Todos nós podemos ser geniais

Por Isaias Costa

einstein2_thumb[9]

O Albert Einstein foi um dos maiores gênios que esse mundo já teve. Nós olhamos para esse Físico maluco e o que ele construiu ao longo da sua trajetória e não sabemos que podemos ser um pouquinho parecidos com ele. Você sabia que todos nós temos a semente da genialidade dentro de nós só esperando para ser regada e florescida? Vou explicar isso para você inspirado nele, é claro!

“Somos todos geniais. Mas se você julgar um peixe por sua capacidade de subir em árvores, ele passará sua vida inteira acreditando ser estúpido.”

Albert Einstein

Essa frase é de uma profundidade imensa e ao mesmo tempo, de uma grande facilidade de ser entendida. Quando ele fala sobre os peixes, está falando diretamente sobre os nossos talentos. Cada um tem seus talentos absolutamente únicos, e o que leva uma pessoa a se tornar gênia, não é o seu Q.I ou seu cérebro privilegiado, é a CURIOSIDADE e o profundo desejo de estar sempre APRENDENDO COISAS NOVAS e se aperfeiçoando no que faz de melhor. Foi isso que ele fez e se tornou um dos cientistas mais importantes da humanidade.

O que leva nosso mundo a ter tão poucos gênios é algo muito grandioso e que, pelo menos no Brasil, ainda falta muito para mudar, é a EDUCAÇÃO. A nossa educação é pautada na aquisição de conteúdos simplesmente como um acúmulo de informações. As escolas não ensinam os alunos a pensarem por conta própria e a terem suas próprias conclusões. Gosto de lembrar das palavras do gênio Raul Seixas. Em algumas de suas entrevistas, ele frequentemente dizia que a única coisa que aprendeu na escola foi a odiá-la. Ele dizia abertamente que tudo que aprendeu foi através dos livros e da sua imaginação mais do que fértil. O que aconteceu com o Raul? Se tornou um mito, um cara inesquecível na música brasileira. Eu fico extremamente feliz por estudar a sua vida, a sua personalidade, suas músicas e sua filosfia para aprender a ser um pouquinho gênio como ele foi. Sei que é um longo caminho de busca por conhecimento que torna alguém um gênio e nada melhor do que estudar um pouco a vida dos grandes gênios. Eu escolhi estudar o Raul Seixas e você? Que tal escolher um grande gênio e começar a estudá-lo ainda hoje? Posso colocar alguns nomes aqui para você pesquisar se quiser: Leonardo da Vinci, Michelangelo, Galileu Galilei, Isaac Newton, Johannes Kepler, Thomas Edison, Nicolau Copérnico, Gauss, Nietzsche, Audoux Huxley, Van Gogh, Beethoven, Roberto Bolanõs, Santo Agostinho, Oprah Winfrey, Ayrton Senna, Bill Gates, Schopenhauer, Warren Buffett, Patch Adams etc. etc. etc.

Você só poderá se tornar um gênio se desenvolver duas artes, a da DÚVIDA e a da CRÍTICA. Todos os grandes gênios desenvolveram essas artes. Eles criaram coisas novas porque duvidavam do que existia e criticavam a forma como tudo funcionava e estava descrito através dos livros, da história, da ciência. É interessante frisar também que, quando desenvolvemos essas artes, juntamente com elas, também crescemos em SABEDORIA. As pessoas sábias são aquelas que tem a perspicácia de ver as coisas e não engolir simplesmente, sem antes se questionarem. Elas pensam, elas investigam, elas duvidam, elas procuram fazer algo melhor e inovador, então vão lá e fazem.

A arte da dúvida

Elas são FOCADAS. Elas concentram suas melhores energias naquilo que fazem de melhor, e por isso se tornam geniais. Se você tiver prestado atenção nos exemplos que coloquei, há gênios da ciência, da música, das artes. da literatura, do cinema, dos negócios, do esporte etc. Há gênios em absolutamente TODAS as áŕeas, diferente do que muitos pensam, que só há gênios na ciência, isso é um grande equívoco.

Aqui e agora

Eles são produtivos, o que é bem diferente de ser e estar ocupado. Passar muitas horas trabalhando pode ser algo produtivo ou não, depende daquilo que você executa enquanto trabalha. Os geniais são sempre produtivos porque o que eles fazem se torna algo MEMORÁVEL, o que é algo memorável? É aquilo que não se perde com o tempo, é algo que fica para a posteridade. Nessa hora gosto de citar o Michelangelo e seu belíssimo Davi. Quer uma escultura que seja mais memorável que o Davi? Essa obra não tem preço. É impossível estabelecer um valor mensurável em dinheiro para esta preciosidade. O seriado “Chaves” do Roberto Bolanõs, passarão séculos e ele continuará alegrando os corações de todos que assistirem, certamente colocarei meus filhos para assistirem esse seriado, pois ele tem uma magia, um encanto, uma perfeição, que falta palavras para descrever. Poderia passar horas citando obras memoráveis de gênios. Pronto! Isso é o que chamo da produtividade dos gênios, eles criam coisas que ficam para a posteridade e que são carregadas de emoção, de vida, do DNA dos seus criadores.

