão, pagou as suas contas e pediu que o encontrasse para que ele devolvesse o troco.

Já pensou? Esta história simples foi noticiada e as pessoas acharam tão fantástico que parecia mesmo algo do outro mundo. E aí que está a reflexão. Esta atitude não deveria ser algo do outro mundo, mas é! E por que é? Porque o mundo está carente de ÉTICA. As pessoas estão deixando de entender o significado desta palavra tão rica.

A ética tem a ver com os nossos princípios e valores, com as atitudes que geram consequências para si e para os outros, com a noção de honestidade etc. O que esse homem fez foi ter uma atitude ética. Ele viu um envelope com um dinheiro que não era dele, com as contas endereçadas e nomeadas com a titular das mesmas e teve a atitude honesta de devolver o que não pertencia a ele, ainda com a atitude gentil de devolvê-las pagas.

Esta sociedade doente em que vivemos só visa o lucro a qualquer custo, a barganha, o aproveitamento, só visa o EGO, o prazer imediato, a ganância. Mas para onde tudo isso pode nos levar? Para o abismo, para a desconexão com a realidade humana, para o fechamento em si mesmo, para o crescimento de sentimentos mesquinhos, desonestos e corruptos. Saiba que pegar um envelope nesta situação e tomar para si é uma imensa CORRUPÇÃO, talvez maior até do que as que ocorrem no mundo da política. Sabe por quê? Vou explicar. Os políticos estão inseridos em um meio que é fácil corromper e desviar dinheiro de uma forma que ninguém fica sabendo, e eles são estimulados a isso o tempo todo. Já nós que não estamos inseridos nesse contexto não. Para nós é muito mais difícil estar em contextos que facilitem a corrupção. O que estou querendo dizer é que as grandes corrupções sempre começam com as pequenas. Se uma pessoa que faz isso com um envelope for colocada diante de uma situação em que possa ter mais dinheiro no seu bolso, ela vai executá-la, porque houve desde o começo uma quebra nos valores humanos, uma quebra da ÉTICA, entende?

Aquilo que deveria ser o normal e que todos nós deveríamos fazer está se transformando na exceção, no incomum. O comum é roubar, o comum é se aproveitar, o comum é desviar dinheiro. Até quando será assim? Até o momento que cada de nós, em nossa própria consciência, decidir ser diferente. Não serei eu através de um texto como esse que irei mudar a mente das pessoas corruptas e fazê-las se tornarem honestas. Seria muita ingenuidade da minha parte. Mas eu posso com esse mesmo texto dizer ao mundo e às pessoas que nem todos são corruptos, que nem todos têm atitudes antiéticas, que eu faço diferente. Então você vendo o exemplo de alguém que faz diferente pode, quem sabe, se sentir tocado e refletir a esse respeito. Lembre-se! Ninguém muda ninguém, mas você pode mudar o seu mundo, e você mudando o seu mundo, tudo aquilo que for externo se expressará de uma maneira diferente, porque o seu mundo se modificou. E quanto mais e mais pessoas tomarem essa consciência, mais o mundo se tornará um lugar melhor e mais harmonioso.

Se quiser ler um pouco mais sobre isso, compartilho um texto que escrevi tempos atrás que descreve pequenas atitudes que podemos fazer no dia a dia para melhorar nosso convívio com as pessoas, consigo mesmo e com a natureza, são o que eu chamo de “experiências religiosas”. Vale a pena conferir. Vamos viver a verdadeira ética, começando nas pequenas coisas…

Experiências religiosas

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s