A arte de trocar ideias

Por Isaias Costa

ideias

Eu gosto sempre de dizer entre meus amigos e nos textos que escrevo que o conhecimento é algo que não devemos guardar só para si, e o principal motivo é que o conhecimento guardado só para si acaba virando um peso morto. Sim! Não há vida alguma nele.

A grande beleza do conhecimento é podermos compartilhá-lo, porque assim nós crescemos e ainda ajudamos os outros a crescerem junto com a gente.

Para refletirmos um pouco mais sobre isso, compartilho um ditado chinês belíssimo…

“Quando dois homens vêm andando na estrada, cada um carregando um pão, e trocam os pães quando se encontram, cada um vai embora com um pão. Mas, quando dois homens vêm andando pela estrada, cada um com uma ideia, e ao se cruzarem trocam as ideias, cada um vai embora com duas ideias.”

Ditado Chinês

Esse ditado é a mais pura verdade. O conhecimento só tende a crescer quanto mais a gente compartilha. Esse próprio blog é exemplo real disso. Fico impressionado com o tanto de coisas boas que já aprendi desde que comecei a escrever nele em 2012 e quantas boas sementes encontraram solo fértil para germinarem.

Tenho certeza que muitos dos leitores pegaram esse conhecimento, aprenderam, internalizaram e passaram a diante. Eu fico imensamente feliz com isso, porque esse é realmente um dos meus desejos, criar uma corrente do bem a partir deste blog.

Além do conhecimento que adquiro e transmito para os leitores, logicamente também acontece o oposto. Eu aprendi e continuo aprendendo demais com os leitores que dão um feedback contando experiências de vida, dando dicas de filmes, de textos, de livros, de vídeos. Isso é muito bacana meus amigos! Essa é a arte de trocar ideias.

Estou trocando ideias com você agora, e a partir dessa simples reflexão, você pode se tornar uma pessoa mais rica de conhecimento. Terá essa vontade de compartilhar!

Concluo com as belíssimas palavras do místico oriental Osho, que tão bem nos ensinou essa sabedoria durante toda a sua vida…

Um grande passo em direção ao amor é o compartilhar.

Compartilhe tudo que você tem…
Compartilhe sua vida.
Qualquer coisa que esteja em você, compartilhe, não guarde.

Sua sabedoria… Compartilhe.
Sua prece, seu amor, sua felicidade, compartilhe.

Se não encontrar ninguém, compartilhe com os cães, com as rochas, com o mar, com a natureza, mas compartilhe.
O importante é dar.

Quando você priva as pessoas de qualquer coisa em seu próprio benefício você envenena o coração.
Toda acumulação é venenosa.

Se você compartilhar, seu organismo ficará livre de venenos.
E quando você der não se importe se há resposta ou não.

Nem mesmo espere por um obrigado.
Sinta-se grato à pessoa que permitiu que você compartilhasse alguma coisa com ela.

Não faça o contrário.
Não espere a resposta, dizendo a si mesmo, lá no fundo, que ela deveria se sentir agradecida porque você compartilhou algo com ela.

Não, não faça assim.
Sinta-se, você, agradecido porque ela esteve disponível para ouvi-lo, para compartilhar alguma energia com você…

Porque ela esteve disponível para ouvir sua canção…

Porque ela esteve disponível para você.

Compartilhar é uma das virtudes mais espirituais, uma das maiores virtudes espirituais.

Osho

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s