Arquivo do mês: julho 2015

Temor de Deus não significa ter medo de Deus

Por Isaias Costa

conhecendo-deus

Hoje eu vou falar sobre um questionamento que muitas pessoas fazem e que realmente gera muitas dúvidas, é aquela velha história do que a religião cristã chama de “temor de Deus”, o que é o temor de Deus? Muitos pensam que é ter medo de Deus, e não tem nada a ver. É comum até ver algumas pessoas se revoltarem com isso por acharem que se Deus é amor, por que eu vou ter medo dele?

São questionamentos bastante validos e que nesse texto você finalmente vai conseguir entender e esclarecer as suas dúvidas.

Para embasar esse texto, compartilho algumas palavras interessantes do escritor Victor Lisboa.

**************

Há uma enorme diferença entre temer e sentir medo. O medo nos paralisa, o medo nos deixa acovardados, o medo nos enfraquece e faz com que fechemos os olhos. Já o temor inclui o respeito, e não é a toa que os religiosos dizem que devemos “temer a Deus”, e não que devemos “ter medo de Deus”. O temor tem algo de reverencial, tem um aspecto de respeito, de dignificação de algo poderoso. O temor não paralisa, o temor não nos impede de agir – ao contrário, faz com que nossas ações sejam adequadas.

Victor Lisboa

**************

Na doutrina cristã, o temor de Deus é até considerado um dos dons do espírito santo. Percebe como isso é bonito? E é um dom do espírito santo mesmo! Vou lhe explicar.

Quando de fato entendemos o que é temer a Deus, percebemos pelo menos parcialmente a sua grandeza infinita. Deus é algo tão inimaginavelmente grandioso que temer a ele é o que pode nos fazer crescer em amor e consciência.

Jesus Cristo durante toda a sua vida buscou nos ensinar isso. Inclusive a palavra “Pai”, que ele pronunciava constantemente era exatamente essa reverência ao transcendente. Jesus era um ser iluminado e ele tinha essa consciência de que todos nós somos um e estamos todos conectados. É por ele ter essa consciência que ele dizia assim: “Quem me vê, vê o Pai…”.

Isso é muito profundo e revela o grau de intimidade que Jesus tinha com esse Deus cósmico e infinito. Jesus tinha esse temor a Deus, ele tinha essa profunda reverência a esse Deus maravilhoso.

Porém, ao longo das muitas e muitas gerações que se sucederam depois de Jesus, esse seu ensinamento tão belo foi distorcido, e passou a nos ser ensinado que temor de Deus é ter medo de Deus, e que somos pequenos demais perante a sua grandeza e glória. Muito cuidado meus amigos! Isso é extremamente perigoso. Esse tipo de pensamento dá total abertura a toda forma de dominação, seja ela física, emocional, psicológica ou até mesmo energética.

No nosso mundo contemporâneo, as crianças são catequizadas e é ensinado a elas que elas não são nada perante o poder de Deus e da igreja, e elas vão crescendo cheias de medo desse Deus impositivo e castigador, que olha para elas com um olhar cheio de julgamentos e castigos. Chega! Isso não existe e precisa acabar de uma vez por todas. O nome disso é dominação, é afunilamento de mentes, é perda da nossa capacidade de raciocinar, de opinar, de decidir por conta própria, de duvidar, de discordar etc. etc. etc.

Deus é algo tão absurdamente infinito e maravilhoso, que seria uma total arrogância e prepotência da minha parte achar que ele vai nos castigar por isso ou por aquilo outro. Algumas religiões tentam nos impor essa falácia e discordo completamente. Devemos temer a Deus, não ter medo dele. Grave essa palavra, temer é uma REVERÊNCIA a sua grandiosidade infinita.

Eu reconheço toda minha pequenez e o quanto eu não sou nada quando penso nesse Deus. Esse reconhecimento me traz AMOR, HUMILDADE, PAZ, GENEROSIDADE, CONFIANÇA NO DIVINO, FÉ, COMPAIXÃO e tantas outras nobres virtudes que todos os seres que buscam o crescimento em consciência buscam.

Você busca o crescimento em consciência e amor? Se está lendo esse texto é porque certamente busca! Então de hoje em diante saiba que temer a Deus é ter essa profunda reverência a ele… Pense sobre isso…

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Siga o seu próprio caminho pra ser feliz de verdade

Por Isaias Costa

raul-seixas-desenho

Outro dia estava lendo as postagens sobre o Raul Seixas no facebook e encontrei um texto muito legal de sua autoria e resolvi publicá-lo aqui. Afinal, não sabemos até quando vai existir o facebook, então devemos registrar tudo aquilo que há de melhor e que vem desse baiano genial.

Abaixo está a transcrição desse belíssimo texto dele. Tenho certeza que você vai gostar de lê-lo…

Siga seu próprio caminho pra ser feliz de verdade – Por Raul Seixas

“Quando eu ensinava inglês há uns dez anos, fui expulso do instituto pois um dia, em vez de aula, pedi em plena classe que cada aluno fizesse ali na sala o que bem quisesse fazer. Pra minha alegria vi setenta alunos deuses sendo cada um o que eles eram: uma jornalista com batom vermelho-escuro pintou todas as paredes com desenhos tão bonitos, ela gostava de pintar; um garotinho tira uma gaita do bolso e começa a tocar enquanto um outro, em pé, recita pregando que é egoísta…

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

E o Mario não para de crescer…

Por Isaias Costa

41656272113

Estou escrevendo esse texto a partir de um sonho muito maluco que eu tive outro dia, mas que me deixou encucado. Passei alguns minutos tentando interpretá-lo e decifrá-lo, então consegui entender o que ele queria me dizer. Tenho certeza que você vai gostar. Continue lendo para saber como se deu esse sonho.

Nele, aparecia um monstrinho muito pequenininho que primeiramente aparecia comendo umas plantas, e à medida que comia as plantas ia crescendo, de repente ele já aparecia maior e comendo plantas maiores, devorando troncos de árvores inteiras. E crescendo mais, e aumentando a sua fome.

Depois ele já se tornava gigante e começava a devorar as pessoas, as casas, as construções, e continuava crescendo cada vez mais, e sua fome só aumentando também.

Eu sei que essa estória continua dessa forma, até que ele devora todos os seres humanos, todas as florestas, todos os mares, todos os peixes e seres vivos do planeta inteiro, até que sobra apenas ele, imenso, na superfície da terra e querendo comer mais, aí ele olha para o espaço sideral e tenta pular para comer tudo que estivesse no espaço sideral…

Sonho maluco esse, não?

Sabe o que ele estava querendo nos dizer? Esse monstrinho é o ser humano e essa fome insaciável se chama GANÂNCIA, sim, GANÂNCIA. A ganância do ser humano é infinita e é ela que está destruindo o planeta inteiro. Eu tenho lido muito sobre a preservação do planeta nos últimos meses, então o meu inconsciente criou essa estória para me utilizar como um canal para alertar alguns poucos que estejam lendo esse texto agora.

O nosso planeta corre perigo meus amigos, um perigo iminente de ser completamente destruído pelos seres humanos.

Eu consegui me lembrar desse sonho e transformá-lo em um texto por gostar muito do jogo de videogame “Super Mario”. Nesse jogo, o Mario come uns cogumelos e cresce e fica mais forte e ágil. Fiz essa associação com o Mario para que você entenda que ele representa os seres humanos que estão destruindo o planeta Terra por causa da ganância.

Até que ponto a gente pode crescer? Até que ponto a gente pode explorar os recursos naturais? Até que ponto precisamos de tantos confortos para ter uma vida considera boa?

Esses são questionamentos muito importantes que precisam ser feitos.

Vemos cada vez mais as desigualdades sociais se acentuando no nosso país, os ricos ficando mais ricos e os pobres mais pobres. Por que, hein? Eu sei que essa pergunta é complexa demais e não dá para responder em um texto informal como esse, mas o que digo é que, existe muita coisa errada acontecendo e só depende de cada um de nós buscarmos não fazer parte de tanta sujeira, de tanta roubalheira, de tanta desonestidade, de tanta corrupção, e tanta desumanidade.

Meu desejo é poder levar consciência ao máximo de pessoas que eu conseguir, porque sei que o único caminho para mudar o nosso mundo e a sociedade como um todo é através da mudança do nível de consciência.

Nós ainda estamos vivendo na pré-história em se tratando de consciência meus amigos! Digo com sinceridade! Nós crescemos muito intelectualmente e tecnologicamente, mas não aprendemos nem a engatinhar quando se trata de sermos mais irmãos, de sermos mais solidários, de olharmos as dores dos outros e transportarmos essas dores para nossa própria realidade.

Só quando realmente entendermos que apenas vivendo em união é que esse planeta poderá se tornar um lugar magnífico de se viver, como um dia já foi. Em algum momento da história, o ser humano viveu em harmonia, e isso precisa ser resgatado, senão, o único caminho que restará será a barbárie.

Acredite! Eu não tive esse sonho à toa. Tenho certeza que essa era a mensagem que ele queria me transmitir e agora estou repassando para você que me lê.

Já está passando da hora de o Mario parar de crescer, porque se ele continuar crescendo, vai devorar o planeta inteiro e vai querer devorar o espaço sideral, mas ele não vai conseguir, porque não haverá mais nenhum ser humano para que ele devore, e claro, o Mario é um ser humano, não é mesmo?

Pense sobre isso…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma das chaves para o perdão

Por Isaias Costa

06976-perdoar

Já falei inúmeras vezes aqui no blog que o PERDÃO é um dos maiores poderes que o ser humano possui para crescer e se tornar mais consciente. Porém, perdoar não é nada fácil. Para falar a verdade, é algo que se aprende. O perdão cresce a medida que crescemos em consciência, SEMPRE!

Lembra as palavras de Jesus?

– Quantas vezes devemos perdoar, mestre? Até sete vezes?

– Não te diria sete vezes, mas setenta vezes sete…

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Acabe com os “deverias”

Por Isaias Costa

tumblr_l9f5rcjo4o1qcvu6ao1_500

Uma reflexão muito importante que cada vez mais eu tenho me permitido e quero lhe levar a experimentar também em sua vida é a eliminação dia após dia dos “deverias”. Essa é uma palavra muito perigosa, porque ela nos deixa presos ao PASSADO morto, no qual não tínhamos a mesma consciência que temos atualmente.

Quero que você me entenda bem. A vida é um processo constante de aprendizado e evolução. A todo instante a vida nos dá OPORTUNIDADES de sermos pessoas melhores. À medida que vamos crescendo em sabedoria, nossas escolhas vão se tornando mais acertadas, mais serenas e consequentemente, nossa vida vai se tornando mais harmoniosa. Porém, para chegar a isso, é muito natural que no meio desse processo caiamos e erremos feio. E isso é absolutamente normal, é apenas resultado de uma natureza humana ainda não muito trabalhada.

Inclusive gosto muito de fazer a comparação com as esculturas. Somos como esculturas nas mãos de um escultor invisível que comanda todo esse universo, chame ele do nome que você quiser. Temos em nossa interioridade uma energia fabulosa, que pode ser transformada e trabalhada para atingirmos o equilíbrio e conquistarmos grandes coisas. Ao longo da vida vamos nos lapidando e essa lapidação se dá pelo AMADURECIMENTO.

O que nos leva a amadurecer são as experiências que acumulamos, sejam elas positivas ou negativas. Esse é outro ponto interessante. Lembra aquele ditado que diz: “Quem não aprende pelo amor aprende pela dor…”. É mais ou menos sobre isso que estou falando.

Temos dois tipos de experiências básicas que trazem amadurecimento. As primeiras são as vividas no amor, na paz, na harmonia, na serenidade. Todas elas nos ajudam a crescer sem SOFRIMENTOS. Essas experiências sempre estão vinculadas aos nossos sentimentos mais puros e verdadeiros. Quando escutamos a voz do nosso coração e sentimos que é nessa ou naquela direção que temos que seguir.

Perfeito! Essas experiências são maravilhosas e nos enchem de alegria. Porém, existem as experiências que surgem da falta de amadurecimento, que levando para a palavra mais adequada, são frutos da IGNORÂNCIA. A ignorância é a falta de sabedoria e discernimento. É somente através do AUTOCONHECIMENTO que podemos transformar ignorância em sabedoria, mas até conseguirmos isso, é natural passarmos por diversas situações dolorosas, como rupturas de relacionamentos, perdas de grandes amizades, perdas de emprego etc. Nessa hora que os “deverias” começam a surgir.

Normalmente acontece assim, sofremos por algo que queríamos que tivesse sido diferente. Pensamos “deveria não ter me relacionado com aquele rapaz…”, “deveria ter aceitado aquela proposta de emprego…”. “deveria ter estudado mais para aquela prova…”, “deveria ter falado para meu amigo o que sentia de verdade para não perdermos nossa amizade…”.

OK! “deveria”, mas não fez! Então? Vai ficar chorando pra sempre por causa disso? Essa é a questão. Você precisa entender que o fato de não ter feito o que seria mais sensato é exatamente não ter tido na época passada a mesma consciência e maturidade que você tem hoje. Só isso. A vida foi lhe ensinando e hoje você tem consciência que determinada atitude, reação, comportamento, sentimento etc. já não se encaixam mais na sua vida e no ser humano que você é HOJE. O passado é preciso deixar no passado.

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

Chico Xavier

Para acabar de vez com os “deverias”, você precisa entender uma das principais LEIS UNIVERSAIS, a lei da ACEITAÇÃO. Quando você aceita quem você é, com todas as suas qualidades e defeitos, sem julgamentos internos, eliminando as culpas, os remorsos, os ressentimentos e trabalhando as emoções, toda a sua vida ganha uma nova dinâmica. Essa mudança é adquirida aos poucos, é um exercício diário de aceitação. Quanto mais eu me aceito e aceito as situações, circunstâncias e escolhas, mais eu vou amadurecendo.

Aceitar é bem diferente de se ACOMODAR. Muitos confundem, mas são absolutamente diferentes. Aceitar é saber que você fez o melhor que pode naquele momento, se acomodar é ficar preso a determinada situação, ou escolha, ou meio de vida, sem nenhuma perspectiva de mudança futura. Percebe como é bem diferente?

Quero lhe encorajar a desenvolver a verdadeira ACEITAÇÃO, com sabedoria, como um propósito de melhora de vida.

Para concluir e ampliar essa reflexão, compartilho um excelente vídeo do terapeuta Luiz Gasparetto, que de certa forma me inspirou a escrever esse texto.

Reflita com carinho nestas palavras e no vídeo e acabe de vez com os “deverias”…

P.S. Infelizmente esse vídeo compartilhado foi retirado do ar tempos depois da publicação desse texto! 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A Pedra do Gêneses está bem aqui e agora

Por Isaias Costa

Raul

Neste texto, farei uma breve reflexão sobre uma das músicas mais geniais do Raul Seixas. A sua mensagem é transformadora na nossa vida se bem acolhida no coração. Trata-se da música “A Pedra do Gênesis”, do álbum lançado em 1988 que recebe o mesmo título. A letra completa com o vídeo estão logo abaixo:

“No fundo do oceano existe um baú
Que guarda o segredo almejado desde a aurora dos tempos
Por gênios, sábios, alquimistas e conquistadores
Eu conheci esse baú num estranho ritual reservado a poucos
Hoje eu posso enfim revelar que essa busca de séculos foi em vão”

A Pedra do Gênesis, a Pedra do Gênesis
Está bem aqui e agora, a Pedra do Gênesis
Você pode tocar

É a escada do seu velho sonho
Que vai dar sempre onde começou
É a chave do maior poder
Que não vale um chiclete
Que alguém mascou, mascou

A Pedra do Gênesis, a Pedra do Gênesis
Está bem aqui e agora, a Pedra do Gênesis
Você pode tocar

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Dalai lama: 80 anos de amor, compaixão e sabedoria

Por Isaias Costa

11707860_651916661609135_3623655858480341033_n

Hoje o mestre Dalai Lama está completando seus 80 anos de vida, e não poderia deixar de lhe prestar minha singela homenagem.

Como já falei por aqui outras vezes, ele foi, sem sombra de dúvidas, o ser humano que mais me ensinou o valor da compaixão, que é sentir a dor do outro como forma de tentar ajudar a saná-la.

Nós que queremos crescer em sabedoria, precisamos aprender a sermos mais compassivos. Essa é uma das virtudes humanas mais belas que existe e o mestre Dalai Lama nos ensinou isso durante toda sua vida e continua ensinando.

Foi também com o mestre Dalai Lama que aprendi a ter um respeito imenso por todas as religiões e por todas as diferenças que existem entre as pessoas.

Uma de suas mais belas frases é essa aqui, que muito provavelmente você já leu: “Qual é a melhor religião? Aquela que lhe faz ser alguém melhor…”.

Percebe a profundidade dessa frase? Se todos nós procurássemos vivê-la de fato, todos os imensos conflitos religiosos que vemos hoje deixariam de existir. Precisamos respeitar todas as religiões e crenças. Esse respeito deriva da ética universal que ele tão bem ensina a todas as pessoas no mundo todo.

Inclusive é essa a dica de livro que quero deixar a você hoje. Um dos melhores livros que já li na vida é de sua autoria, um livro chamado “Uma ética para o novo milênio”.

Esse livro é uma verdadeira obra de arte. Aprendi muito com ele e procurei por em prática na vida seus ensinamentos tão refinados e repletos de sabedoria. A ética é fundamental para que cresçamos em amor e consciência, e possamos de fato fazer a diferença nesse mundo.

A ética é um dos pré-requisitos básicos para que construamos um legado para a humanidade. Quero deixar um legado bonito de amor, paz, amizade, serviço, paz, compaixão etc. e sem dúvida, me mirando no exemplo vivo e verdadeiro desse senhor tão cativante, tenho certeza que esse legado que já estou construindo dará muitos frutos…

Enfim! Essa é minha pequena homenagem ao querido Dalai Lama. Muita saúde e paz a esse senhor que tem ajudado nosso planeta ser um pouquinho melhor e ajudado milhares de pessoas a encontrarem um sentido mais profundo para suas vidas.

Deixo você com uma pequena frase dele, proferida muito recentemente em suas palestras pelo mundo afora…

“Eu amo sorrisos e meu desejo é ver mais sorrisos, sorrisos verdadeiros, pois há muitos tipos – sarcástico, artificial, ou diplomático. Alguns sorrisos não despertam nenhuma satisfação, e alguns até mesmo geram desconfiança ou medo. Temos de criar as razões que fazem um sorriso autêntico aparecer e fazer mais sorrisos florescerem.”

Dalai Lama

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Torne-se um homem ou uma mulher de autoconhecimento

Por Isaias Costa

cap420

Vou fazer uma breve reflexão sobre a LIBERDADE, a partir das sábias palavras do místico oriental Osho. Infelizmente, vivemos em uma sociedade na qual a maior parte das pessoas é escrava e nem sequer consegue vislumbrar que a vida pode ser diferente e pode até se transformar em um mar de rosas se elas fizerem escolhas mais conscientes na vida, escolhas estas feitas no amor e na liberdade.

Leia suas palavras com bastante atenção…

“Um Homem com autoconhecimento não pode ser um Escravo, e não consegue fazer dos outros escravos. Não se consegue oprimir um Homem com Sabedoria, e um Homem Sábio não consegue oprimir ninguém. Não se consegue dominá-lo e ele não dominará. A Dominação simplesmente desaparece dessa dimensão. Tu não o consegues possuir e ele não consegue possuir ninguém. Ele será livre e ajudará outros a serem livres. Esta é uma dificuldade mais profunda do que a primeira. Tu consegues evitar a Sociedade, mas como é que vais conseguir evitar o teu próprio ego? Tu tens medo — porque um Homem Sábio simplesmente não pensa em termos de possessão, dominação, poder. Ele é inocente, tal como uma Criança. Ele gostaria de viver totalmente livre, e gostaria que os outros vivessem também totalmente livres.

=> Clique aqui para ler o texto completo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Retire todas as suas camadas de ignorância e medo

Por Isaias Costa

1294701797881_f

Esses dias li um texto muito bonito e reflexivo do palestrante e escritor Robert Happé. Farei uma breve reflexão a partir de uma passagem dele. Leia com bastante atenção!

É uma violação das Leis Universais presumir que se pode libertar o outro de seus erros. Só a própria alma pode fazer isso quando a personalidade pode perdoar a si mesma e melhorar suas ações. Cada um de nós evolui ou não. O desejo é a chave. Muitas pessoas desejam mudar, mas não querem fazer o trabalho necessário e permanecem nas mesmas condições por várias vidas, colhendo os resultados de sua inatividade repetidas vezes. É preciso que cada um de nós se lembre de que a jornada através de todas as nossas experiências neste mundo de dualidade é superar o conflito e a dor, mover-se além das polaridades para um mundo onde todos são reconhecidos como sagrados e preciosos.

Para que qualquer um alcance esse nível superior de ser e de viver, toda a negatividade precisa ser abandonada. Esse ensinamento e aprendizado simples foi distorcido e poluído com falsas informações por aqueles que buscam o poder sobre os outros. É preciso lembrar que o amor está em polaridade com a ausência de amor, que é o medo. E medo é escuridão. A ausência do amor precisa da luz para se tornar um com o entendimento, que é o amor. Quando aprendemos a amar tudo o que é sombra em nossas experiências diárias, a escuridão não pode mais existir. Não existem duas pessoas iguais, nós só precisamos trabalhar juntos em serviço para toda a humanidade.

Robert Happé

Nessas palavras, o Robert está nos falando sobre a IGNORÂNCIA e o MEDO. Infelizmente, a maior parte das pessoas vive mergulhada em um grau de ignorância tão devastador que nem conseguem perceber isso. É aquela velha questão de que o ser humano se acostuma com tudo, até mesmo com as desgraças e o aprisionamento da mente e da nossa capacidade de amar.

O amor é a dimensão que pode transformar a nossa vida e nos levar em direção a luz e a paz. Um dos venenos mais poderosos que nos impedem de alcançar a iluminação é a ignorância, que infelizmente até hoje tem sido plantada veementemente por muitas religiões e seitas.

Muitos buscam doutrinar as pessoas através do medo e também através de um prêmio no céu para os que vivem uma vida “correta”. Ora! Se você realmente de coração sincero buscar a sabedoria e a luz, vai perceber que existe alguma coisa errada naquilo que tentam nos ensinar.

Quase todos buscam nos ensinar a ideia de pecado, de erro, de castigo, de penitência, de sacrifício etc. etc. tudo isso com o único objetivo de nos escravizar a mente e o coração e deixar adormecido em nós nosso maior poder, a capacidade de amar.

Se estamos com medo de tudo, não conseguimos amar em plenitude e toda a nossa vida se transforma numa espécie de rascunho borrado. Não conseguimos sentir a vida em toda a sua plenitude.

A educação religiosa apela para o prêmio e castigo de Deus após a morte. Embora esses motivos externos devam ser tolerados temporariamente, eles são ineficientes para tornarem o homem realmente bom. Toda ideia de prêmio e castigo se baseia em egoísmo, e com motivos egoísticos não se pode educar e realizar o homem. Bergson, o filósofo francês contemporâneo, diz que as religiões detestam o egoísmo terrestre, mas recomendam o egoísmo celeste, porque argumentam com prêmio e castigo, com céu e inferno, para educar o homem.

Egoísmo não cura egoísmo, ainda que seja egoísmo póstumo.”

Huberto Rohden

Eu estou no firme propósito de escrever sempre que possível sobre isso e lhe fazer relembrar o que sempre esteve aí, dentro do seu coração, de uma maneira bem fácil de acessar, mas que foi obscurecido por uma monte de falsas verdades que introjetaram no mais profundo da sua mente.

É preciso todo um caminho e uma busca espiritual para dissolver essas falsas verdades e você finalmente compreender que dentro de você já existe essa luz, esse amor, essa dimensão cósmica que lhe conecta com todos os seres do planeta.

Eu estou em um processo constante de crescer em amor e quero levar você junto comigo, levando um pouquinho de luz para o seu coração.

Gosto de associar a busca por autoconhecimento com uma cebola. Você precisa retirar todas as camadas de ignorância que lhe impedem de enxergar de uma forma mais profunda. A cebola é constituída de muitas camadas bem próximas umas das outras. Assim é também o nosso ser. Lá no mais profundo de nós existe o EU INTERIOR só esperando para ser acessado, mas só é possível acessá-lo depois de eliminar todas essas camadas de ignorância e medo.

É preciso coragem e assumir riscos. Tenho certeza que alguns dos que estão lendo esse texto agora já estão há algum tempo cheios de questionamentos interiores, mas que estão com medo do que os outros podem pensar a respeito.

Alguns podem estar pensando mais ou menos assim: “Se eu abandonasse a minha religião, o que os meus amigos iriam pensar de mim, ou a minha família… Talvez muitos devam achar que eu estou me perdendo…”.

O que é se perder? Já se perguntou isso? Eu já! Quando deixei a religião que eu seguia, muitos achavam que tinha me perdido, mas na realidade só me encontrei depois de ter tomado essa atitude corajosa. Eu não fazia a menor ideia do que eu queria e o que estava fazendo inserido na religião que estava.

Mas, enfim, estou falando apenas da minha experiência. Você não precisa abandonar sua religião para encontrar o seu eu interior, deve apenas escutar o seu coração e aprender a amar incondicionalmente, e esses aprendizados só são acessados olhando para dentro de você mesmo. Ninguém do lado de fora pode lhe ensinar isso, apenas você, só você pode acessar essa dimensão, por isso que falo sobre as religiões, porque definitivamente você não precisa delas para acessar esse conhecimento que já existe dentro de você.

É preciso vibrar essa energia do amor em tudo que você for fazer, desde o amanhecer do dia às mínimas atividades do cotidiano. Quanto mais você vibrar essa energia, mais sua vida vai se tornando iluminada, e mais o medo e a ignorância vão perdendo o espaço em você, porque diariamente você vai em direção a essa luz, sem ouvir os muitos ruídos das mentiras que tentam impor para você.

E é interessante dizer que esse é um caminho sem volta. Quanto mais você busca iluminar sua vida e seu caminho, não há mais necessidade de olhar para trás. Fé é isso! Você só consegue olhar para frente. Essa é uma experiência fabulosa e nenhuma palavra consegue expressar isso com tanta eloquência do que a própria vida. Portanto, vou ficando por aqui, porque minhas palavras não podem acessar essa dimensão que só a vida pode mostrar.

Quer experimentar isso? Aquiete o seu coração! Leia esse texto novamente e busque muitas outras coisas pela internet. Há muita informação boa por lá!

Se você estiver disposto a crescer espiritualmente, você chegará exatamente ao conhecimento que precisa chegar. Acredite! É assim com todos que estão dispostos a adentrar esse universo…

Desejo muito amor e muita luz na sua vida!

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized