O perdão nos liberta das garras do ego

Por Isaias Costa

como-perdoar-alguém

Hoje, compartilho com os leitores um texto muito bonito e profundo do escritor e palestrante Diogo Beltrame falando sobre o imenso poder transformador que o perdão tem na nossa vida e a verdadeira perspectiva sobre ele, de que o perdão não é para os outros, mas para nós mesmos. Se conseguirmos entender isso, nunca mais nossa vida será a mesma, porque o EGO não estará mais nos dominando. Leia com bastante atenção…

************

Só existe uma única forma de se libertar das garras do seu ego, da sua mania de perseguição, mágoas e, principalmente, dos bloqueios energéticos que o impede de seguir adiante.

Estou falando de algo que parece simples, mas não é. Estou falando de algo que você acha que faz em sua vida, mas não o faz. Estou falando do PERDÃO, palavra esta que consiste num atributo imutável do Universo.

Sentir mágoa, tristeza, revolta e raiva daquele que, supostamente, te feriu, é uma espécie de auto-envenenamento diário. Você diz que perdoou, mas quando se lembra da situação ou da pessoa que o desagradou, se enfurece. Você diz que de zero a dez perdoou oito, e presunçosamente sente-se superior pelo seu feito. Diz também que nem se lembra daquela pessoa que o machucou, mas, quando a vê, fica com o seu semblante desfigurado.

Saiba que o não perdoar significa, impreterivelmente, um bloqueio energético que impede que o fluxo natural do Universo flua por você e através de você. Ou seja, impede que você seja conduzido pelo fluxo da fonte da vida. Não perdoar alguém significa que você não está aceitando uma criação sua; e isso significa que você não está aceitando a si próprio. Trata-se da sua criação pelo simples fato de que, tudo o que ocorreu, ocorre e ocorrerá, foi e continua sendo atraído pelos seus pensamentos, sentimentos e emoções. Pelos seus medos, pelas suas crenças e pelos seus traumas. Por todas as memórias negativas que estão causando situações repetitivas em sua vida. Logo, aquele que o atingiu não passa de um mero objeto usado pelas forças cósmicas para atender o seu pedido, seja ele por conta da lei da atração ou por algum resgate cármico de vidas passadas.

Isto é, em ambos os casos, a responsabilidade é sua e, portanto, mais simples de ser resolvido, desde que você queira. Compreender isto é fundamental para que você possa aceitar que o perdão é e sempre será, para você mesmo.

Lembre-se, não existe falhas no Universo. Não existe injustiça, nem, tão pouco, favorecidos ou desfavorecidos. O que existe é uma lei que não precisa de juiz para se fazer valer.

Aceitar isto é, prioritariamente, o caminho para que você ache a paz dentro da verdade daquilo que tudo é.

Eu sei que é difícil aceitar isto, parece injusto até. Mas eu garanto, essa é a realidade e o único caminho. Você precisa perdoar de coração todos aqueles que passaram pela sua vida. Precisa se perdoar por ter atraído situações que não desejava experimentar. Precisa compreender que tudo foi um aprendizado, soltar e liberar aqueles que lhe mostraram as suas fraquezas, sua intolerância e, principalmente, aquilo que você realmente é. Pois você e as suas criações são uma única coisa.

Mas saiba que, você não tem culpa por não conseguir perdoar aquele que o feriu e nem, tão pouco, por não perdoar a si mesmo; até porque, apesar de ter compreendido mentalmente que é o único responsável pelo o que esteja experimentando em sua vida por ter tido acesso a lei da atração, isto ainda é puro conhecimento intelectual. Ou seja, está bem longe de se tornar sabedoria, interiorização. E enquanto isto não tiver se tornado uma compreensão, você não deve se cobrar por querer sentir o que não sente; isto é um processo gradativo.

O que realmente é importante nesse momento, é que você tenha a sincera intenção de querer se livrar da dor, ou seja, de praticar o perdão.
Jesus disse: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”. No momento em que ele fez essa citação estava sentindo muita dor física, estava sendo humilhado e claro, muito injustiçado. Você já conhece bem essa história.

Ele estava num vaso terreno, usando um corpo humano, logo, passível de sentir todas as sensações e emoções humanas, o que foi fundamental para que ele pudesse cumprir a sua missão de pregar o amor. Mas, naquele momento, enquanto estava sendo humilhado e crucificado, ele sentia um desconforto em relação aqueles que o faziam sentir tanta dor e, por si mesmo, não era possível perdoar ou não sentir nenhuma raiva ou sentimento negativo em relação aqueles que o feriam. Porém, com toda sua integridade e sabedoria pediu ao Pai, já que ele não era capaz de fazê-lo sozinho, para que perdoasse a ignorância daqueles que o maltratavam.

O que ele fez, nesse caso, foi transferir o perdão para Deus. Ele pediu ajuda e entregou para aquele que realmente é todo misericordioso. Ele queria realmente perdoar, essa era a intenção sincera dele, mas sabia que se o fizesse mentalmente não seria sincero. O seu pedido foi para que, o Criador, com todo o seu poder e misericórdia divina, os perdoassem através dele.

Assim como Jesus fez essa entrega, você também pode fazer. Esse é um direito seu. O direito de entregar a Deus aquilo que não é capaz de fazer sozinho.

O seu papel é achar a verdade e ficar nela, por pior que ela seja; enxergar essa verdade e entregá-la para a solução divina.

Portanto, pense nisso e entregue o seu sofrimento para o Criador. Seja sincero sobre o que sente sem ficar envergonhado. Ele, o seu Pai, já sabe de tudo e nunca vai te julgar. Porém, só pode lhe ajudar na verdade; e essa verdade, muitas vezes, é exatamente o que você não que ver.

Diogo Beltrame

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s