A parábola dos morangos

Por Isaias Costa

DSC08803Uma das parábolas mais ricas de ensinamentos que já li até hoje foi a dos morangos. Acho interessante perceber que pouquíssimas pessoas gostam dela. O motivo é bem simples, a maior parte das pessoas não a entendem, pois é extremamente subjetiva.

Vou fazer uma reflexão sobre ela e espero que você leia com bastante atenção e sem dispersões…

Os morangos

“Um sujeito estava caindo de um barranco e se agarrou às raízes de uma árvore. Em cima do barranco, havia um urso imenso querendo devorá-lo. O urso rosnava, mostrava os dentes, babava de ansiedade pelo prato que tinha à sua frente. Embaixo, prontas para engoli-lo quando caísse, estavam nada menos do que seis onças absolutamente famintas.

Ele erguia a cabeça, olhava para cima e via o urso rosnando.

Quando o urso dava uma folga, ouvia o urro das onças, próximas do seu pé.

As onças embaixo querendo comê-lo e o urso em cima querendo devorá-lo.

Em determinado momento, ele olhou para o lado esquerdo e viu um morango vermelho, lindo, com escamas douradas refletindo o sol.

Num esforço supremo, apoiou o seu corpo, sustentado pela mão direita, e, com a esquerda, pegou o morango.

Quando pôde olhá-lo melhor, ficou inebriado com a sua beleza. Então, levou o morango à boca e se deliciou com o sabor doce e suculento.

Foi um prazer supremo comer aquele morango tão gostoso.”

Talvez você pergunte: “Mas, e o urso?”

Dane-se o urso, coma o morango!

“E as onças?”

Azar das onças. Coma o morango!

Relaxe, e viva um dia de cada vez! Coma o morango!

Problemas acontecem na vida de todos nós, até o último suspiro.

Sempre existirão ursos querendo comer nossas cabeças e onças pulando para nos pegar pelos pés. Isso faz parte da vida e é importante que saibamos viver dentro desse cenário. Mas precisamos saber comer os morangos. A vida está acontecendo agora. Nesse exato momento deve haver um morango esperando por você. O melhor momento para ser feliz é agora. O futuro é uma ilusão que sempre será diferente do que imaginamos.

As pessoas visualizam metas e, quando as realizam, descobrem que elas não trouxeram a felicidade.

Elas esquecem que a felicidade é construída todos os dias.

Eu aqui, torço para que você descubra sua maneira de ser feliz!

Espero que coma os morangos…

*****

Muitos atribuem essa parábola ao escritor Roberto Shinyashiki, mas depois de muitas leituras descobri que não é dele a autoria. Para falar a verdade é muito difícil saber quem a criou, porque o mais provável é que tenha sido um mestre Zen da antiguidade.

Provavelmente você não saiba disso, mas o grandes mestres Zen eram tão humildes e tão desligados de seus egos que escreviam histórias, pintavam, criavam esculturas etc. e nunca identificavam. Toda identificação é uma manifestação do EGO. Muitos pensam que o ego é ruim, mas de certa forma ele é necessário, pois parte da nossa identidade se deve a ele.

Falei tudo isso apenas para que você saiba que essa parábola é muito, mas muito antiga meeeesmo!

Uma das principais ideias que ela trasmite é que aprendamos a viver o HOJE, o AGORA.

Viver o hoje é comer os morangos da vida, independente de qual seja a nossa situação. Você percebe a situação do rapaz da parábola? Tenho certeza que sua vida não está em uma encruzilha tão grande como essa!

Os ursos que estão acima do barranco é o seu FUTURO, uma miragem. E as onças famintas abaixo é o seu passado querendo lhe agarrar pelos calcanhares para que você fique preso aos seus medos, às suas angústias, aos seus traumas, às suas conquistas etc.

O urso rosnava, mostrava os dentes, babava de ansiedade pelo prato que tinha à sua frente.

ANSIEDADE. Percebe? Como são as pessoas que ficam o tempo todo só pensando no futuro? São ansiosas! Ficam achando que tudo vai dar errado, que poderão perder o emprego, que as finanças ficarão no vermelho, que não será possível manter as condições de vida atuais, que a saúde poderá ser prejudicada. Calma! Calma! Tudo isso é só miragem!

Se você viver bem, com atenção, com foco, com tranquilidade, este momento, apenas este momento que você está vivendo hoje, agora! Não precisa ficar preocupado. O amanhã chegará muito mais lindo e florido do que você imagina. Tenho constatado isso o tempo todo na minha vida, e acho engraçado que mesmo entre pessoas que convivem comigo, algumas tem uma enorme dificuldade de entender isso que é tão simples! Tão simples…

“Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?
E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?
E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

Jesus Cristo

******

Embaixo, prontas para engoli-lo quando caísse, estavam nada menos do que seis onças absolutamente famintas.

O mais fundamental nessa frase são essas duas palavras: QUANDO CAÍSSE. O que elas querem dizer?

Cair tem o sentido de sair do hoje, através do medo, da angústia e todos os sentimentos que já citei acima. Você cai sempre que sai do hoje. As onças querem lhe agarrar pelo calcanhar para você ficar remoendo o passado, remoendo tudo aquilo que jamais poderá ser mudado.

Você foi humilhado? E daí! Você não foi amado como gostaria de ter sido amado? E daí! Você não conseguiu passar naquele concurso especial com salário de R$ 10.000,00? E daí! Você perdeu a amizade de alguém que era muito querido para você? E daí!

O que está no passado deve estar no passado. Preste atenção! Veja os exemplos que dei! Se você foi humilhado é porque a outra pessoa não conseguiu enxergar o ouro maravilhoso que existe em sua interioridade.

Se você não foi amado como gostaria de ter sido amado, tenho que ser sincero com você. Foi porque você nem mesmo sabia o que é amar. Amor não é, nunca foi, nem nunca será um sentimento. O amor simplesmente é… E no dia que você entender isso, vai olhar para tudo que houve no passado sentindo uma paz sem medidas.

Se você não passou naquele concurso especial é exatamente porque ele não era o que você precisava para aquele momento. Entenda bem o que estou dizendo, para AQUELE MOMENTO. O hoje, que bati na tecla várias vezes.

Tomo por mim, não passei em vários concursos que tentei para minha área ultimamente. Mas em vez de ficar remoendo o passado, senti e continuo sentindo uma enorme GRATIDÃO. Porque talvez se estivesse trabalhando num emprego fixo e com carteira assinada, muito provavelmente você não estaria lendo esse texto AGORA. Você não percebe que Deus está em tudo isso? Falamos, falamos e falamos de Deus, mas ele está em tudo. É uma pena que nossa visão seja tão limitada…

Se você perdeu uma amizade que era especial, é porque sua vida e seus caminhos estão aos poucos lhe direcionando para onde o seu espírito deve se encaminhar, para onde você terá exatamente as experiências que precisa ter para evoluir como ser humano. Se prestássemos um pouquinho mais de atenção ao que o nosso coração nos diz, finalmente entenderíamos que cada pessoa tem um tempo na nossa vida, e é raro quando esse alguém é para a vida toda. Falei um pouco mais detalhadamente sobre isso nesse texto aqui embaixo. Recomendo fortemente a sua leitura…

Cada pessoa tem um tempo na nossa vida

Todos esses exemplos são do passado querendo lhe agarrar pelos calcanhares.

Antes de concluir. Quero falar algo interessante para você. Por que essa é uma parábola Zen? Por que no Zen Budismo, as parábolas são contadas para que você tome suas próprias conclusões. Escrevi esse texto contando tanta coisa sobre ela porque estamos no Ocidente, e nossa cultura precisa de explicações para tudo. Temos muita dificuldade de entender o que é dito para nós de forma subjetiva. Estou aqui para isso, para facilitar o entendimento daquilo que num primeiro momento parece obscuro.

Quem falava em parábolas o tempo todo era o mestre Jesus Cristo. Ele era uma mestre Zen, sabia disso? Ficou surpreso? Pois é! Dê uma lida com mais calma e atenção nas parábolas do evangelho e perceberá que todas levam a diversas interpretações e raramente Jesus explicava. Ele só dizia: “Quem tiver ouvidos para ouvir, ouça”. Ouça aqui, ouça agora, no momento presente.

Tem mais! Essa parábola dá a impressão de que tem uma continuação, você não acha? E tem mesmo. Sabe qual é a continuação? Sua vida. Viva sua vida em plenitude e busque ficar mais atento às pequenas coisas, ao simples, às pequenas demandas do dia a dia. Mudando a sua perspectiva, toda a sua vida vai mudar naturalmente…

Pense sobre isso…

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “A parábola dos morangos

  1. antoniorodrigues20031957

    Obrigado! Ajudou muito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s