Há mais um detalhe sobre a produtividade. Os gênios sabem conviver muito bem com a solidão, e transformam a solidão em um amiga. Isso mesmo, uma amiga. Grandes insights surgem na mente dos gênios quando eles estão sozinhos, parados, quietos, contemplativos. Quer um exemplo? Nietzsche. A solidão era um deleite na sua vida. Esse homem tão lúcido em sua loucura tinha dificuldade de ser entendido pelas pessoas, exatamente porque a maior parte tem preguiça de pensar, de se questionar, de duvidar, o que ele fazia quase 100% do tempo. O Nietzsche é um dos meus grandes amigos e sempre estará me acompanhando em minha jornada. Existe um gênio brasileiro que escreve tanto sobre a SOLIDÃO quanto sobre o Nietzsche de forma absolutamente incrível, é claro que estou falando do mestre Rubem Alves. Compartilho aqui em baixo duas de suas crônicas mais incríveis, que tive a honra de publicar neste blog. Vale muito a pena conferi-las…

A solidão amiga
O que é ter saúde mental?

A maior parte deles entende o VALOR DO SERVIÇO. Se você pesquisar a vida de alguns gênios verá que eles não viviam só para si. Inclusive o Einstein em sua imensa sabedoria, disse uma vez a seguinte frase: “Somente uma vida que seja vivida para os outros vale a pena ser vivida”. Pense um pouquinho sobre essa frase… A alegria de muitos gênios da humanidade era ver os outros felizes e realizados. Por exemplo, Patch Adams, um gênio da Medicina, vivia e ainda vive para levar alegria e um serviço empático que cura as pessoas muito mais pelo carinho e atenção do que pelo Medicina em si. A Oprah Winfrey, o Bill Gates, o Warren Buffett, o Ayrton Senna e tantos outros, eles eram (no caso do Ayrton) e são comprometidos com belíssimas obras sociais, que estão fazendo esse mundo ser um lugar melhor. Esse ponto nem todos prestam atenção, mas estou revelando a você hoje. Quer ser um gênio? Sirva! Sabe quem foi o maior gênio da humanidade? Ainda não falei dele. Seu nome é Jesus Cristo. Ele dizia: “O maior dentre vós deve ser aquele que serve”. Palavras profundas que pouquíssimas pessoas entendem e põem em prática verdadeiramente. Para falar da genialidade de Jesus precisaria escrever um livro, tem tanta coisa sobre ele, o princípio e o fim, o caminho, a verdade e a vida…

O valor do serviço

Para terminar, volto à mensagem do Einstein. As pessoas que se tornam geniais não fazem algo que esteja fora de suas missões de vida. Aqui entra o peixe subindo na árvore. Muitas pessoas querem ser peixes subindo em árvores. Quem são essas pessoas? São aquelas que trabalham em algo que odeiam, aquelas que se formaram em um curso universitário só para agradarem aos pais, aquelas que acharam que era “muito difícil” seguir os sonhos e desistiram no meio do caminho, aquelas que se acomodaram em seus empregos achando que não há mais perspectivas de futuro, aquelas que tentam concursos públicos só porque o salário é bom e a carga horária é pequena etc. Pois é meu amigo! Sinto dizer, mas a genialidade nunca vai encontrar o coração destas pessoas. Sabe por quê? Exatamente por causa do coração! Só se torna um gênio quem coloca o seu coração naquilo que faz, ou seja, dá o seu melhor e supera a si mesmo dia após dia. Então? Você está dentro desse grupo? Se não! O que acha de começar hoje a tentar fazer parte?

Há muito mais a ser falado, mas acredito que falei sobre os principais fatores que levam alguém a se tornar um gênio. Vamos nos tornar gênios?…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 Respostas para “Todos nós podemos ser geniais

  1. Ângela

    Amei os textos !!!! Como sempre,vc é um grande escritor, Isaias Costa, consegue passar as msgs de uma forma clara e direta. Os conteúdos são profundos, sempre trazendo uma maravilhosa reflexão e iluminando caminhos, parabéns, que bom que existem pessoas como vc, o mundo precisa, e muito !!!!! Grata

  2. Rodrigo

    Só uma correção. Não existe genial, gênio é uma palavra unicamente do gênero masculino!!

    • Eu não sabia dessa questão Rodrigo. Agradeço pela correção, mas de antemão te deixo bem a par de que eu não entendo quase nada de regras gramaticais, apesar de escrever quase diariamente! Se você ler os meus textos, vai perceber uma série de erros, mas não me importo muito com isso, acho bem mais importante a mensagem colocada tocar o coração de alguém, se isso acontecer, então está tudo ótimo!
      Grande abraço meu amigo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s