Arquivo do mês: outubro 2014

Limites e limitações

Por Isaias Costa

tumblr_m2whcvFlxd1rn2sy2o1_500As palavras limite e limitação são muito parecidas, porém, têm significados completamente diferentes, e para refletir um pouco sobre isso, compartilho um pequeno texto do palestrante motivacional Carlos Hilsdorf que fala sobre isso.

Limites ou Limitações?

Quaisquer que sejam as nossas metas na vida, uma coisa é certa: teremos que superar a nós mesmos para realizá-las. Portanto, nunca transforme limites em limitações.

Limites são as nossas fronteiras atuais e temporárias. Com nosso esforço e dedicação, podemos superá-los.

Limitações são limites cristalizados, aceitos ao ponto de ser tornarem permanentes. 

=> Você pode ler o texto completo clicando aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Como criar amigos verdadeiros?

Por Isaias Costa

friends_forever_by_danise16

Acredito que todos nós, direta ou indiretamente, já nos fizemos esta pergunta: como criar amigos verdadeiros?

Não é possível ter uma resposta definitiva para ela, porém, pelo menos para mim, o mais próximo que já consegui chegar dela foi dita pelo querido Dalai Lama:

“Uma vida feliz precisa de amigos, apoio. Há amigos do dinheiro, amigos do poder, mas para esses indivíduos, se o dinheiro acaba ou o poder se vai, a amizade também acaba. Mas os amigos verdadeiros ficam.

Então, como criar amigos verdadeiros? Se tiver um sentimento de compaixão, terá mais amigos verdadeiros. Mostre sentimentos gentis e sorria, e terá bons amigos. Porque essa atmosfera pacífica será a sua base, que irá criar as condições para a amizade.”

Dalai Lama

Os dois ingredientes que ele dá são GENTILEZA E COMPAIXÃO. Esses sentimentos têm um poder incrível de nos trazer bem estar e felicidade, além de levar esse mesmo sentimento para os que estão a nossa volta. Essa é a atmosfera pacífica, que é a sua base para a amizade.

Tenho repetido bastante que o nosso mundo está carente de afeto, de cuidado, de amor, de atenção e de cooperação.

Estamos nos tornando cada vez mais individualistas, devido a uma cultura consumista e capitalista. É colocado em nossas mentes de forma bem sutil que os outros são nossos competidores, que podem nos derrubar, que podem nos usar para benefício próprio, e essa energia gera um sentimento de desconfiança, e com desconfiança não há compaixão, e sem compaixão, as bases para uma amizade verdadeira se tornam frágeis.

O que fazer? Essa pergunta não é tão simples. Eu acredito que precisamos desenvolver nossa consciência e buscarmos o caminho do meio, ou seja, o equilíbrio. Não confiar 100% nas pessoas, sendo gentil, acolhedor, paciente, porém, sempre com um olhar vivo para saber quais são as intenções dos outros ao quererem nossa amizade. Da mesma forma que não podemos ser 100%  desconfiança, pois assim, ninguém vai querer nem chegar perto de nós, porque estaremos bloqueando a passagem, estaremos com um escudo que só gera solidão e isolamento.

Tenho buscado ser assim e já percebo o quanto isso é positivo. Tenho pouquíssimos amigos, porém, os que tenho posso dizer que são verdadeiros, pois são generosos e compassivos comigo, na mesma medida que sou com eles.

Compaixão é isso, eles querem o meu bem em qualquer circunstância e fazem de tudo para que suas presenças em minha vida seja algo que agregue valor, que some, que faça de mim um ser humano melhor. É isso que busco e meus amigos me ajudam demais nesse processo.

Nem preciso me aprofundar com relação ao que ele fala sobre dinheiro e poder, porque a própria história e as pessoas mais ricas que você conheça já estão aí para comprovar, a grande maioria vive em ilhas repletas de muros e grades.

Quero deixar claro que o problema não é ser rico financeiramente ou não. a grande questão é a sua atitude. Você pode ser um milionário ou um bilionário. Se você for generoso e compassivo, terá excelentes amizades, pessoas que sempre estarão com você mesmo que todo seu patrimônio financeiro venha a ruir.

