Arquivo do mês: agosto 2015

O que é ser uma pessoa religiosa?

Por Isaias Costa

Prayer

Outro dia eu estava lendo as inspiradoras palavras do grande filósofo Baruck Espinosa e fiquei refletindo sobre os inúmeros conflitos religiosos que em pleno século XXI continuam acontecendo em igual intensidade ou até de forma mais violenta que nos séculos passados.

Precisamos refletir profundamente sobre isso e mudarmos de atitude e, acima de tudo, de mentalidade.

Seguem abaixo as suas palavras! Leia com bastante atenção:

“Inúmeras vezes fiquei espantado por ver homens que se orgulham por professar a Religião cristã, ou seja, o amor, a alegria, a paz, a continência e a lealdade para com todos, combaterem-se com tal ferocidade e manifestarem cotidianamente uns para com os outros um ódio tão exacerbado que se torna mais fácil reconhecer a sua fé por estes do que por aqueles sentimentos. De fato, há muito que as coisas chegaram a um ponto tal que é quase impossível saber se alguém é cristão, turco, judeu ou pagão, a não ser pelo seu vestuário, pelo culto que pratica, por frequentar esta ou aquela igreja, ou finalmente porque perfilha esta ou aquela opinião e costuma jurar pelas palavras deste ou daquele mestre.”

Baruck Espinosa

**********

Estas palavras são muito verdadeiras. Elas vêm nos falar sobre a nossa visão ainda extremamente limitada de confundir a religião com a prática das grandes virtudes, são em inúmeros casos antagônicas. Eu posso não professar uma religião e desenvolver as maiores virtudes que um ser humano é capaz de desenvolver como a humildade, a paciência, a tolerância, a generosidade, a compaixão, a benevolência, o desapego etc. E posso também professar fervorosamente uma religião e ter em minha interioridade um mar de sentimentos e contra virtudes como ódio, vingança, orgulho, vaidade, prepotência e por aí vai. É sobre isso que o Espinosa está falando nesse pequeno texto.

Em outras palavras, religião nenhuma jamais será garantia de boa conduta. Muitas vezes, as pessoas que se dizem ateias ou que não professam religião nenhuma, possuem uma conduta muito mais honesta e ética que outras pessoas religiosas convictas.

Quero lhe levar a refletir sobre isso buscando uma mudança de postura, primeiro colocando no fundo da sua mente que nenhuma religião é detentora de uma verdade suprema, nenhuma! Pelo fato de estarmos no Brasil, onde a religião mais professada é a cristã católica, é muito comum ouvirmos os cristãos mais ferrenhos repetirem as palavras de Jesus:

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao pai senão por mim…”.

Então interpretam essa passagem maravilhosa e repleta de significado ao pé da letra, sem entenderem o que realmente o mestre Jesus quis nos dizer com ela. Ele era um ser iluminado e transcendente. Quem busca um entendimento mais profundo das palavras dos grandes mestres, sabe muito bem que Jesus não pronunciou essas palavras para falar da sua pessoa de carne e osso, mas do caminho que era proposto por ele para uma mudança de vida. Se você conseguir compreender isso a partir desse texto, tenho certeza que sua consciência se expandirá e você passará a enxergar as religiões e os grandes mestres com outros olhos.

Escrevi outro texto detalhando bem mais isso, recomendo que você leia. Essa passagem tem muitos detalhes escondidos nas entrelinhas. Segue o link abaixo:

Ninguém vem ao pai senão por mim

A outra reflexão incrível que se tira dessas palavras é sobre as roupas. Inclusive eu vou deixar como sugestão para você um documentário muito inteligente que fala sobre a enganação que é feita às pessoas a partir da simples mudança das roupas.

Nesse documentário, chamado “Kumaré”, o personagem principal é um homem comum que se fantasia com umas roupas típicas dos gurus indianos e cria uma série de orações e mantras para fazer uma espécie de experiência para conquistar fiéis para a sua seita.

O filme mostrou o quanto foi fácil ele enganar muitas pessoas e ser visto como alguém espiritualizado só por causa das roupas e da voz mansa.

Percebe? É muito fácil julgarmos alguém apenas pela aparência e o Espinosa vem nos alertar sobre isso. Muitas vezes, aquelas pessoas que no dia a dia se vestem de uma forma simples, não tem uma boa oratória, seguem suas vidas de forma comum e voltada apenas para a família, são as que, no silêncio das suas atitudes, promovem mais elevação da consciência das pessoas.

Portanto! Fique atento. Termino esse texto com um questionamento. Para você? O que é ser uma pessoa religiosa? Responder a esse questionamento de coração pode fazer a sua vida dar um imenso salto de qualidade… Pense sobre isso…

* Sugestão de leitura

Experiências religiosas

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Não se apegue a bolhas de sabão

Por Isaias Costa

2zrjjeq1

Infelizmente, em nossa sociedade atual, a maior parte das pessoas se apega às coisas mais triviais e passageiras possíveis, e por conta de todo esse apego, acabam sofrendo em demasia, se estressando, ficando doentes, infelizes, e lá na frente acabam se lamentando por terem passado a vida inteira correndo atrás daquilo que não preenche de fato o nosso coração.

Vou fazer uma breve reflexão sobre o desapego a partir das sábias palavras do místico oriental Osho. Leia com bastante atenção.

“Você pode estar muito apegado a seu poder e posição, mas eles são como bolhas de sabão. Hoje eles estão aqui; amanhã eles não deixarão nem um traço. (…)

Todas as nossas posições, todos os nossos poderes, nosso dinheiro, nosso prestígio, respeitabilidade são todos bolhas de sabão. Não fique apegado a bolhas de sabão; senão, você estará em contínua miséria e agonia. Essas bolhas de sabão não se importam por você estar apegado a elas. Elas continuam estourando e desaparecendo no ar e deixando-o para trás com o coração ferido, com um fracasso, com uma profunda destruição de seu ego. Elas o deixam triste, amargo, irritado, frustrado. Elas transformam sua vida num inferno.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O destemor nos torna livres

Por Isaias Costa

o-mindfulness-practice-facebook-1

Eu já falei em diversos textos que, para mim, nada supera a sensação de ter LIBERDADE. Minha alma sempre ansiou por isso e a cada dia me sinto livre para ser quem eu sou, com alegria e autenticidade.

Muitas pessoas querem se tornar livres, mas não conseguem devido ao maior de todos os empecilhos, o MEDO. Neste texto farei uma breve reflexão sobre o antídoto para o medo, que se chama CORAGEM, é ela que nos torna livres. Quanto mais corajosos nós somos de seguirmos a nossa alma, mais livres nos tornamos…

“Coragem não é apenas possível, é a derradeira alegria. Quando você toca o destemor, você está livre. Se eu estou em um avião e o piloto anuncia que o avião está prestes a falhar, vou praticar respiração consciente. Se você receber más notícias, espero que você vá fazer o mesmo. Mas não espere por um momento crítico chegar para você começar a praticar a transformar o seu medo e viver conscientemente. Ninguém pode lhe dar coragem. Mesmo se o Buda estivesse sentado bem aqui ao seu lado, ele não poderia dar isso a você. Você tem que praticar e realizar você mesmo. Se você fez da prática de mindfulness um hábito, quando surgirem dificuldades, você saberá o que fazer.”

Thich Nhat Hanh

Eu achei essa frase no monge Thich Nhat Hanh perfeita, porque ele coloca como exemplo uma situação limite. Não há uma situação que possa nos deixar com mais medo de morrer do que um avião que está prestes a cair.

Ele deu esse exemplo de propósito, para dizer às pessoas o quanto a prática meditativa pode ir longe. Ao praticar a mindfulness, que significa ATENÇÃO PLENA. Você concentra toda a sua energia e pensamentos no momento presente, naquilo que você está fazendo AGORA. Viver o agora em plenitude nos torna livres. Basta observar os animais na natureza e todos os seres vivos que nela habitam. Todos eles vivem apenas o hoje, e por isso, têm uma harmonia absolutamente impressionante com tudo.

Em um passado muito distante, nós também já tivemos essa harmonia com a natureza. O que mudou? Mudou a nossa maneira de encarar a vida. Pouco a pouco o estresse foi tomando conta do ser humano, preocupações quanto ao futuro e mágoas com o passado fizeram com que ele se deslocasse do agora para o que não existe, o futuro miragem e o passado história.

Para viver o AGORA é preciso CORAGEM e . Acreditar que você está vivendo o melhor possível e prestando atenção na estrada que está trilhando. Praticar uma meditação, um Yoga, Thai Chi Chuan, relaxamentos, ou mesmo orações, pode ajudar muito a sentir a vida acontecendo a cada segundo. Todas essas práticas nos transportam para o AGORA, por isso que recomendo com tanta ênfase, porque vale a pena. Depois que passei a meditar todos os dias, mesmo que por alguns minutos, minha vida se transformou. Hoje sou muito mais feliz e esse sentimento só cresce mais e mais a cada dia.

Desejo o mesmo a você que me lê agora. Digo como o mestre Thich Nhat Hanh, se você transformar a atenção plena em um HÁBITO, sempre que as situações limites ou críticas surgirem, você saberá o que fazer. Mas como ele mesmo diz, não adianta apenas ler a respeito e ficar por isso, é preciso praticar. Vamos praticar?…

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Não seja tolo meu rapaz!

Por Isaias Costa

matrix

Uma das músicas mais famosas do Raul Seixas é uma espécie de norte para todos os que são “raulseixistas”, a “Ouro de tolo”. Sua letra incrível só é verdadeiramente vivenciada pelas pessoas que fogem da mediocridade e buscam a transcendência, através da espiritualidade e do conhecimento das grandes sabedorias.

O Raul buscou essas grandes sabedorias e se tornou um mito. Seu nome jamais será esquecido e ele continuará influenciando tantas pessoas como eu e você que me lê agora.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Ser amável não é ser agradável

Por Isaias Costa

Nesse texto eu vou falar sobre um tema que acaba afligindo muita gente, a sutil e importante diferença que existe entre ser AMÁVEL e ser AGRADÁVEL. Esses comportamentos são muito diferentes, e quanto mais cedo você aprender a ser amável de verdade, mais a sua vida dará um salto de qualidade.

O que é ser amável? É você ter no seu coração o desejo profundo de fazer o bem às pessoas e agir com compaixão, porém, sem JAMAIS deixar de ser você mesmo, sem JAMAIS se desconectar da sua essência. É exatamente nesse ponto que muitas pessoas não conseguem pôr em prática na vida essa amabilidade. As pessoas que buscam ser agradáveis se esforçam para agirem com amor, com carinho, com dedicação, porém, é comum elas se ANULAREM, ou seja, elas deixam de ser elas mesmas para serem recebidas pelas outras como “boazinhas”, inclusive até já falei outras vezes aqui que ser “bom” é absolutamente diferente de ser “bonzinho”.

Quero aproveitar essa reflexão para compartilhar um dos vídeos que mais me fez refletir de forma profunda sobre isso, esse é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores vídeos já publicados pelo jornalista e radialista Flávio Siqueira. Escute com bastante atenção e abertura de mente. Garanto a você que se você conseguir absorver a mensagem transmitida por ele, sua vida vai começar a mudar e você de fato passará a se tornar amável…

Eu falo isso para você lembrando do meu passado, eu já fui um cara que buscava ser o “legalzinho” para tentar agradar todo mundo, e o resultado disso tudo é que eu não era amado de verdade por ninguém, a começar por mim, logicamente. Quem tenta ser agradável para todos mostra na realidade ter diversas CARÊNCIAS EMOCIONAIS. Eu era carente afetivamente e tentava suprir essa carência sendo bonzinho, grande engano! O que supre na raiz essa carência se chama AMOR PRÓPRIO. Eu fui aprendendo a me valorizar de verdade e entendendo que ninguém, absolutamente ninguém consegue agradar todo mundo. Saber disso é um libertação, tira de você um peso completamente desnecessário que você insiste em carregar pela falta desse AUTOCONHECIMENTO. Escrevi tempos atrás um texto bem mais detalhado sobre isso, recomendo que você o leia, pois a sua mensagem complementa de forma muito interessante a ideia transmitida nesse texto que você lê agora, o link está logo abaixo.

O risco de querer agradar a todos

Há muito mais a ser falado sobre esse tema, mas vou deixar as reflexões com você agora. Que você consiga introjetar no mais profundo do seu ser que precisamos ser amáveis, e não nos preocuparmos em sermos agradáveis. Pois sendo amáveis, nos tornamos agradáveis para aquelas pessoas que vibram de uma forma parecida com a gente, e isso é que é o importante…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized