Como deixar de ser um escravo?

Por Isaias Costa

Abolicao-da-EscravidaoVocê sabia que a escravidão foi abolida, porém a maior parte das pessoas ainda continua escrava? É duro dizer isso, mas é verdade. Farei uma breve reflexão sobre a escravidão, a partir das sábias palavras do grande filósofo Baruch Spinoza.

“Digo que um homem tem outro sob seu poder: (1) quando o tem preso, ou (2) quando lhe arrebatou as armas e os meios de defender-se ou de evadir-se, ou, ainda, (3) quando o domina pelo medo, ou, enfim, (4) quando o domina de tal modo pelos benefícios, que fá-lo obedecer aos caprichos do seu benfeitor, de preferência às suas próprias inclinações e viver à descrição deste, mais que pelas inclinações de sua própria vontade. No primeiro e segundo caso prende-se o corpo e não a alma. Nos dois outros, ao contrário, prende-se tanto o corpo como a alma, mas, somente, enquanto dura o temor ou a esperança, porque, desaparecidos estes sentimentos, o escravo torna-se livre”.

Baruch Spinoza

Não vou me ater muito às duas primeiras prisões, pois estas são as geradas através da força. Na primeira, você fica trancafiado num espaço pequeno, sem nenhuma liberdade. Na segunda, provavelmente você está sobre a mira de uma arma, de uma faca, qualquer coisa que lhe intimede e ponha em risco a sua vida.

É desleal falar sobre liberdade dessa forma, se você abrir a boca você morre. O poder pela força é o mais ridículo que o ser humano pode ter, apenas os seres mais idiotas buscam esse tipo de poder.

Em contrapartida, a terceira e quarta prisão descritas pelo Spinoza são mais sofisticadas e requerem uma atenção especial. Vamos lá!

  • A dominação pelo medo.

Somos dominados pelo medo de “n” formas diferentes e para sair dessa teia sempre digo que só há um meio, o autoconhecimento, você saber cada vez mais quem é você, para que você veio a esse mundo, o que você faz que lhe enche de alegria e sentido de vida, no que você acredita em termos espirituais etc.

Vou dar alguns exemplos. Nos prendem pelo medo quando dizem que precisamos ter seguro de tudo, de casa, de automóvel, de vida, de serviços bancários, de bens de consumo… Saiba de uma coisa, e que fique claro na sua mente. Todo e qualquer seguro sobrevive do medo. Sempre e absolutamente sempre.

Perceba! Você faz um seguro de carro por medo de ser assaltado, mas se você prestar atenção à sua volta, facilmente perceberá o bombardeio de mensagens de medo. Nas conversas o fulano diz: “Na rua tal houve assalto de carro…”. No outdoor da avenida diz: “Faça o seguro X e tenha o conforto de sair de casa sem preocupações…”. Na propaganda depois do jornal nacional diz: “Os assaltos de carro cresceram em tantos por cento. Faça o seguro tal e se previna desta possibilidade com você…”. Bla bla bla.

Medo. Medo. É tudo medo.

Como não fazer um seguro com todo esse bomberdeio todos os dias? Esse é o treinamento massivo para ser um escravo e enriquecer um dos setores mais lucrativos do mercado, os seguros.

Outro exemplos são determinadas igrejas que lhe impõem o medo do castigo, do fogo eterno, do inferno, da eternidade na escuridão.

Poxa vida! Será que Deus é tão castigador assim ao ponto de querer que seus filhos amados passem a eternidade em sofrimento? E acho engraçado que para consquistar o céu, muito dizem que precisa pagar X reais ao fulaninho ou cicraninho. E por acaso o céu é um lugar que precisa pagar pela sua hospedagem?

Estou sendo um pouco irônico para mostrar como somos influenciados por coisas absolutamente sem sentido! Eu abordei essa questão religiosa de uma forma bem mais interessante e espinhenta em outro texto mais antigo, um texto que gostei muito de ter escrito. Vou deixar o link abaixo para que você possa ler.

O que é egoísmo?

Vou ficar só nesses exemplos. Vamos agora ao quarto ponto.

  • A dominação pelos benefícios e caprichos

De todos, esse é o ponto mais delicado. Isso é feito demais no campo do trabalho e dos estudos, infelizmente.

No trabalho, há aquelas ascensões salariais de acordo com a produtividade do empregado. Se ele faz a empresa produzir mais, vender mais, faturar mais, ele recebe um aumento, mas a custo de quê? Do seu TEMPO, o seu maior e mais precioso bem!

Sacrificamos toda a nossa vida e nossos melhores anos para enriquecer os bolsos de um punhadinho de sanguessugas que exploram até a última gota de sangue dos seus empregados.

O grande problema é que a maior parte das pessoas ACEITA essa escravidão, primeiro pelo medo, que é o terceiro ponto, ou por uma esperança de que algo melhore por uma promoção, um aumento salarial, mudança de cargo.

ILUSÃO. É tudo ilusão.

A coisa só muda quando nós decidimos mudar. Quando tomamos a devida coragem de não fazer o que o patrão está mandando fazer, mas o que eu quero fazer. E ter essa coragem de seguir o próprio caminho.

Isso é ser livre. Isso é deixar de ser um escravo. Isso é deixar de enriquecer os que já são estupidamente ricos.

Coragem. Essa é a palavra que falta no vocabulário de boa parte das pessoas.

Você teria coragem de largar ainda esta semana o seu emprego atual se ele está lhe sugando todas as energias? Teria coragem de ainda essa semana dar um salto no escuro e seguir único e exclusivamente o seu coração?

Estas perguntas são muito interessnantes. Eu fiz isso, sabia? No começo do ano de 2014, estava em um trabalho que sugava todas as minhas energias e tive coragem suficiente de “jogar tudo pro ar” ou “chutar o pal da barraca” como diriam alguns. Eu queria liberdade e a conquistei com louvor.

Contei essa história com bem mais detalhes no texto que compartilho com você logo abaixo.

Sem medo de dar um salto no escuro

Enfim! Eu escrevi esse texto para os corajosos. Espero que ele tenha lhe levado a uma boa reflexão. Pare um pouquinho depois desta leitura. Faça um balanço dos caminhos que você tem seguido, dos sonhos que você tem almejado realizar. Eles estão muito distantes? Você está na direção certa para realizá-los? Ou está com medo e empurrando tudo com a barriga até aonde dá?

Cuidado! A vida não para. A vida voa. Daqui a pouco estaremos todos velhos. Viva sua vida intensamente. Hoje. Agora.

E só há uma forma de viver plenamente. Sendo livre! Deixando de ser um escravo.

Não queira ser um escravo! Corra atrás dos seus sonhos. Como diria o meu grande amigo Raul Seixas: “Siga seu próprio caminho! Para ser feliz de verdade…”.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Como deixar de ser um escravo?

  1. Erica

    adorei Esse texto ..parabéns!!

  2. Amei o texto! Era tudo que eu estava precisando “ouvir” agora.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s