Arquivo do mês: setembro 2015

Use as palavras para chegar ao coração das pessoas

Por Isaias Costa e Thiago Rebouças

cronica-duas-palavras-um-corac3a7c3a3o-mil-sentmineots

Nesses últimos dias eu estive refletindo bastante sobre o poder imenso que as nossas palavras têm, tanto para o bem quanto para o mal. O fato de o nosso país estar passando por uma crise leva muita gente a ter um astral mais pessimista, o que muitas vezes acaba se revelando na forma de falar e se comunicar.

Lendo as mensagens no facebook, encontrei um pequeno texto muito bonito do meu querido amigo Thiago Rebouças que falava sobre esse poder das palavras. Eu penso de forma muito parecida com ele em relação a isso, então fiz questão de compartilhar com vocês…

*****************

“As palavras podem ter um efeito muito maior do que se possa imaginar. Da mesma forma em que elas abençoam, poetizam, e tornam melhor o estado de alguém, do contrário, elas podem ferir, magoar e em dimensões mais profundas, pode destruir por completo a autoestima de uma pessoa.

Saiba que toda palavra que não é precedida de amor, é cortante no coração e geralmente causa a dor mais aguda que existe. Não ache que dizer tudo que vem a sua mente, ou não ficar calado diante das situações, é algum tipo de vantagem. Não é que não possa ser dito, a questão gira em torno de como é dito.

Você (e eu me incluo nisso) precisa aprender a abordar as pessoas, não é gritar, é conversar. Não é julgar, é mostrar como pode ser o certo. É não esquecer que muitas brincadeiras acabam machucando. Utilize o recurso da palavra para aproximar, para atravessar mares e chegar ao coração de alguém.

As pessoas que se amam, se entendem muito melhor, portanto, se o seu coração estiver cheio de raiva e em tempestade, escolha o silêncio. O silêncio tem o poder de filtrar o veneno do que pode ser dito. Não cuspa ou vomite as palavras, tenha zelo e responsabilidade por elas, pois é nessa hora que as balas se transformam em flores.”

 Thiago Rebouças

*****************

Meu desejo é de cada vez mais chegar ao coração das pessoas em tudo o que fizer e em tudo o que escrever. As palavras escritas têm esse poder e por saber disso, vejo o quanto faz sentido essa frase do final do seu texto: “tenha zelo e responsabilidade por elas, pois é nessa hora que as balas se transformam em flores”.

Eu tenho recebido feedbacks muito bonitos dos leitores do blog muito por causa disso, tenho muito cuidado com todas as palavras que escrevo e antes de publicar um texto novo, sempre penso em como as pessoas do outro lado da tela vão recebê-lo, mesmo quando tenho que escrever sobre temas mais pesados, busco escrever de uma forma que não venha a ferir ninguém, isso faz toda a diferença, porque é desta forma que criamos conexão, mesmo com pessoas tão distantes e que nunca me verão ou conversarão diretamente comigo. Percebe como isso é fantástico?

No nosso dia a dia pode ser da mesma forma ou até muito melhor. Antes de abrirmos a boca para falarmos qualquer coisa, precisamos nos questionar se tais palavras vão atingir o coração de alguém, se sabemos que não vão, nessa hora a melhor coisa é a busca do SILÊNCIO.

O silêncio é um dos grandes aliados da sabedoria. Nós só podemos desenvolver a sabedoria se soubermos identificar quando é hora de falar e quando é hora de silenciar, mas não se trata de silenciar como uma omissão, nada disso, é o silenciar para não criar nenhum tipo de divisão.

Esse foi um detalhe muito interessante do texto do Thiago, o silêncio que decorre da omissão é fruto do MEDO e da FUGA. Se você prestar muita atenção, quem silencia quando precisa falar algo que seja importante são as pessoas que, ou tem muito medo no coração, ou não querem se responsabilizar pela situação na qual estão inseridas.

Mais uma vez eu volto ao ponto do CAMINHO DO MEIO. Falar é muito importante, mas falar na hora certa, para a pessoa certa e do jeito certo.

