A construção de um novo mundo

Por Isaias Costa

img-464364-do-carma-ao-darma-2013-sergio-frug

Nota: Por se tratar de um artigo mais longo, disponibilizo a você a sua versão em pdf sem as figuras, para facilitar sua leitura na forma impressa. O link para download está logo abaixo.

A construção de um novo mundo

**********************************************************

Já falei diversas vezes nos meus textos que não assisto TV, e o motivo principal é para não contaminar a minha mente com notícias de ódio, de violência, de desamor, de raiva. Ou com conteúdos vazios que incitam a traição, a desconfiança, a maledicência etc. Infelizmente, é praticamente só isso que as TVs abertas do nosso país nos oferecem.

Através do autoconhecimento, já aprendi que tudo na nossa vida é resultado direto dos nossos pensamentos. Se eles são voltados para o bem e o amor, é isso que receberemos de volta. Se plantarmos ódio, vingança, raiva, ciúme, possessividade e outros sentimentos e comportamentos negativos, é isso também que colheremos. Essa é a conhecida lei da causa e efeito, ou lei da atração.

Esse artigo mais longo será uma reflexão sobre esse novo mundo que desejo fazer parte e quero ser um dos seus construtores.

Para desenvolver as ideias deste artigo, é com alegria que compartilho um belíssimo texto da querida Monja Coen, líder brasileira do Zen Budismo. Leia com bastante atenção…

*******
Você se conhece?

É preciso cuidado. Buda dizia que a mente humana deve ser mais temida do que cobras venenosas e assaltantes vingadores.

O carnaval passou, mas ainda continua.

Há carros alegóricos desfilando pelas ruas, com policiais e bandidos, traficantes e perdidos.
Há fantasias remendadas de plumas e brilhos nas pessoas que se emplumam para defender o indefensável.

O roto fala do rasgado.

Imaginam façanhas que se tornam vergonhosas artimanhas.
Acham-se salvadores da pátria. Mas é a pátria que nos salva a todos.
Hitler se achava um homem bom — queria a pureza da raça. Exterminador brutal, representante de uma grande parte da sociedade de sua época. Vergonha.
E muitos se calaram. Porque “não era comigo”. Até que venham bater à sua porta e, então, será tarde demais.

Os homens de barbas e capuzes negros que degolam e queimam pessoas em nome da fé e do estado — será que eles se consideram errados? Será que se acham salvadores do mundo? Quebrando obras de arte, patrimônio da humanidade?

É preciso cuidado.

Cuidado de cuidar com respeito e dignidade.

Buda dizia que a mente humana deve ser mais temida do que cobras venenosas e assaltantes vingadores. Você observa sua própria mente? Você se conhece e reconhece as manobras da politicagem mental, física e social?

É preciso acordar, despertar. Compreender as razões pelas quais as notícias nos são passadas. Regionais, nacionais, internacionais.

Há tanta gente boa no mundo.

Há tantos projetos que deram certo, que dão certo e nunca sabemos.
Escondido o bem, o mal se revela vitorioso.

Cada pessoa procurando pelos erros e faltas alheios. Nos telhados de vidro. No grande telhado de vidro que nos cobre a todos, em todo o planeta. Jogamos fezes e lixo para o alto, caem sobre nós mesmos.

Mas há flores e fragrâncias.

Há idosos e crianças felizes.

Há pessoas comprando nas lojas alimentos, roupas, automóveis, flores, presentes, encantamentos. Há quem não apertou o gatilho.

Há o policial que ajudou o bebê a nascer e impediu um crime. Você sabia que a polícia existe para nos proteger?

Alguém noticiou as boas ações dos bombeiros, dos militares, dos policiais, dos políticos, dos líderes, dos professores, dos médicos, dos religiosos, das mulheres, dos homens, das crianças, dos adolescentes, dos idosos?

Gente. Somos gente e somos bons. Podemos ficar envenenados pela ganância, raiva e ignorância. Por outro lado, podemos nos curar com a compreensão clara e o discernimento correto.

Queremos o bem, o bem de todos os seres. Logo, temos de incluir e de nos unir — não para impedir, atrapalhar, ferir, queimar, mas para construir uma realidade que mostre todas as suas faces.

Sem fantasias, sem máscaras.

O carnaval passou.

Vamos deixar passar o carro fantasmagórico dos ódios e rancores.

Vamos cantar a possibilidade de cuidar e reparar sem parar o fluxo contínuo e puro das ações que beneficiem todos os seres.

Mãos em prece.

Link: Você se conhece?

********

A palavra-chave neste texto dela é CUIDADO, porque a nossa mente pode ser um tesouro precioso, mas pode também ser venenosa, mais até do que o veneno das cobras.

Escrevo quase que diariamente com o intuito de levar um pouco mais de consciência para os leitores. Sei que todos que, de alguma forma, conseguem acessá-lo, estão nesta busca. Porém, não sai da minha mente por um único instante sequer a palavra cuidado. Tenho sim muito cuidado com tudo que escrevo, porque sei o poder incrível que as palavras têm. E se utilizasse as palavras como forma de ferir alguém, certamente isso faria muito mal e tomaria proporções inimagináveis.

Contudo, busco o oposto disso. Escrevo palavras que promovem a paz, o amor, a benquerência, a superação, o sucesso, a felicidade, o equilíbrio etc. e não tenho a menor ideia de até onde pode alcançar um texto que escrevo.

Já li e escutei relatos maravilhosos a partir de textos que escrevi e o quanto eles trouxeram benefícios em algum momento específico da vida de alguns leitores. Inclusive fico feliz com a possibilidade de ter presenciado um verdadeiro milagre que intitulei “Milagre das flores e espinhos”, que foi título de um dos textos do blog.

Nele, falei sobre uma mulher que se curou de “Fibromialgia” através de todo um contexto muito interessante, e tudo começou com uma música de um artista maravilhoso chamado Herbert Vianna. Se você ainda não leu esse texto, deixo o link de acesso abaixo.

O milagre das flores e espinhos

São histórias e relatos como esse que me enchem de entusiasmo e perseverança na escrita. Sei que meus textos têm atingido as pessoas certas e o fará cada vez mais.

Escrevi isso para linkar com o que foi dito neste texto da Monja Coen.

O que tenho feito através do blog é um bem silencioso, entende? As grandes mídias jamais vão fazer uma reportagem ou criar uma nota incentivando as pessoas “Leiam o blog Para além do agora!”. Já pensou? Soa até engraçado!

Isso não tem como acontecer, porque não interessa a eles. Tudo que eles querem é lucrar, e se algo não lhes dá lucro é totalmente rechaçado.

É preciso haver uma mudança no nível de consciência geral das pessoas para que a sociedade inteira se torne reflexo dessa mudança.

Pouquíssimas são as pessoas que se interessam por mergulhar nelas mesmas e nos seus  mundos internos para se tornarem pessoas melhores. A grande maioria dos brasileiros está vivendo como robôs sem alma, que trabalham 12h por dia e voltam para casa estressados, sem a menor vontade de fazer coisa alguma.

Uma vida repleta de insatisfações e queixas. Não precisa ser assim meus amigos! É possível ser diferente, e o único caminho para isso é buscando o AUTOCONHECIMENTO, repito, o AUTOCONHECIMENTO.

Não há outro caminho. Este é o único caminho que leva a uma verdadeira transformação de vida, porque através dele desenvolvemos nossas potencialidades ao máximo e descobrimos exatamente o porque de termos vindo até esse mundo.

Nessa hora, é impossível não lembrar de uma frase que me acompanha todos os dias e me enche de alegria e entusiasmo. Esta aqui…

“Os dois dias mais importantes da sua vida são: O dia em que você nasceu, e o dia em que você descobre o porquê”.

