Só é seu aquilo que você dá

Por Isaias Costa

tempo

O mundo em que vivemos está repleto de pessoas mesquinhas e gananciosas, que só pensam em si mesmas e em ganhar mais e mais dinheiro. Essa realidade está contribuindo para o crescimento da infelicidade e da perda de sentido na vida. Para refletir sobre isso, compartilho algumas palavras do místico oriental Osho.

“É o verdadeiro segredo da vida: dê, e você receberá um milhão de vezes mais; partilhe, e no próprio ato de partilhar, você ficará mais rico. Vá acumulando egoisticamente, e você ficará cada vez mais pobre. Você não vai encontrar um homem mais pobre que o avaro. Ele pode ter muito, mas não tem nada – porque você só pode ter aquilo que você deu. Só aparentemente isso é um paradoxo.

Deixe-me repetir: você só possui aquilo que você dá; você nunca possui aquilo que você acumulou egoisticamente – você se torna senhor de algo que você partilha. Partilhe! Incondicionalmente – porque tudo vai ser tirado de você mesmo; a morte vai tirar tudo de você.

E a morte não vai implorar, ela simplesmente toma, rouba. Ela não pede permissão, não bate a porta e diz: “Posso entrar, senhor?” Não. Ela simplesmente vem. Quando se der conta, você já foi. Quando puder fazer alguma coisa, tudo já terá sido tirado. A morte vai levar tudo.

Antes que a morte bata à sua porta, partilhe tudo o que você puder. Você sabe cantar uma canção bonita? Cante-a, partilhe! Sabe pintar um quadro? Pinte, partilhe! Sabe dançar? Vá e dance, partilhe! Partilhe tudo o que você tiver – e eu nunca encontrei um homem que não tivesse muito o que partilhar, você tem muito que partilhar. Se você não quer partilhar, pode ter suficiente, mais que suficiente, mas é pobre, não tem coisa alguma.”

Osho

Essas palavras são extremamente profundas, pois elas falam de uma lógica que foge à lógica mesquinha e materialista da maior parte das pessoas. Para alguém mesquinho é praticamente impossível ela entender que se torna mais rica ao dar. Ela pensa: “É impossível! Como eu posso me tornar mais rico se estou perdendo dinheiro?”. Grande engano! Quando damos e somos genuinamente generosos, o que recebemos de graças são infinitamente maiores do que aquilo que damos, porém, essas graças muitas vezes não vem de forma material, como dinheiro, vem como saúde do corpo, como alegria, felicidade, paz, esperança…

Mas uma pessoa mesquinha não enxerga isso, ela só tem olhos para o dinheiro, e por isso se torna a mais pobre das pessoas. Inclusive existe uma frase explêndida e bastante conhecida que define esse tipo de pessoa, ela diz o seguinte: “Existem pessoas que são tão pobres, tão pobres, mas tão pobres, que a única coisa que tem é dinheiro…”. Essa frase é desoladora você não acha? De que adianta você ter muito dinheiro e não ter paz? De que adianta ter dinheiro e não ter bons relacionamentos? De que adianta ter dinheiro e não desfrutar de momentos singelos, nos quais o dinheiro não tem importância alguma? É muito triste! Mas o que tem de gente que vive assim é assustador. Tenha cuidado para não fazer parte desta lista…

Essas palavras do Osho me fizeram lembrar da belíssima parábola do rico insensato, que amontoava suas riquezas apenas para si.

 “A terra de certo homem rico produziu muito. Ele pensou consigo mesmo: ‘O que vou fazer? Não tenho onde armazenar minha colheita’.

“Então disse: ‘Já sei o que vou fazer. Vou derrubar os meus celeiros e construir outros maiores, e ali guardarei toda a minha safra e todos os meus bens. E direi a mim mesmo: Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se’.

“Contudo, Deus lhe disse: ‘Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então quem ficará com o que você preparou?’

Assim acontece com quem guarda para si riquezas, mas não é rico para com Deus”.

Ela tem total concordância com o texto inicial. A nossa vida é o nosso maior bem, e atrelado à vida está o tempo. Muitos dizem que tempo é dinheiro, mas sabe o que eu digo a você? Tempo é vida, e não dinheiro. O tempo é o nosso maior bem, e se o utilizamos para viver uma vida fechada em si, nós morremos por dentro, como diria o grande filósofo brasileiro Mario Sergio Cortella, transformamos nossa vida em algo pequeno, superficial, fútio. É isso que você quer para a sua vida? A vida é muito curta para ser pequena, jamais esqueça disso… Se quiser ler um pouco mais sobre isso, deixo o link com o excelente texto do Cortella, um dos textos mais incríveis e profundos que já li na vida…

A vida é muito curta para ser pequena

A verdadeira riqueza está muito relacionada com os nossos talentos pessoais. Todos nós temos talentos únicos, e o Osho mostra claramente isso no seu texto: “Eu nunca encontrei um homem que não tivesse muito o que partilhar, você tem muito que partilhar”. Você tem muito o que partilhar, mas só pode enxergar isso se olhar para dentro de si mesmo, e não para fora. Quando você olha para dentro, desperta aquilo que há de melhor e poderá contribuir infinitamente mais para o mundo e para as pessoas. Como diria o psicanalista Carl Jung: “Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta”. Olhe para dentro e descubra os seus maiores tesouros, partilhe seus tesouros! Você tem um tesouro precioso que talvez esteja obscurecido pelos seus medos, por seus traumas do passado, pelos fracassos sucessivos vividos, por alguma doença que lhe acometeu etc. Mas você pode ser maior que tudo isso, só depende de você, do quanto pode ter fé e coragem de vencer e de mostrar para o mundo a sua força.

Partilhe o você é, e não apenas o que você tem. Quando você partilha o que é, sua vida se torna rica de verdade. Você se torna um ser humano riquíssimo e importante, que quando morrer vai deixar saudade em muitas pessoas. Eu quero e estou buscando esse caminho, quero ser lembrado como alguém que fez o bem e que contribuiu para que esse mundo fosse um pouquinho melhor. Quer se juntar a esse time?

Quero concluir deixando uma música antiga e que já está se tornando artigo de museu, mas que tem uma letra incrível. Foi ela que deu o título deste texto, trata-se da música “Pop zen”, da banda Lampirônicos: “Só é seu aquilo que você dá…”

Sugestões de leitura

Dar e receber amor

O que é ser rico?

  • Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s