Nós só poderemos agir dessa maneira na maioria das nossas situações se buscarmos essa sabedoria que decorre do processo de AUTOCONHECIMENTO.

Portanto, busque crescer em amor e consciência, que desta forma, garanto a você, as palavras que brotarão do seu interior serão cada vez mais cheias de luz e de verdade. E certamente atingirão o coração de pelo menos uma pessoa. Não tenha dúvidas disso! Experimente e você será prova viva do que estou colocando aqui…

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

A diferença entre empatia e simpatia

Por Isaias Costa

empatiaxsimpatia2

Existem duas palavras muito parecidas, porém, com significados completamente diferentes, EMPATIA e SIMPATIA. Outro dia eu assisti a um vídeo bem curtinho que falava sobre essa diferença com maestria, ao final desse texto vou deixar o link para que você o assista.

A empatia é bem mais profunda que a simpatia. Ser empático é olhar para o sofrimento do outro e se colocar no lugar desta pessoa, imaginar a dor e o sofrimento que ela está sentindo como se fosse com a gente.

Há um detalhe muito importante aqui! A pessoa empática de verdade desenvolve pouco a pouco a ARTE DE OUVIR, algo tão raro no mundo de hoje. Todos querem falar, falar e falar, mas poucos se mostram abertos para simplesmente ouvir sem ficar “dando pitaco” o tempo todo!

As pessoas simpáticas são assim, e acho engraçado que eu já fui essa pessoa simpática. Elas têm dificuldade de se colocar no lugar dos outros e desta maneira, não criam essa conexão que faz tão bem. Existe um distanciamento, sabe? Muitas pessoas simpáticas são agradáveis, têm boa índole, mas normalmente elas ficam fechadas nos seus mundos e não criam conexões mais profundas com as outras pessoas.

Essas são as pessoas simpáticas, agora as empáticas têm mais sensibilidade para ouvir com atenção as dores alheias, sem ficarem dizendo “faça isso!”, “faça aquilo outro!”. Elas dizem: “Não sei o que dizer! Posso te dar um abraço?”. Percebe a diferença? Essa atitude é terapêutica! Gera conexão e amor, além disso, gera elos de confiança.

Ao ser empático, a probabilidade de se fazer amigos sinceros e que durem por anos ou mesmo uma vida inteira, é muito maior, porque houve essa CONEXÃO DE AMOR, que acontece pela união de corações com sentimentos parecidos, que vivenciaram dores parecidas e entendem o outro não como alguém distante, que vive num mundo separado. Não! A empatia nos leva a concluir que a dor do outro quase sempre também foi vivida por nós e isso nos põe em pé de igualdade, entende? Tira de nós esse orgulho de se achar melhor. Essa compreensão é incrível e transformadora.

Se quiser ler um pouco mais sobre isso, compartilho outro texto no qual aprofundei esse tema da EMPATIA. Vale a pena a sua leitura! E não deixe de assistir a esse vídeo logo abaixo, porque além de claro e objetivo, ainda é super engraçado…

A prática da empatia

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Recebi do blog Reflexões e Angústias a nomeação para VERSATILE BLOGGER AWARD

Por Isaias Costa

versitle-blogger-bw

O blog Para além do agora, como talvez alguns dos leitores já saiba, surgiu das muitas conversas com a minha mãe. Antes de começar a escrever nele eu pensava em colocar um nome que fosse “a minha cara” e fosse interessante, filosófico, chamativo, então minha mãe teve esse insight e me disse depois do almoço em família.

Assim que ela falou eu respondi: “Esse será o nome do blog! E tenho certeza que fará bem à muita gente…”.

Contei essa historinha sobre o blog em agradecimento a uma iniciativa que me deixou imensamente feliz.

Recebi uma nomeação para o VERSATILE BLOGGER AWARD (Prêmio Blog Versátil – VBA) da Silvia Souza, que escreve no blog Reflexões e Angústias e este texto é a minha sincera resposta de gratidão por essa verdadeira corrente do bem que se cria através dos blogueiros…

Vamos então para as regras do VBA.

  1. Agradeça o blogueiro que te indicou.
  2. Inclua em seu post um link de volta ao Blog que o indicou.
  3. Nomeie 15 blogueiros que você descobriu recentemente ou que você siga regularmente.
  4. Avise os blogueiros que foram indicados.
  5. Compartilhe 10 fatos sobre si mesmo.
  6. Adicione a imagem do prêmio Versatile Blogger Award no seu post.

10 fatos sobre mim

  1. Sou um rapaz bastante sincero, um pouco tímido, versátil, como o próprio VBA sugere! hehe. Adoro ouvir os outros e me transportar para os seus mundos.
  2. Sou professor de Matemática e Física e de vez em quando me atrevo a dar umas aulas de Química também, apesar de não ser o meu forte. O engraçado é que tendo formação na área das exatas, escrevo sobre temas completamente diferentes: amor, relacionamentos, espiritualidade, mudança de vida etc.
  3. Amo ler, desde criança essa sempre foi uma paixão, e gosto de me aprofundar em tudo que leio e de ler sobre os mais diversos temas, mas gosto de ler, acima de tudo, sobre espiritualidade e autoconhecimento.
  4. Já sonhei em ser um montão de coisas diferentes, como astronauta, dublê de filmes, cantor, biólogo, geógrafo, pesquisador em Física, neurologista e uma série de maluquices. Hoje sou professor e aspirante a escritor (quem sabe até internacional, não é? rsrsrs).
  5. Estou no momento fazendo uma Pós-Graduação na área de Psicanálise e estudando coisas bastante complexas relacionadas à mente humana. Dentro de pouco tempo os leitores terão a alegria de ler textos cheios de reflexões sobre a mente não apenas do Físico Isaias, mas também do Psicanalista Isaias.
  6. Sou um sonhador nato, acredito que o planeta Terra pode se tornar um paraíso e a humanidade crescer em níveis de consciência muito superiores aos que se verifica hoje.
  7. Esses sonhos me motivam a escrever quase que diariamente e me ver como um agente que pode contribuir nessa mudança e crescimento das pessoas.
  8. Sou muito simples e as pequenas coisas da vida são as que mais me encantam. Às vezes basta uma pequena caminhada pela praia para fazer o meu dia ter a sensação de que foi incrível…
  9. Procuro ser uma pessoa um pouquinho melhor a cada dia, sei que tropeço bastante pelo caminho, mas sempre vou dormir com a consciência de que fiz o melhor que eu pude e toquei o coração de pelo menos uma pessoa.
  10. Apesar de me relacionar bem com as pessoas, tenho poucos amigos, talvez porque minha sinceridade assuste alguns. Meu lema no dia a dia é me unir a pessoas que me ajudem a ser alguém cada vez melhor e isso naturalmente leva a uma seleção criteriosa dos amigos mais próximos. Mas quem sabe algum de vocês que esteja me lendo se torna mais um dos meus amigos, não é?

