Não existe uma religião melhor do que outra

Por Isaias Costa

religiões

Eu já falei diversas vezes neste blog que respeito profundamente todas as religiões e sei que todas elas nos ajudam a levar para um mesmo Deus, que é amor e misericórdia. Eu acredito que não existe uma religião melhor do que a outra, acredito que existe a religião certa para cada pessoa em particular. Para refletir sobre isso, compartilho algumas palavras do mestre Dalai Lama, extraídas de seu livro “Uma ética para o novo milênio”.

“Um fator preponderante que contribui para a desarmonia religiosa é o relacionamento pouco saudável das pessoas com suas crenças. Em vez de aplicar os preceitos religiosos na vida pessoal, muitos têm a tendência de utilizá-los como um apoio para atitudes autocentradas. A religião funciona como algo que se possui ou um rótulo que distingue a pessoa dos outros. Isto é seguramente uma distorção e um perigo. Neste caso, em vez de usar o néctar da religião para purificar os elementos que envenenam nossos corações e mentes, usamos estes elementos negativos para envenenar o néctar da religião.

Mas é preciso reconhecer que isso reflete outro problema, implícito em todas as religiões. Refiro-me ao fato de cada uma delas alegar ser a única religião “verdadeira”. Como resolver essa dificuldade? Admite-se que, do ponto de vista do praticante, seja imprescindível ter um compromisso específico com a sua própria fé. Também é admissível que isso esteja ligado à profunda convicção de que seu caminho é o único que leva à verdade. Mas é preciso encontrar meios de conciliar esta convicção com a das outras religiões. Em termos práticos, os praticantes devem ao menos aceitar a legitimidade dos ensinamentos de outras religiões, mantendo ao mesmo tempo um compromisso irrestrito com a sua própria. No que toca à legitimidade das alegações de verdade metafísica de uma determinada religião, isso é sem dúvida uma questão interna daquela religião.

No meu caso, estou convencido de que o budismo me oferece a estrutura mais eficiente para apoiar meus esforços de desenvolvimento espiritual através do cultivo do amor e da compaixão. Ao mesmo tempo, tenho de admitir que enquanto o budismo representa o melhor caminho para mim – ou seja, condiz com meu caráter, meu temperamento, minhas inclinações e meus antecedentes culturais -, assim, também deve ser o cristianismo para os cristãos. Para eles, o cristianismo é o melhor caminho. Não posso, portanto, basear-me em minha experiência pessoal para afirmar que o budismo é melhor para todos.”

***************

Eu penso exatamente como o Dalai Lama, acredito que existe uma religião que seja a melhor para cada indivíduo. Se as pessoas tivessem essa consciência e colocassem realmente em prática na vida esses ensinamentos, não haveria mais conflitos religiosos e o mundo seria um lugar muito mais harmonioso e feliz. É uma grande contradição, a religião deveria nos ajudar no crescimento espiritual e humano, mas para muitos ela é uma fonte de intrigas, ou de ostentações. Isso é extremamente perigoso, pois além de não trazer benefícios reais para a própria pessoa, ainda leva sofrimento para as demais. Eu até já falei em um texto anterior que existem pessoas que se envaidecem dentro de suas religiões e isso gera uma enorme energia negativa, segue o link.

A pior de todas as vaidades

Achei incrível o que ele falou sobre a religião como uma espécie de rótulo. Você já reparou que as pessoas dizem “Eu sou católico”, “Eu sou evangélico”, “Eu sou budista”, como se isso fizesse parte da própria natureza da pessoa. Eu acredito que é mais sábio e coerente dizer “Eu sigo a religião católica”, “Eu sigo a religião budista” etc. Essa é uma diferença sutil, mas com grandes repercussões na vida real, pois você não é a sua religião, você é simplesmente você, alguém que procura dar certo na vida, alguém que está em busca de um caminho espiritual. Que diferença real você vai gerar na vida de uma pessoa ao dizer para ela “Eu sou isso? Eu sou aquilo?”. Nenhuma! O que pode fazer diferença real na vida de alguém é a forma como você vive a sua vida, isso sim! Entende o que estou querendo dizer? Se você cresce em amor, em consciência, em humildade, em altruísmo, em benevolência, em caridade etc. Você pode ser católico, budista, maometano, hindu, xintoísta, taoísta, ateu, agnóstico, que estará sendo um grande ser humano, um grande cidadão, um ser humano ético e de belo caráter.

Portanto! Vamos eliminar definitivamente das nossas mentes que determinada religião é melhor do que outra. Isso é uma enorme falácia que só gera desconforto, desarmonia, desunião etc. Siga a religião que para você seja a melhor para crescer como ser humano e desta forma, você estará fazendo a sua parte como cidadão e ajudando este mundo a se tornar melhor pelo seu exemplo…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Não existe uma religião melhor do que outra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s