Mãos que se estendem em silêncio

Por Isaias Costa
imagens-para-facebook-caridade

No fim de semana passado tive uma experiência incrível que durou algo próximo de 15 segundos, mas me marcou profundamente.

Era um domingo à noite e estava passando de moto por uma rua bem próxima à minha casa. Esta rua já é bastante conhecida por ter muitos moradores de rua. Quando anoitece, ela fica meio escura e as pessoas evitam andam por ela, com medo de serem assaltadas.

Foi uma experiência singela e tocante. Um rapaz estava com a porta do bagageiro do seu carro aberta e estava distribuindo sanduíches para todos os homens e mulheres que estavam lá.

O que me deixou mais admirado nem foi tanto o fato de ele ter feito essa caridade, mas de tê-la feito aos olhos de Jesus Cristo, em silêncio, no total anonimato. Ele estava sozinho, com uma roupa simples, sem alardes, sem ninguém para bajulá-lo, sem esperar nada de absolutamente ninguém. Ele estava lá por amor, com o firme propósito de simplesmente fazer o bem a algumas pessoas necessitadas.

Você sabia que ações bonitas como essa acontecem todos os dias em todos os lugares do mundo? Só que isso nunca vira notícia, pois esse tipo de notícia não dá IBOPE, não interessa aos grandes empresários e donos de emissoras de TV.

Olhei para aquele homem e vi o quanto eu faço tão pouco, e o quanto a maior parte das pessoas também fazem pouco em prol dos mais necessitados.

Estou contando essa história apenas para fazer você refletir um pouco e mostrar esse mundo que é invisível. Nosso olhar se tornou fechado para as questões mais humanas e parece que cada vez mais o que interessa é quem consegue o posto mais alto da empresa, quem consegue mais títulos ao longo da carreira, quem ganha mais dinheiro no final do mês, quem tem aquele emprego mais valorizado no mercado de trabalho.

Sem querer, estamos nos transformando em máquinas cada vez mais programadas para simplesmente trabalhar sem um pingo de reflexão, de autoanálise, de pensamento coletivo, de pensamento ambiental etc.

Sempre toco nessa tecla, porque sei o quanto ela é importante. Somos humanos, e não podemos esquecer a nossa essência. O sistema no qual estamos inseridos nos força a abrir mão da nossa essência na busca por valores efêmeros e quase sempre vazios de profundidade.

Portanto, que ao saber dessa história tão simples e tocante, de um homem que você nunca viu, não sabe o nome e jamais estará estampado nas capas de jornais, você olhe para dentro do seu coração e busque resgatar e tornar cada vez mais vivo seu coração, sua essência, para enxergar o mundo das outras pessoas, para poder enxergar a realidade delas e na medida do possível ser alguém que ajuda, que ama, que lança sementes do bem. Desta forma simples vamos certamente construir um mundo novo mais humano e mais fraterno, onde o amor será a palavra que triunfará…

Para concluir, compartilho as belas palavras de Jesus, escritas no evangelho da bíblia sagrada.

“Guardai-vos de fazer vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Do contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está no céu.

Quando, pois, dás esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. Quando deres esmola, que tua mão esquerda não saiba o que fez a direita. Assim, a tua esmola se fará em segredo; e teu Pai, que vê o escondido, recompensar-te-á.” (Mt 6. 1-5).

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s