Cada um é uma parte do todo

Por Isaias Costa

agenciabart-trabalhos-diversos

A nossa vida se transformou em algo tão automático e apressado, que nem nos damos conta das inúmeras maravilhas que nos envolvem o tempo todo e que sempre tem a presença de seres humanos dedicados e competentes para que as coisas funcionem de uma forma organizada e harmoniosa.

Quero refletir junto com você sobre isso hoje, a partir das belíssimas e inspiradoras palavras da monja budista Tsering Paldron. Leia com bastante atenção…

***************************

“A nossa vida não seria possível sem a presença dos outros. Toda a felicidade que nos é dada viver é uma dádiva deles. Proponho que faça o seguinte exercício:

Pense numa situação particularmente feliz da sua vida, seja ela passada, presente ou mesmo imaginada. Aponte na folha os nomes de todos os que contribuíram para que ela existisse. Não se limite a pensar nos intervenientes diretos, tente aprofundar a questão.

Por exemplo, um dos momentos mais felizes da sua vida pode ter sido o nascimento de um dos seus filhos. Não se limite a escrever o nome da sua esposa ou do seu marido e o nome do seu filho. Pense nos seus pais e antepassados, sem os quais não existiria.

Pense nos médicos, enfermeiros e funcionários do hospital. Pense nos que o construíram, nos que fabricaram as camas, os aparelhos, as janelas, as portas, o betão armado, as ambulâncias. Os que fazem com que haja água, eletricidade e gás; os que velam pelo aquecimento, os que extraíram os metais, os que cultivaram o algodão dos lençóis, os que o colheram, os que o fiaram, os que o teceram.

Pense naqueles que contribuem de forma anônima e invisível para o seu conforto e o seu bem-estar. Os que conduzem os autocarros e os comboios que todos os dias utiliza. Os responsáveis pelo abastecimento em água, eletricidade, gás e telefone. Os que cultivam, colhem, transportam e vendem todos os alimentos de que a sua vida depende.

Os que trabalham nas plataformas de petróleo, os que exploram as minas, os que limpam as ruas e os jardins, os que trabalham nas estações de tratamento das águas. Os que pescam, os que cozinham, os que fabricam os componentes eletrônicos dos computadores, em resumo, todos aqueles sem os quais essas coisas que fazem o nosso conforto e que, muitas vezes, só apreciamos devidamente quando nos faltam, não existiriam.”

Tsering Paldron

****************************

Esse foi apenas um exemplo dado pela autora do texto. Se fossemos enumerar e descrever tudo aquilo que acontece no nosso dia a dia e sempre tem a presença de diversas pessoas, teria que escrever um livro imenso sobre isso.

Veja só mais alguns exemplos.

* O que seria de você que anda de ônibus se não houvesse o motorista que dirige a linha que lhe leva até o seu trabalho?

* O que seria dos professores se não houvesse nenhum aluno nas escolas, faculdades ou cursos para que eles pudessem  ensinar?

* O que seria das nossas moradias se não fossem os pedreiros e seus auxiliares? Já pensou nisso? Teríamos que voltar a morar nas matas e florestas, como faziam nossos ancestrais mais primitivos…

* O que seria de uma empresa se não houvesse aquelas pessoas que fazem uma parte crucial e fundamental que é a comunicação com os novos clientes?

* O que seria da nossa alimentação se não houvessem os mercados e supermercados com as carnes, ovos, verduras, frutas etc? Já pensou nisso também? Imagina se os comerciantes de alimentos resolvessem não trabalhar mais e dissessem: “Se virem!”. Pare um pouco e pense no caos que se tornaria a nossa vida!

Todas essas são coisas que banalizamos, mas que de maneira nenhuma deveríamos banalizar. Esses e outros exemplos são uma forma de dizer que estamos inseridos em uma SOCIEDADE organizada, na qual cada ser humano contribui de uma forma única e importante.

Todos nós somos importantes dentro dessa sociedade. Ela funciona como uma máquina gigantesca, na qual cada um de nós é uma pequena engrenagem que se não cuidada e, acima de tudo, valorizada, pode reduzir ou mesmo complicar o funcionamento total dessa máquina.

As mensagens que quero lhe transmitir hoje são simples e diretas.

1º) Preste mais atenção nas pequenas coisas que as pessoas realizam e que faz com que nossa sociedade funcione de uma forma organizada e, na medida do possível, harmoniosa.

2º) Valorize o seu trabalho, valorize o seu papel dentro dessa grande máquina chamada sociedade. Dê o melhor de si no seu ofício, desta forma todos sairão ganhando, mesmo que você não seja reconhecido pelo seu trabalho. Acredite! Ele é sim muito importante.

Pense sobre isso…

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s