Nomeação dos 15 Blogueiros/Blogs

  1. Um dos meus blogs favoritos é o do meu amigo Flávio Siqueira. Admiro muito a sua simplicidade e seu trabalho totalmente voluntário na Webradiovagalume. Essa sua atitude me inspira a servir de coração a todos aqueles que me procuram pedindo alguma ajuda.
  2. O blog Universo Natural me ajuda a mergulhar fundo no autoconhecimento com lindas reflexões de grandes espiritualistas e escritores.
  3. O blog Ventos de Paz também está entre os meus favoritos. Seus textos são de uma profundidade que às vezes me fazem passar o dia inteiro refletindo.
  4. O blog Sobre a vida, do Frederico Mattos também é uma maravilha. Aprendi muito sobre relacionamentos amorosos com esse rapaz que é um expert nesse assunto e tem um trabalho muito bonito como psicólogo.
  5. O blog do Leonardo Boff também faz parte das minhas leituras mega reflexivas e que propõem uma elevação da consciência. Eu sempre digo para os meus amigos que quando eu ficar mais velho, quero me tornar um senhor tão sábio quanto ele. Sei que ele é uma grande referência pra muita gente, mas não custa nada sonhar alto não é? rsrsrs
  6. O blog Dharmalog também me promove reflexões muito profundas sobre a vida e principalmente a meditação. Esse blog tem textos fantásticos que falam sobre meditação. Para quem gosta de meditar, esse blog é um dos melhores que eu conheço.
  7. Este é um site, mas vale a pena falar porque admiro muito o seu editor, que é o Victor Lisboa. A gente ainda não se conhece pessoalmente, mas eu tenho uma vontade danada de conversar com ele, pois a gente pensa muito parecido em quase tudo. O seu site é o Ano Zero, um site incrível e cheio de artigos memoráveis…
  8. Um blog que tem textos mais filosóficos e voltados para o desenvolvimento pessoal e empreendedorismo bem bacana é o Estrategistas.
  9. Para quem gosta de Psicanálise, o blog do Lucas Nápoli é excelente, pois ele fala de temas bem complexos com uma simplicidade muito grande, ele faz todos os que leem amar a Psicanálise.
  10. Esse é um blog bem conhecido, mas não posso deixar de falar dele, pois o seu idealizador é um rapaz muito inteligente e escreve divinamente bem, estou falando do blog Psicologia MSN e do Prof. Felipe de Souza. Ele escreve diariamente textos muito profundos e reflexivos…
  11. Outro blog que gosto muito e também é voltado para o autoconhecimento é o da minha amiga Mariangela Barreto, seu blog se chama O despertar de uma alma.
  12. Um blog fantástico que fala sobre diversos temas é O mundo de Gaya e sempre leio as novas postagens.
  13. O blog Despertar Coletivo também está entre os meus favoritos. Aprendo muito com os seus textos quase diários.
  14. Um blog especial é o Observar e Absover, do grande Eduardo Marinho. É vendo seres humanos tão incríveis quanto ele que me mantenho na esperança de que esse mundo pode se tornar melhor. Ele é um exemplo de humildade e de simplicidade. Aprendi e continuo aprendendo muito com ele…
  15. Também gosto muito do blog do terapeuta André Lima, que trabalha a terapia da EFT, também chamada de Acupuntura sem agulhas. Seus textos são muito profundos e reflexivos, nos ajudam a mergulhar fundo dentro de nós mesmos…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O que tem te incomodado?

Por Isaias Costa

3820640b4a24659fa8daedfbbc4d5c9d

Eu adoro conhecer a raiz das palavras e hoje quero lhe levar a refletir junto comigo sobre uma palavra que tem muito coisa a ser dita, a palavra INCÔMODO.

O que ela significa? Ela tem origem na palavra cômodo, que é um espaço no qual eu me acomodo, relaxo, ou permaneço por determinado tempo. Se algo me incomoda é porque esse algo foi para dentro de mim e ocupou um espaço que era o meu cômodo, e ao entrar desequilibrou tudo e retirou a minha paz.

Percebe como é interessante a raiz dessa palavra? Se alguma coisa está me incomodando é porque ela não faz parte daquilo que sinto e que acredito, mas que eu não tenho forças suficientes ou coragem suficiente para mandar embora. Em outras palavras, quanto eu menos me conheço, mais abro espaço dentro de mim para que algo me incomode.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma revolução espiritual

Por Isaias Costa

hqdefault

O mestre Dalai Lama, em seu livro “Uma ética para o novo milênio”, explica que para mudarmos os rumos do mundo para melhor é necessário haver uma revolução espiritual, o que concordo plenamente. Transcrevo uma pequena parte deste livro no qual ele fala sobre isso:

“A meu ver, nossa ênfase excessiva em ganho material reflete a suposição de que aquilo que se pode comprar é capaz de, por si só, nos proporcionar toda satisfação que esperamos. Entretanto, por natureza, a satisfação que o ganho material nos oferece está limitada aos sentidos. Isso seria ótimo se nós, seres humanos, fôssemos iguais aos animais.