Portanto. Deixo esse recado, muito antes de buscar grandes coisas, busque ser generoso e compassivo. Assim você conquistará o maior tesouro que se pode ter, amigos verdadeiros

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Buscando uma mente pacificada

Por Isaias Costa

o-simplicidade-linda-292000-7Quero compartilhar um pequeno trecho do livro “Buda rebelde: na rota da liberdade”, de Dzogchen Ponlop Rinpoche, que nos fala sobre a mente contente e pacificada.

Buscar ter uma mente pacificada é talvez o caminho mais nobre para a felicidade e sentimento de completude.

Tenho buscado minha paz e felicidade nas pequenas coisas da vida e na simplicidade e posso comprovar o quanto me sinto feliz e em paz por ter feito essa escolha. Escrevo quase diariamente sobre isso, pois acredito que alguns poderão ler e se sentirem tocados.

Leia com bastante atenção e reflita sobre essa maravilha que é a simplicidade

*****

“Do momento que saímos da barriga da mãe e o cordão umbilical é cortado, estamos sós. Cortar o cordão é muito simbólico. Daquele momento em diante, temos que começar a aprender a sermos independentes e começamos aprendendo a respirar sozinhos.

Claro, há muitas pessoas que ao longo do caminho nos ajudam — os pais, as babás, a família e os amigos. Ainda assim, enquanto crescemos, fazemos isso sozinhos. Quando nos mandam para a escola, vamos sozinhos, ainda que centenas de outras crianças estejam lá. Temos que passar os dias sozinhos. Estamos a sós quando estudamos e a sós quando fazemos as provas. Nem mesmo nossos melhores amigos podem nos ajudar a fazê-las. Quando nos formamos, vestimos a toga a sós. Quando precisamos de um emprego, temos que buscá-lo sozinhos e, quando o encontramos, ninguém além de nós mesmos é responsável pelo trabalho. Não interessa quantas outras pessoas tenhamos em nossa vida, no fim das contas, precisamos nos erguer por nós mesmos.

Podemos não estar conscientes, mas a realidade de nossa solidão está conosco o tempo todo e a sentimos de diversas formas. Podemos vivenciá-la como uma sensação de insatisfação ou inquietação, ou podemos sentir sinais de ansiedade ou depressão. Não importa quem somos e não interessa o que estamos fazendo em um dado momento: nunca parece ser o bastante, sempre está faltando algo. Quando estamos sentados em casa e olhamos pela janela, queremos sair.

Depois que ficamos lá fora por uns cinco minutos, começamos a achar que é melhor voltar para dentro. Vagamos sem rumo da mesa de trabalho para a cozinha e então nos perguntamos por que fomos até lá — não estamos com fome ou com sede. Ligamos a televisão, mas seguimos mudando de canal. Se não temos um alguém especial, sonhamos com a felicidade que seria encontrar o parceiro ideal.

Mas quando ele está dormindo bem ali do seu lado, você não está satisfeito. É muito raro surgir um sentimento simples de contentamento. É um processo sem fim essa busca por o que quer que seja “aquilo” que, supostamente, preencherá o espaço vazio que existe em todas as nossas experiências.

Não interessam os desejos, obter os seus objetos não é a mesma coisa que o contentamento, que vem de dentro. Nunca encontraremos contentamento completo, um sentimento perfeito de paz, se a nossa mente não estiver contente e pacificada. Podemos ser muito bem-sucedidos em nossas carreiras e estar ganhando o salário ideal. Podemos ter dinheiro no banco, um cônjuge, cinco filhos, uma casa e um belo carro com uma semiautomática no porta-luvas.

Podemos ter o sonho norte-americano nas mãos… e ainda sentir que falta algo. Nesse caso, nossa mente que é pobre — não a nossa vida ou a nossa conta bancária. O contentamento não significa que somos preguiçosos ou que nos acomodamos, satisfeitos com qualquer coisa. Significa que vivemos satisfeitos e alegres. Contentes, seremos ricos ainda que tenhamos pouco na carteira. Mas, sem contentamento, sofreremos mesmo com um milhão embaixo do colchão.”

Dzogchen Ponlop Rinpoche

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Gente nasceu pra querer

Por Isaias Costa

frase-gente-e-tao-louca-e-no-entanto-tem-sempre-razao-quando-consegue-um-dedo-ja-nao-serve-mais-raul-seixas-133849

O Raul tem uma música conhecida mais entre seus fãs que contém uma mensagem absolutamente libertadora. Trata-se da música “Gente”.

Nesse texto, farei uma breve reflexão a partir de uma das estrofes. Que segue com abaixo:

Gente nasceu pra querer
Gente tá sempre querendo
Chegar lá no alto
Pra no fim descobrir
Já cansado que tudo é tão chato
Mas o engano é bem fácil de se entender
É que gente
Gente nasceu pra querer

=> Você pode ler o texto completo clicando aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Somos todos iguais

Por Isaias Costa

somos-todos-iguais-1-728Ontem, 26/10/2014, Dilma Rousseff foi reeleita no Brasil. E hoje estou aqui para falar sobre algo muito simples, e que de certa forma é o que mais escrevo por aqui.

Quero falar sobre amor.

Após o resultado final, vi tantas manifestações de alegria, de amor, muitos sorrisos, músicas etc. Senti uma energia contagiante sendo exalada por todos os lados.

Esse é o sentimento do amor, que gera alegria e sorrisos genuínos.

Porém, lendo as mensagens das pessoas no facebook, percebi que algumas de quem tinha votado no Aécio Neves eram de rancor, e de desesperança.

Cheguei mesmo a ler o absurdo de que “o Brasil está perdido”. Será?

E por acaso o Brasil está nas mãos de uma única pessoa? NÃO. O Brasil somos nós, todos nós. Quase 203 milhões de pessoas nos dados atuais.

Quero dizer o óbvio para você. O Brasil não está perdido. Para falar a verdade, essa palavra é tão subjetiva, que nem me atrevo a escrever sobre ela. Você saberia me dizer? O que significa “estar perdido”? Falo com sinceridade, não sei responder a essa pergunta, exatamente porque para cada pessoa ela toma um direcionamento diferente, de acordo com a sua visão de mundo.

O que faço nesse blog praticamente todos os dias é falar sobre amor, amizade, simplicidade, união, compaixão, felicidade etc.

São esses nobres sentimentos e virtudes que precisamos desenvolver e esta é a principal mensagem que quero lhe deixar hoje.

Seja você um promotor de amor, de paz, de vida, de união, de fraternidade. Sendo isso, não tenho dúvidas que esse sentimento crescerá e tomará dimensões muito maiores.

Foi isso que falei aos meus amigos pelo facebook logo que o resultado final das eleições foi divulgado.

Não existe separação entre as regiões norte e nordeste e sudeste, centro-oeste e sul.

Essa separação só existe nas mentes de quem permite que exista, entende? Somos todos iguais, somos todos irmãos, convivendo em um país maravilhoso, repleto de riquezas e belezas infinitas.

Para concluir, deixo como reflexão uma música que gosto muito e ouvia quase todos os dias na minha adolescência e sua linda mensagem, sendo acolhida no coração, certamente pode ajudar esse mundo a se tornar cada vez mais unido.

Lembra aquele ditado? “A união faz a força”? A união no amor, na paz, na benquerência, no afeto etc. faz a força cósmica para transformar não só o Brasil, mas todo esse planeta, em um paraíso…

Pense sobre isso…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Com ousadia se chega mais longe

Por Isaias Costa

forca-de-vontade-1

Outro dia li um brilhante texto do grande escritor alemão Goethe falando sobre a importância de ter ousadia e determinação para realizar os grandes sonhos.

Antes do compromisso
Há a hesitação, a oportunidade de recuar,
Uma ineficácia permanente.
Em todo atos de iniciativa e criação
Há uma verdade elementar,
Cujo desconhecimento destrói muitas idéias
E planos esplêndidos.
No momento em que nos comprometemos
De fato, a Providência também age.
Ocorre toda espécie de coisas para nos ajudar,
Coisas que de outro modo nunca ocorreriam.
Toda uma cadeia de eventos emana da decisão,
Fazendo vir em nosso favor todo tipo
De encontros, de incidentes
E de apoio material imprevistos, que ninguém
Poderia sonhar que surgiram em seu caminho.
Sempre que você pode fazer ou sonha que pode, comece.
A ousadia traz em si o gênio, o poder e a magia.”

Goethe

=> Você pode ler o texto completo clicando aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A deterioração das religiões

Por Isaias Costa

slide318

Eu sou um profundo admirador das mais variadas religiões e gosto de estudar e aprender aquilo que existe de melhor em cada uma delas. Quanto mais o tempo passa, mais entendo que todas as religiões são maravilhosas. Existe uma religião que se encaixa melhor para cada tipo de pessoa e sua personalidade.

Porém, é um tanto triste notar que a beleza das religiões é deteriorada por interesses escusos de seus líderes, transformando o que deveria ser um bênção em algo deletério. Para embasar a reflexão, compartilho algumas sábias palavras do filósofo Espinosa.

“Inúmeras vezes fiquei espantado por ver homens que se orgulham por professar a Religião cristã, ou seja, o amor, a alegria, a paz, a continência e a lealdade para com todos, combaterem-se com tal ferocidade e manifestarem cotidianamente uns para com os outros um ódio tão exacerbado que se torna mais fácil reconhecer a sua fé por estes do que por aqueles sentimentos.

De fato, há muito que as coisas chegaram a um ponto tal que é quase impossível saber se alguém é cristão, turco, judeu ou pagão, a não ser pelo seu vestuário, pelo culto que pratica, por frequentar esta ou aquela igreja, ou finalmente porque perfilha esta ou aquela opinião e costuma jurar pelas palavras deste ou daquele mestre.

Quanto ao resto, todos levam a mesma vida. Procurando então a causa desse mal, conclui que ele se deve, sem sombra de dúvidas, a considerarem-se os cargos da Igreja como títulos de nobreza, os seus ofícios como benefícios, e consistir a Religião, para o vulgo, em cumular de honras os pastores.

Com efeito, assim que começou na Igreja esse abuso, se apoderou dos piores homens um enorme desejo de exercer os sagrados ofícios; logo o amor de propagar a divina Religião se transformou em sórdida avareza e ambição, de tal maneira que o próprio templo degenerou em teatro, onde não mais se veneravam doutores da Igreja, mas oradores que, em vez de quererem instruir o povo, queriam era fazer-se admirar e censurar publicamente os dissidentes, não ensinando senão coisas novas e insólitas para deixarem o vulgo maravilhado. Daí surgirem grandes contendas, invejas e ódio, que nem o correr do tempo foi capaz de apagar.”

Espinosa

*****

Com estas palavras, consigo concluir facilmente que muito mais importante que as seitas, os preceitos, as orações, as meditações, as músicas, hinos, culturas etc. são as ATITUDES pessoais no dia a dia.

As religiões existem para que cresçamos em amor, em consciência, em paz, na fé, nas amizades, na compaixão… e não para tentar se promover, humilhar os outros, se tornar pedante.

Vejo isso acontecendo o tempo todo e admito que foi um dos principais motivos para eu deixar de ser uma pessoa religiosa, isso de acordo com o que a nossa sociedade chama de “religioso”, que é estar em uma religião e praticá-la.

Não pertenço a nenhuma religião, mas sou apaixonado por todas. Eu me delicio lendo sobre os fundamentos e preceitos de tudo que leio, mas faço isso com senso crítico, pois sei que em todas elas existem ensinamentos voltados para a cultura da época, para as leis da época que foram escritas etc.

O que o Espinosa quer transmitir em suas palavras é muito simples. As igrejas e religiões foram utilizadas como forma de PODER, e ao tomar esse direcionamento começou a se deteriorar e deixar rastros amargos por todos os lados, como conflitos religiosos ou mesmo guerras.

Quero com essas palavras lhe levar a refletir sobre os fundamentos básicos de todas as religiões, que existem para nos aproximar de Deus e sua natureza divina.

E que você não use máscaras, não se esconda atrás de uma roupa, de um livro, de uma bíblia, de um discurso etc. Tudo isso não fará de você a melhor pessoa que poderia ser. O que pode transformar sua interioridade é crescer em amor, em consciência, tornar-se cada dia mais humilde, reconhecer o tempo todo sua pequenez diante da imensidão do universo, saber que você é apenas um ser humano que busca contribuir com o mundo e as pessoas.

É simples. É só isso. Com isso você será uma pessoa religiosa, independente de seguir ou não uma religião. Pense sobre isso…

* Sugestões de leitura

Não existe uma religião melhor do que outra

O reino dos céus está dentro de vós

Adorar a Deus em espírito e verdade

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Precisamos desenvolver valores intrínsecos

Por Isaias Costa

escola 2º semestre 145

A natureza essencial do ser humano é voltada para o amor, a compaixão, a benevolência, o cuidado com a saúde, com o bem estar social, com a natureza…

O ser humano em sua expressão mais natural e sem influência direta da sociedade e do sistema em que está inserido é assim. Um dos meus maiores objetivos em escrever quase diariamente aqui é lhe lembrar disso, porque na realidade todos nós já sabemos, só que muitos optam por esquecer ou por conscientemente não acreditar nisso.

Hoje quero compartilhar com você um vídeo cuja mensagem já falei por aqui diversas vezes, nas mais variadas formas, então me pouparei de escrever um texto longo.

Assista a esse vídeo com bastante atenção e reflita se você quer fazer parte das pessoas que desenvolvem os valores intrínsecos ou apenas os valores materiais…

* Sugestões de leitura

O fim do mundo está no consumismo
Bens materiais x felicidade
Capitalismo: o que mais se quer conquistar?
Economia Sagrada
A base fundamental da liberdade

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Como eu estou mudando de vida radicalmente?

Por Isaias Costa

liberdade

Eu desejo que você leia esse artigo com bastante calma, se você compreender bem a mensagem que quero lhe transmitir, pouco a pouco você passará a se sentir mais livre.

Se a palavra LIBERDADE estiver entre o que mais você procura na sua vida, continue lendo, tenho certeza que você vai gostar.

Eu comecei esse ano de 2014 tendo uma experiência estressante que foi absolutamente libertadora na minha vida, repito, LIBERTADORA.

Fui enganado por uma empresa da área de design a fazer um curso que não somaria nada em minha vida profissional, que era o que estava buscando avidamente nesse período. O que aconteceu é que se tratava de um grupo de “sanguessugas” que enriquecem na base da ignorância das pessoas. Se você ainda não leu, segue o link com o texto e detalhes deste ocorrido.

Pense 1000 vezes antes de assinar um contrato

Para embasar melhor essa reflexão, compartilho uma frase extremamente sábia do Mahatma Gandhi.

“Não é preciso derrubar o opressor, basta parar de colaborar com ele.”

Mahatma Gandhi

Depois do dia 9 de janeiro, posso dizer que abri os meus olhos para uma realidade impressionante que quase ninguém tem coragem de dizer. Todos nós, absolutamente todos nós, temos uma capacidade de aprender por conta própria infinitamente superior ao que dizem.

Estou falando sobre AUTODIDATISMO, que ao contrário do que muitos pensam, não é coisa de gênio. Eu descobri a duras penas, após perder quase R$ 300,00 com os “sanguessugas” deste curso sem nenhum retorno de nenhuma natureza, que minha capacidade para aprender coisas novas sozinho era incrível.

Para ler mais sobre autodidatismo, recomendo esse excelente artigo abaixo:

Autodidatismo não é coisa de gênio

Por que coloquei essa frase do Gandhi? Exatamente por isso! Eu parei de colaborar com meus opressores. Estou me tornando cada dia menos consumista. E saiba que consumismo não está somente em coisas materias, está também em conteúdos como compra de cursos, estágios, livros, CDs, DVDs, cursos de línguas estrangeiras etc. tudo se encaixa no consumismo, porém os relacionados a aprendizagem sempre são vistos como “positivos” pela sociedade. E é aí que quero bater na tecla. Nem sempre é positivo! O que tem de “aproveitadores” que nos cegam com discursos persuasivos, é algo absurdo.

Estou escrevendo esse texto para abrir os seus olhos, assim como já abri os meus. Um dos textos mais audaciosos que escrevi neste blog teve pouquíssimas visualizações, vou colocar o seu link para que você entenda ainda melhor o que estou transmitindo para você. Um texto no qual falei sobre os atalhos. Quase todos vendem atalhos para nós, porém, isso é um verdadeiro “tiro no pé”, porque como Jesus Cristo já nos ensinava a mais de 2000 anos: “Só entra no reino dos céus aquele que entra pela porta estreita”. Ou seja, se você encontrar alguém dizendo pra você que alguma coisa grande e importante é fácil de conseguir, não tenha dúvidas, essa pessoa está mentindo. As grandes coisas, aquilo que se transforma em valores humanos na nosssa vida, vem com muito esforço, sacrifícios e centenas ou até milhares de horas de dedicação focada. Nunca esqueça disso. O link deste texto está logo abaixo.

Quase todos vendem atalhos

Eu precisei ter muita coragem para publicar esse texto, porque se as pessoas que ganham a vida enganando os outros com “cursos fajutos” e enganações cheias de firulas o lesse, certamente ficariam com muita raiva de mim, porque é o “ganha pão” deles que está sendo colocado em jogo.

Faça como eu e meu amigo Gandhi! Não alimente seu opressor.

Sabe quais estão sendo os resultados dessa mudança na minha vida? Vou enumerar alguns para ficar melhor o entendimento:

  • Ganhei muito mais autoconfiança, pois estou aprendendo quase tudo por conta própria;

  • Estou aprendendo o que eu quero, da maneira que quero e no tempo que quero;

  • Estou muito mais feliz, porque o que tenho aprendido estou aplicando de verdade na vida e ainda ajudando outras pessoas;

  • Meu dinheiro está rendendo muito mais, porque nunca mais ele foi destinado para “sanguessugas”;

  • Tendo um melhor controle financeiro, todos os outros campos da minha vida melhoraram, porque sem ter dívidas, o sentimento de LIBERDADE que sentimos nos faz quase que “flutuar”. Experimente!

  • Estou muito mais pacificado. Nada paga estar em paz consigo mesmo;

  • Estou muito mais seletivo sobre tudo o que leio, assisto, compartilho. Não contamino mais a minha mente com nada que não colabore com meu crescimento humano;

  • Desenvolvi mais a minha intuição para identificar facilmente os opressores. Quando um opressor se aproxima de mim, me afasto o mais rápido possível.

Tem mais aprendizados que tive com essa mudança, mas acredito que esses são os principais.

Gostou? Você pode fazer o mesmo! Quero lhe convidar a nunca mais colaborar com seus opressores. O mundo vai mudar exponencialmente quando mais e mais pessoas decidirem por isso. Conto com você…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Por que Raul Seixas bebia tanto?

Por Isaias Costa

raul 2Certo dia eu li uma frase bastante filosófica e que me fez refletir sobre o mestre Raul Seixas. A frase que li me fez perguntar: “Por que Raul Seixas bebia tanto?”, pode ser que o que venha a falar nesse texto não tenha nada a ver, mas acredito que tem certo fundo de verdade. Vamos à frase: “Algumas vezes um homem inteligente é forçado a ficar bêbado para passar um tempo com os burros”, do escritor americano Ernest Hemingway.

Uma frase curta e bem direta. O Raul Seixas é um dos homens que mais me inspira a escrever porque sei da capacidade intelectual deste baiano magricelo. As suas ideias são extremamente originais, profundas, desafiadoras, e acima de tudo ousadas.

=> Você pode ler o texto completo clicando aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized