A pobreza de espírito é a verdadeira pobreza

Por Isaias Costa

gratidao

Outro dia li uma pequena estória budista com uma profunda mensagem sobre a pobreza de espírito. Leia com bastante atenção.

*************

A POBREZA DE ESPÍRITO É A VERDADEIRA POBREZA

“Um homem pobre perguntou a Buda:
– Por que sou tão pobre?

Buda respondeu:
– Tu não aprendeste a dar.

Então o homem pobre disse:
– Mas se eu nada tenho!…

Buda replicou:
– Tu tens algumas coisas. Tens um rosto que pode dar um sorriso; uma boca para confortar os outros; um coração que pode abrir-se para os outros; olhos que podem olhar o outro com bondade; um corpo que pode ser usado para ajudar os outros; como vês, não és assim tão pobre. A pobreza de espírito é a verdadeira pobreza.”

**************

Concordo plenamente com essas palavras. Tudo é uma questão de perspectiva. Se busco, mesmo nas situações mais difíceis, enxergar coisas boas, enxergar beleza na vida e transmitir essa energia boa aos outros, é assim que o meu mundo vai ser. O nosso espírito se enriquece na SIMPLICIDADE. Quanto mais simples nos tornamos, mais abertos para receber as belezas e dádivas da vida estaremos.

Esse é o princípio maior da PROSPERIDADE, dar para receber. Eu só posso receber da vida, seja lá o que for, se antes eu der, se antes eu me der abertura, avançar, ofertar meus dons aos outros, despretensiosamente. Só assim eu posso conquistar mais e mais prosperidade.

É assim com tudo meus amigos! É uma pena que muitas pessoas passem a vida inteira e não entendam isso.

Nessas poucas palavras, o Buda está nos ensinando sobre o mal do EGOÍSMO e do AUTORREBAIXAMENTO. Duas coisas extremamente destruidoras.

O egoísmo é você achar que não pode de forma alguma contribuir com os outros, se colocando como alguém incapaz, ou que está muito atarefado, sem tempo etc. etc. Isso é egoísmo! Viver pelo EGO, apenas olhando para a própria realidade, sem colocar o mundo dos outros na sua balança.

E o autorrebaixamento é você ter valores e virtudes que podem agregar valor à vida das pessoas e você se privar de ajudar, de fazer o bem, de levar uma palavra amiga, um sorriso ou mesmo um pequeno gesto. Esses dois venenos destroem o que há de mais belo e precioso no ser humano, que é a sua capacidade de amar, de se colocar no lugar do outro, de ser generoso, caridoso, afetuoso.

Todos esses grandes valores estão morrendo na nossa sociedade atual e gerando essa pobreza de espírito. Vamos fazer diferente. Vamos seguir o exemplo do mestre Buda e tantos outros seres iluminados que já passaram por esse planeta.

Seguindo o exemplo dos grandes mestres, podemos nos tornar pessoas verdadeiramente ricas, que se doam, que amam, que tem empatia e compaixão para com todos os seres, que cuidam e preservam a natureza, os mares e a vida como um todo.

Acredite! É possível sim construirmos esse mundo maravilhoso, e ele começa nas pequenas atitudes.

Para que você continue refletindo um pouco mais sobre isso, compartilho um texto mais antigo do blog no qual eu falava sobre o que é ser rico. No meu pensamento, é como coloco no texto: Ser rico não é sobre quanto se tem, mas sim quanto você pode dar… O link segue logo abaixo. Pense um pouco sobre isso…

O que é se rico?

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “A pobreza de espírito é a verdadeira pobreza

  1. Lúcia

    Gostaria de deixar um vídeo de um de meus “Mestres”
    Acho que você vai gostar!
    Obrigada….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s