Porém, dada a complexidade de nossa espécie- em especial o fato de termos pensamentos e emoções, bem como a capacidade de imaginar e de criticar-, é óbvio que nossas necessidades transcendem o que é meramente sensual. A ansiedade, o estresse, a confusão, a insegurança e a depressão que prevalecem entre aqueles cujas necessidades básicas foram satisfeitas são uma clara indicação desse fato.

Nossos problemas, tanto aqueles que enfrentamos exteriormente –como as guerras, os crimes e a violência – quanto os que enfrentamos interiormente – nossos sofrimentos emocionais e psicológicos -, não podem ser solucionados enquanto não cuidarmos do que foi negligenciado.

O descaso pela dimensão interior do homem fez com que todos os grandes movimentos dos últimos cem anos ou mais – democracia, liberalismo, socialismo- tenham deixado de produzir os benefícios que deveriam ter proporcionado ao mundo, apesar de tantas ideias maravilhosas.

Uma revolução se faz necessária, com toda a certeza. Mas não uma revolução política, ou econômica, ou mesmo tecnológica. Já tivemos experiências demais com todas elas durante o último século para saber que uma abordagem meramente externa não basta. O que proponho é uma revolução espiritual.”

            Essa reflexão do Dalai Lama é extremamente profunda. Eu penso no que ele falou da seguinte forma, se já foram feitas revoluções políticas, econômicas e tecnológicas e o mundo continua em profundo desequilíbrio, não adianta continuar seguindo por esse caminho, porque tudo vai continuar do mesmo jeito ou até piorar, concorda?

Nessa hora, sempre me vem em mente a célebre frase do grande Albert Einstein e que não me canso de repetir: “Insanidade é fazer sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. É isso que vem acontecendo no mundo inteiro por séculos e séculos, as pessoas ainda não aprenderam a se voltar para dentro delas mesmas na busca espiritual, no crescimento interior. Se assim o fizessem, nosso mundo certamente seria bem mais equilibrado.

Porém, o Dalai Lama tocou em uma questão crucial e impede que isso aconteça, a enorme ênfase dada aos ganhos materiais, que só preenchem nossos desejos sensoriais, mas jamais preenchem o nosso interior, o dinheiro e o poder não conseguem alimentar a nossa alma, ela só pode ser alimentada com espiritualidade. Assim como os alimentos nutrem o corpo, a espiritualidade nutre a alma, e nós só podemos atingir o equilíbrio quando o corpo, a alma e o espírito estão nutridos com o alimento certo, entende? Muitos querem nutrir a alma com dinheiro, e o resultado se reflete pelo mundo afora: guerras, desamor, competições, ódios, vinganças etc.

É possível mudar essa história! Como? Faço minhas as palavras do grande Dalai Lama, ele sempre fala em suas conferências que mudamos o mundo a partir da nossa mente e da responsabilidade universal, ou seja, cada indivíduo deve fazer a sua parte com o bem, deve procurar ao máximo ser bondoso, compassivo, altruísta, mas se isso não for possível, que pelo menos não faça o mal. Eu acabei de descrever em poucas palavras a base das práticas budistas, que admiro profundamente. Lembre-se sempre: “Se você não pode fazer o bem a alguém, que pelo menos não faça o mal”. Isso é espiritualidade! O que estou falando aqui transcende a esfera religiosa, está no campo dos princípios humanos e da ética. Quero aproveitar para deixar essa belíssima sugestão de leitura, o livro “Uma ética para o novo milênio”, do Dalai Lama, foi este livro que me inspirou a escrever esse texto.

Busquemos crescer na espiritualidade! Eu acredito profundamente que essa é verdadeiramente a revolução que esse mundo precisa para atingir o equilíbrio. Pense sobre isso…

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Não confunda familiaridade com compreensão

Por Isaias Costa

pequeno principe

Farei uma breve reflexão a partir de algumas palavras muito bonitas do escritor Victor Lisboa que li outro dia. Era um pequeno texto no qual ele falava sobre a profundidade que é o outro e no quanto tentar compreendê-lo pode ser enriquecedor…

****************

“A gente costuma confundir familiaridade com compreensão, e esse talvez seja todo o problema. Podemos estar familiarizados com alguém, mas ainda assim não ter compreendido sequer um milésimo de quem aquela pessoa realmente é. Conheço casais que estão casados há mais de uma década, mas que ainda assim se estranham continuamente, rivalizam, brigam, ressentem-se um do outro.

Criaram familiaridade entre si, mas jamais expenderam verdadeiro esforço para compreender um ao outro. E isso porque a compreensão requer um tipo diferente de sensibilidade, uma abertura para sentir e aceitar a outra pessoa sem qualquer julgamento baseado nas nossas próprias experiências e opiniões, uma capacidade de se colocar no lugar do outro e perceber o mundo tal como ele percebe, moldado por seus medos e seus sonhos.

A familiaridade vem da convivência, mas a compreensão vem da capacidade de silenciar nosso próprio ser para que o outro possa expressar-se com total liberdade. Quando você compreende alguém dessa maneira, é impossível não amar essa pessoa. Quando você compreende alguém dessa forma, é impossível tê-la como inimiga. E quando duas pessoas se compreendem mutuamente, o elo que as une é verdadeiramente indissolúvel, pois não surge do convívio nem de promessas: o elo entre elas se estabelece naquele ponto profundo no coração humano em que todos nós, ao nos machucarmos e ao sermos amados, sentimos da mesma maneira, pois ali somos todos iguais.”

Victor Lisboa

******************

Essas suas palavras são de uma profundidade impressionante. Pouquíssimas pessoas conseguem de fato compreendê-las, porque são palavras que não se entendem com a mente, mas somente com o coração.

Infelizmente são muitos os casais que não vivem um amor verdadeiro no qual há essa busca por compreender o outro. Creio que isso se deva à falta de sabedoria e busca por desenvolver as nobres virtudes como HUMILDADE, GENEROSIDADE, COMPAIXÃO, DESAPEGO etc…

Concordo plenamente quando ele diz que a verdadeira compreensão faz com que amemos profundamente a outra pessoa, e ela nunca se tornará nossa inimiga, em hipótese alguma.

Ao ler essas palavras lembrei-me de mim mesmo. Nos relacionamentos amorosos que tive, graças à Deus nutri esse amor. Diferente do que a maioria dos casais faz, terminei meus relacionamentos passados sempre com um sentimento de carinho muito grande pelas garotas que namorei, pois desde sempre busquei essa COMPREENSÃO, olhar através da ótica delas e dos seus mundos.

Isso muda nossa vida meus amigos. Acho isso tão bonito! Sempre que revejo alguma delas hoje em dia, sinto esse respeito e admiração que elas têm por mim, e isso é resultado da postura de respeito e amor que nutria desde o início, entende?

O que o Victor Lisboa trata nesse pequeno texto pode SIM ser exercitado, e vale muito a pena começar, pois é algo realmente transformador, não só da própria vida, mas na vida da pessoa amada e também de todos que se aproximarem.

Termino esse texto simples e profundo com uma frase célebre do livro universal “O pequeno príncipe”. Ame! Cresça nesse amor e veja o quanto sua vida se tornará mais bonita…

“Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante.”

pqnoprincipe_rosa

* Sugestões de leitura

Não tome ninguém como garantido em sua vida

Precisamos nutrir o amor genuíno

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A sabedoria dos aviões

Por Isaias Costa

taprainbow

Achou estranho o título desse texto? Pois é! Tive essa inspiração “do nada” outro dia. Você sabia que os aviões têm uma sabedoria incrível para nos ensinar? Como assim? Como um objeto pode me trazer sabedoria? Vou explicar…

Quando todos os passageiros já estão acomodados nas suas poltronas e os procedimentos para se iniciar o voo já estão acontecendo, ou as aeromoças ou um vídeo gravado falam essa célebre frase:

“Em caso de despressurização máscaras individuais de oxigênio cairão automaticamente. Puxe uma delas para liberar o fluxo, coloque sobre o nariz e a boca, ajuste o elástico e respire normalmente, auxilie crianças ou pessoas com dificuldade somente após ter fixado a sua”.