Mark Twain

Eu já tive dúvidas quanto a minha missão de vida, mas hoje tenho convicção de que escrever é uma parte essencial dela. E nada paga a alegria que se sente ao descobrir aquilo que faz parte da sua missão de vida.

Quero com essa frase lhe instigar a descobrir a sua missão de vida e se tornar verdadeiramente realizado.

Se quiser ler um pouco mais sobre isso, compartilho no link abaixo um dos textos que mais gostei de ter escrito para falar sobre isso…

Sentido pleno

Após esta introdução, quero lhe levar a refletir no que acredito ser o caminho para se construir um novo mundo mais amoroso e equilibrado. Cada ponto será explicado com um tópico.

1) Amor Incondicional

O ponto mais fundamental, no meu ponto de vista, é desenvolvermos o amor incondicional, que é absolutamente diferente de paixão. Nossa sociedade, ainda extremamente primitiva, está voltada apenas para a paixão, e a tem como um grande valor. Mas não consigo pensar em outra coisa a não ser doença. Essa paixão que pregam por aí é na realidade uma doença. Explico!

O que deveria ser essa paixão é um sentimento gostoso do afeto com outra pessoa. O prazer sexual ligado ao estar com o outro, só isso. Agora confundir isso com amor não dá! O amor é uma dimensão, muito bem ensinada por Jesus e pelos grandes mestres da humanidade.

Eu amo incondicionalmente quando faço todo o possível para sanar o sofrimento alheio, e quando o faço de forma despretensiosa, ou seja, sem esperar nada em troca.

Nossa sociedade é regida pelo dinheiro e quase todas as pessoas barganham tudo, inclusive muitas obras sociais são realizadas como uma barganha, para se conseguir reconhecimento, fama ou para conquistar uma “boa vaga no céu”. Há também empresas que realizam obras sociais com o único objetivo de serem isentas de alguns impostos ou para receber benefícios fiscais. Isso é tudo, menos amor incondicional!

A base para se nutrir esse amor é a consciência. Crescendo em consciência, naturalmente esse amor também cresce, porque são uma coisa só.

Para que você se aprofunde um pouco mais nesse tema, compartilho um vídeo maravilhoso da monja budista Jetsunma Tenzin Palmo intitulado “O que aprendi no coração da vida”. São lições simples e transformadoras. Vale a pena assistir…

2) Perdão

É muito importante aprendermos a perdoar os outros e, acima de tudo, perdoarmos a nós mesmos. Precisamos colocar no mais íntimo do nosso ser que estamos nesse mundo como eternos aprendizes e o mais importante não são os acertos ou as vitórias, mas a caminhada como um todo.

Os erros são fundamentais para nossa evolução humana e espiritual. É como diz o filósofo Mario Sergio Cortella:

“Nós não aprendemos com os erros, aprendemos quando corrigimos nossos erros”.

Ou seja, podemos errar e a partir de um bom exame de consciência não repetir mais o erro, agora eu posso também errar e mascarar esse erro com justificativas e explicações esfarrapadas. Tal atitude vai minando o que conhecemos como caráter e pouco a pouco vamos perdendo a nossa “vergonha na cara”.

A perda da vergonha na cara é o que leva alguém a repetir sempre os mesmos erros e achar que eles não vão interferir na vida de muitas pessoas! Mais uma vez, cuidado! Muito cuidado com isso.

Essa reflexão tem a ver com o perdão, pois com o perdão, crescemos em amor e consciência e toda a nossa vida e nossas experiências passam a responder em alegria, em prosperidade, em paz e em equilíbrio.

Com o perdão, podemos encontrar no nosso caminho pessoas de mau caráter e elas não interferirão na nossa paz interior. Nós as perdoamos por suas falhas e continuamos vivendo nossas vidas normalmente!

Isso é algo que só a vivência nos leva a entender. Posso teorizar sobre isso, mas será algo vago se ficar só na teoria. Coloque em prática e verá as maravilhas que se derramarão sobre a sua vida.

Para esse tópico, sugiro um livro fantástico da parceria entre os filósofos Mario Sergio Cortella e Clóvis de Barros Filho chamado “Ética e vergonha na cara”.

As lições desse livro farão você refletir muito e lhe darão grandes motivações para ser alguém cada vez mais ético e honesto.

3) Compaixão

Sempre que falo em compaixão, a primeira pessoa que me vem em mente é o querido Dalai Lama. Nunca canso de repetir que ele é o homem que mais tem me ensinado a ser compassivo.

Compaixão é ter esse olhar mais amoroso e atento para com os outros. É você buscar da melhor forma possível ser alguém agradável e que ajude os outros a sanar ou atenuar seus sofrimentos.

Todos nós sofremos, agora sofrer ao lado de alguém que está disposto a lhe amar incondicionalmente, que olha no fundo dos seus olhos sem nenhuma espécie de julgamento, que vem até você com um imenso sorriso no rosto e com uma ótima conversa para alegrar o seu dia… Isso não tem preço!

O Dalai Lama é uma dessas pessoas! Gosto sempre de lembrar aos meus amigos que a sua compaixão é tão grande que cada vez que alguém se aproxima dele, é como se só existisse aquela pessoa em todo o planeta. E todos percebem isso. Quem se aproxima dele se sente uma joia rara, uma dádiva inestimável. E é! Só se esqueceu disso.

Para se aprofundar nesse tópico, compartilho um vídeo do mestre Dalai Lama que já assisti umas 10 vezes e traz muitos ensinamentos maravilhosos. Nesse vídeo ele fala sobre o poder da nossa mente para mudar nossa vida e, consequentemente, o mundo inteiro. Assista com bastante atenção…

4) Serviço

Este é outro ponto que você só compreenderá bem se colocar em prática. Não se pode falar em serviço sem que se busque vivê-lo no dia a dia. Apenas pequenas coisas são necessárias.
Um grande engano de muitas pessoas é achar que serviço é algo ligado a atividade filantrópicas, ou algum tipo de assistencialismo. Isso é bom e certamente contribui com muitas pessoas, mas você pode fazer pequenas coisas no seu dia a dia e contribuir para se construir um mundo melhor.

Vou falar aqui o que considero ser um dos serviços mais nobres e que está em falta nesse mundo. E o melhor! Esse serviço é gratuito, só precisa de disponibilidade de tempo. Ele se chama OUVIR. Simples assim! Ouvir o que alguém tem para lhe dizer, sem reservas, sem julgamentos, sem ser um aconselhador chato. Só ouvir! Só isso.

Nesse mundo corrido, ninguém consegue mais tempo para ouvir de verdade os outros. Por incrível que possa parecer! Essa falta de abertura para ouvir tem acontecido até mesmo entre casais de namorados e cônjuges. É triste, mas é uma realidade.

Sirva mais e perceberá as maravilhas que serão derramadas na sua vida. Serão abundâncias tão grandes, que você mesmo se surpreenderá. Tem sido assim na minha vida. Tenho recebido graças tão imensas que às vezes demora para “cair a ficha”, mas isso é só o retorno do próprio universo para as sementes que eu tenho plantado.

Plante boas sementes e colherá bons frutos! Essa é uma das leis universais. Acredite nela! Ele existe desde que o mundo é mundo e não adianta ficar brigando com ela. Ela é assim e ponto final. Quanto mais cedo você aceitar isso, mais cedo as bênçãos infinitas serão derramadas sobre você. Portanto, não queira criar resistência em relação a isso.

5) Gratidão

Aliado ao serviço está a gratidão. A gratidão é a maior fonte para a prosperidade que existe nesse planeta.

Existe muita gente por aí querendo lhe vender a ideia de que para ser rico precisa fazer o curso X, o serviço bancário Y, tramitar o tesouro direto Z etc. etc.

Para sermos ricos verdadeiramente não precisamos de nada disso. A vida me ensinou isso com maestria e espero que você guarde essas palavras no fundo do coração.

A maior riqueza se chama viver o hoje em toda sua plenitude, sendo feliz e grato pelo que você pode ser hoje. Apenas no dia chamado hoje…

Nosso planeta ainda está repleto de desequilíbrios, porque a maior parte das pessoas projeta sua vida só pensando no futuro. Porém, elas esquecem que a vida só pode acontecer no hoje.

Projetando suas vidas no futuro, o dinheiro, em vez de ser um amigo, um recurso para ser usado no presente e conferir a cada um mais conforto e tranquilidade, ele se transforma em um câncer que, literalmente, corrói o nosso estômago.

Viva o hoje! Como diria o mestre Jesus Cristo: “Para cada dia a sua cruz…”

Para ler um pouco mais sobre isso, compartilho um texto muito bonito do psicólogo David Steindl-Rast falando sobre a gratidão e sua profunda ligação com a felicidade. Vale a pena ler…

Quer ser feliz? Seja grato!

6) Espiritualidade

Concluo esses tópicos com esse que pode gerar polêmica para alguns. A construção de um novo mundo só se dará quando todos, sem exceção, tomarem a espiritualidade como algo vital, tanto quanto beber água ou se alimentar.

Nós somos seres espirituais habitando corpos físicos. Temos uma natureza divina que transcende nossos corpos e ter essa consciência nos permite levar a vida com um olhar mais atento, buscando fazer o bem e ajudar os outros neste caminho de aproximação com Deus.

Falar sobre espiritualidade é muito delicado porque muitos confundem com religião, porém, são absolutamente diferentes. Eu, por exemplo, não sou religioso, mas me considero profundamente espiritual, pois todos os dias mergulho nas leituras espiritualistas, nos livros sagrados e faço minhas orações e  meditações a minha forma.

Quando nos conectamos com essa energia cósmica da espiritualidade, toda a nossa vida flui de uma forma mais harmoniosa e pacificada.

Inclusive a paz profunda é decorrência desta busca pela espiritualidade, por isso não coloquei um tópico sobre isso.

Entenda! A paz surge nos corações das pessoas espiritualizadas. Sempre! Não há exceções. Se você tem muitas aflições internas, se ainda reclama de muitas coisas e se ainda não tem uma vida feliz e harmoniosa, sinto lhe dizer! Você ainda não desenvolveu sua espiritualidade, ela ainda está na superfície.

Deixei esse tópico por último também por isso, porque se você de verdade colocar em prática na sua vida tudo que disse até esse ponto, não tenho dúvidas, você se tornará um ser humano espiritualizado.

Quem ama incondicionalmente, quem perdoa, quem tem compaixão profunda no coração, quem serve aos outros e quem é grato, está seguindo o caminho ensinado pelos maiores mestres da humanidade como Jesus, Buda, Lao Tzu, Confúcio, Eckhart Tolle, Osho e por aí vai…

Siga esse caminho e você se tornará um ser humano espiritualizado.

Conclusão

Há muito mais a ser falado sobre isso. Esse artigo é apenas um resumo de algo muito maior que com o tempo vai se tornar mais e mais claro na sua vida.

Para concluir, é com alegria que compartilho com você dois documentários que me ajudaram muito a organizar as ideias que foram expostas aqui.

Recomendo que reserve um pouco mais de 3 horas para assisti-los. São informações riquíssimas e verdadeiramente transformadoras para aqueles que estão dispostos a colocar esses ensinamentos em prática.

Desejo a você muita paz e luz e que nós construamos juntos esse novo mundo…

Mundos Internos, Mundos Externos

I am

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s