Ninguém vem ao Pai senão por mim

Por Isaias Costa

807331Eu gosto muito quando algum leitor discorda do que eu digo de maneira respeitosa e honesta. Isso me leva a refletir ainda mais profundamente no que quis dizer, para procurar transmitir ainda com mais clareza o meu pensamento.

Uma amiga muito querida que sempre me lê discordou do que disse a respeito de não existir uma religião melhor do que outra. O texto está logo abaixo, caso você não o tenha lido ainda:

Não existe uma religião melhor do que outra

Ela disse mais ou menos assim:

Jesus é o único caminho que leva a Deus, como está escrito na bíblia sagrada: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim.”

Quero ampliar a reflexão a partir destas sábias palavras. Esta minha amiga está certa no que diz, concordo também, porém está não é uma verdade absoluta. Esta é uma verdade de acordo com a bíblia sagrada dos cristãos.

Não é difícil compreender isso. Para os cristãos, Jesus Cristo é o filho de Deus, que veio como missão de salvar a humanidade e nos dar a vida eterna. Ótimo! Perfeito! Esse é o pensamento cristão.

Porém, esse não é o único pensamento, não sendo o único pensamento, também acredito com sinceridade e humildade que Jesus não seja o único caminho que leva a Deus, ao pai, à salvação, à eternidade. Deixo claro que você tem todo o direito de discordar de mim, esse é o meu ponto de vista e você é absolutamente livre para ter o seu.

Respondi a mensagem desta minha amiga levando essa reflexão para um âmbito maior, mais universal, mais global para a humanidade. Respondi seu questionamento desta forma:

O mundo tem 7 bilhões de pessoas. Destas, pelo menos 1 bilhão, principalmente as mais miseráveis da África, nem ao menos sabem quem foi Jesus Cristo. Elas não sabem nem se estarão vivas no dia seguinte, quanto mais quem foi Jesus.


Então? Elas não serão salvas? Não terão a vida eterna? São menos importantes que as pessoas que conhecem Jesus?


Estou falando isso apenas para levantar um questionamento. Jesus foi, provavelmente, o ser humano mais iluminado que habitou o planeta Terra, concordo plenamente, mas ele na sua glória celeste certamente acolherá de coração aberto todos aqueles que fazem o bem, que amam, que acolhem, que servem, que constroem a paz. E isso basta. Não precisa mais do que isso. Isso já é muito, muito mesmo…


Gostaria que pensasse um pouquinho sobre isso! E perceba que em nenhum momento deixei de falar da natureza divina de Jesus, mas lhe levei a pensar neste ponto que é pura espiritualidade.

****

É assim que eu penso! Acredito que Jesus tenha sido o ser mais iluminado que já habitou o planeta Terra. E quero levar você a refletir a partir dos seus próprios ensinamentos.

Ele dizia: “Quem quer me seguir, tome a sua cruz e me siga”. O que isso quer dizer? Que para seguir os passos do mestre Jesus é preciso desprendimento de si mesmo e de tudo aquilo que é passageiro.

Conheço muitas pessoas que se dizem cristãs e são incapazes de ao menos ceder o espaço do ônibus para uma senhora idosa, ou dar um prato de comida a uma pessoa que pede na porta sem ficar com um pensamento julgador de que aquela pessoa é uma “desocupada”, que “tem que trabalhar”. Da mesma forma que tenho excelentes amigos que se dizem ateus e são desprendidos materialmente, doam suas roupas, ajudam quem precisa, não se acham melhores que ninguém, tem um coração acolhedor…

Então? O que Jesus diria? “Tome sua cruz e me siga”. Você está realmente disposto a isso? Se estiver, não se diga cristão agindo de outra forma que não seja como ele ensinou!

As pessoas que vivem na África, rezando para sobreviverem até o dia seguinte sem morrer de fome. Elas, na profunda inanição, a única coisa que podem pensar é em sobreviver.

Uma mãe africana que está morrendo de fome e vê seus filhos desesperados de fome e sede, ela deixa de se alimentar para dar o pouco que tem para eles, pois seu amor é maior que sua própria vida.

Essa mãe, pode nunca ter nem sequer ouvido falar sobre Jesus, mas não será por isso que ela não participará da sua glória.

Um fator que percebo demais entre as religiões é a necessidade de expressar a devoção a ela através das palavras. É comum entre os evangélicos, por exemplo, ouvi-los dizer: “Aceite Jesus como seu único e suficiente salvador! Repita isso em alto e bom som!”. Por quê? Pra quê?

Meus amigos! Muito mais eloquentes do que as palavras, é a nossa própria vida, nossas experiências, nossas escolhas, nossos sentimentos. Isso fala muito mais do que palavras.

Alguém que diga em palavras que se prostra diante de Jesus é menos importante do que a que não diz? E se a que não diz promove a paz por onde for? For alguém que serve, que ama, que se preocupa com os outros? Ela vai para o inferno porque não disse em palavras que Jesus era o caminho, a verdade e a vida?

O amor de Jesus pelas pessoas é infinito, e durante toda a sua vida era apenas isso que queria nos ensinar, a amarmos a nós mesmos e ao próximo.

Palavras são só palavras, o importante é o significado que damos a elas. Esse texto pode ser puramente um monte de palavras escritas em português, mas pode ser bem mais do que isso se você se permitir refletir sobre o que estou abordando aqui.

Todas as religiões sérias nos ensinam a mesma coisa: o amor, a concórdia, a compaixão, a empatia, a benevolência etc. Alguém que seja budista, taoísta, umbandista, xintoísta, confucionista ou qualquer outro “ista” que quiser imaginar… Se cultivar esses valores no dia a dia, também estará cultivando os mesmos ensinamentos de Jesus, entende? E isso é maravilhoso! E isso basta! Precisa mais do que isso?

Gostaria que você pensasse com carinho nestas palavras…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Ninguém vem ao Pai senão por mim

  1. Julia

    Uma vez mais concordo consigo Isaias. Não sei se em todos os pontos, claro, já que isso não teria assim muita lógica!
    Mas em minha opinião, não interessa seguir religião nenhuma, conhecer a biblia ou tentar seguir Jesus, como sendo esse o caminho para a vida celestial, ou eterna como se queira dizer.
    Não interessa sequer se sabe ler ou se alguma vez ouviu falar de Cristo, como alguns povos isolados que amam o riacho ou a árvore que nunca seca.
    Se o homem é criatura de deus, Ele o receberá de quaquer modo. Com ou sem pecado, seguindo as leis criadas pelos homens,… ou não.

    • Exatamente Julia! Você disse tudo. É assim mesmo que eu penso. Nada a acrescentar! Eu gostaria que as pessoas tivessem essa visão mas simples da vida, porque é na simplicidade que mora a sabedoria.
      Beijo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s