Você já parou para pensar com carinho na profundidade que existe por trás dessa frase? Ela está nos ensinando uma VERDADE UNIVERSAL: eu só posso fazer qualquer coisa pelo outro se antes eu fizer por mim mesmo…

Tudo na vida e no universo funciona dessa maneira, porém, nós teimamos em fazer diferente. Parece simples e até óbvio, não é? Se houver uma despressurização e você for rápido em colocar a máscara de oxigênio, você terá muito mais condição de colocar a máscara na pessoa que estiver ao lado. Se você não colocar a máscara, além de essa possibilidade ser infinitamente menor, mesmo que você consiga colocar a máscara na outra pessoa, talvez você desmaie em seguida pela falta de ar.

E aí? De que adianta salvar uma pessoa e correr o risco de morrer, por pura falta de sabedoria? Pois esta eu denominei de SABEDORIA DOS AVIÕES. Interessante não é?

Parece que eu estou de brincadeira, mas é verdade, inclusive todos os grandes mestres da humanidade ensinam a mesma coisa, tudo que fizer deve ser feito primeiro para si mesmo e depois para os outros.

Deveria ser assim com o conhecimento, sabia? Por isso que eu falo tanto sobre AUTOCONHECIMENTO. Somente me conhecendo pelo menos relativamente bem, eu posso ter mais autoridade para ensinar as outras pessoas, e serei ouvido com muito mais atenção.

Para amar alguém de verdade eu preciso antes de tudo me amar.

Para poder ajudar uma pessoa que esteja doente, eu preciso estar bem comigo mesmo. Não tem como um doente ajudar outro doente.

Para ajudar alguém financeiramente, eu tenho que primeiro conseguir dinheiro.

Um professor só pode ensinar um conteúdo qualquer a alguém se ele domina esse conteúdo.

Enfim. Tudo começa primeiro na gente para depois ser levado para os outros! Mas o engraçado é que existem muitas pessoas com CRENÇAS LIMITANTES que dizem isso aqui: “Não! Mas se eu pensar primeiro em mim eu estarei sendo egoísta, ou pensarão que sou egoísta…”.

Percebe? É exatamente o contrário! Quanto mais eu busco ME CONHECER, mais preparado estarei para ajudar as outras pessoas e mais recursos terei disponíveis para fazer isso.

A minha visão sobre o egoísmo é bem diferente, e aprofundei mais nesse texto abaixo, vale a pena a sua leitura.

O que é egoísmo?

Portanto, que essas poucas palavras lhe levem a refletir sobre essa grande verdade: primeiro eu, depois os outros…

* Sugestões de leitura

Dar e receber amor

Dê e lhe será dado

Só é seu aquilo que você dá

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Violência é um sinal de fraqueza e desespero

Por Isaias Costa

1510986_1493766300942458_8898775666455271600_n

“Violência não é um sinal de força. É um sinal de fraqueza e desespero”. Essa frase do Dalai Lama é simplesmente magnífica e tem muito a nos ensinar. Quero lhe levar a refletir um pouco sobre ela junto comigo.

Se você prestar atenção, todas as pessoas que são violentas estão com sentimentos de raiva que foram acumulados e acabaram explodindo. Existem as pessoas que explodem rapidamente e outras que levam mais tempo, mas sempre a raiva externalizada começou no interior de todas elas.

O próprio Dalai Lama sempre fala isso, não há problema nenhum em sentir raiva, é um sentimento que faz parte do ser humano. O grande problema está em se APEGAR À RAIVA.O grande exercício de autoconhecimento com relação à raiva é deixar que ela venha, passe pela gente e depois vá embora da mesma forma que chegou, como se fosse uma nuvem passageira.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A ilusão de beleza estraga a beleza

Por Isaias Costa

Esse é um texto um pouco mais reflexivo e voltado para uma autoanálise. Vou tratar de um tema interessantíssimo e fazer uma comparação com o comportamento de muitas pessoas. Para embasar essa reflexão, transmito com as minhas palavras uma estorinha bem bonita que ouvi ao conversar com um amigo…

****************

Era uma vez um fazendeiro muito atarefado e requisitado por diversos empresários e tinha uma bela fazenda com grandes áreas de plantio.

Certa dia ele foi chamado para uma viagem de algumas semanas e nesse tempo longe da fazenda deixou encarregado para cuidar das hortas um dos seus funcionários, o que ele mais confiava. Deu o passo a passo de como ele deveria proceder durante todos os dias. O rapaz confirmou e ele foi embora.

Estava tudo muito bonito e verde quando ele foi. Passadas as semanas o fazendeiro retornou. Ao entrar na fazenda se surpreendeu por ver as hortas feias e destruídas. Então ele foi prestar contas com o rapaz encarregado pelo cultivo das hortas.

Ele perguntou:

– Você não fez tudo do jeito que eu te falei?

– Sim! Eu fiz sim meu senhor!

– Eu tenho muita experiência com as hortas! Tenho certeza que você fez alguma coisa diferente do que eu lhe disse. Vamos! Seja sincero! Conte o que você fez…

– Sabe doutor! É porque eu percebia, principalmente no fim de tarde e à noite que apareciam um monte de morcegos e ficavam rondando tudo. Eles estavam deixando as hortas e os ambientes feios, então decidi matar todos eles.

– Pronto! Esse é o problema. Esses morcegos, com as suas fezes, ajudam a deixar o solo mais fértil e pronto para alimentar as plantas, então matando os morcegos você acabou matando boa parte dos nutrientes das plantas…

*****************

Que história simples e linda, não é? O que ela quer dizer?

Ela vem nos dizer que muitas vezes aquilo que a gente considera feio é de fundamental importância. E essa nossa ilusão de beleza é, na realidade, uma distorção da beleza real.

Existem muitas coisas na vida que se encaixam nessa estória, mas quero me voltar para os seres humanos. Nós criamos essas ilusões o tempo todo.

Vou citar alguns exemplos simples, porém, que verificamos todos os dias.

Cabelos-longos-cacheados

Uma menina tem cabelos encaracolados, seus cabelos são lindos e brilhantes, porém, ela escuta de um monte de gente que seu cabelo “não presta”, que é “feio”. Então, ela internaliza isso e cresce cheia de complexos.

Daí vem todo aquele desejo de alisar os cabelos para ficar “mais bonita”. Então ela vai e alisa o cabelo, mas continua se achando feia, e para piorar a situação, não consegue atrair para si um rapaz que a admire e a ache linda! Por quê? Muito simples! Isso revela falta de AMOR PRÓPRIO. Como pode um rapaz amar de verdade uma garota que não ama a si mesma? Existe uma incoerência aí, percebe?

Essa ilusão de querer alisar os cabelos a deixou artificial e acabou estragando sua beleza natural que era tão exuberante e poderia atrair dezenas de rapazes apaixonados…

Da mesma forma que nesse exemplo, são muitas as mulheres que não gostam dos seios, das nádegas, do nariz, das orelhas etc. etc. Elas buscam fazer plásticas para tentar colocar beleza em algo que tem uma beleza vinda da própria natureza. Isso gera um conflito imenso!

Eu sei que pode aparecer alguma leitora me criticando e dizendo que sou contra as plásticas. Não é isso! Quero me entenda bem, não sou contra as plásticas de forma alguma, até acho uma profissão magnífica ser cirurgião plástico. Pense comigo! Já pensou o que seria da autoestima das pessoas que sofrem queimaduras de 3º grau ou ficam com o rosto desfigurado por causa de acidentes de carro ou algo do tipo? Nossa! Os cirurgiões plásticos são verdadeiros heróis ao tratar dessas pessoas e devolver-lhes mais AUTOESTIMA.

Entende o que estou querendo dizer? Eu estou falando das pessoas que não enxergam a própria beleza por falta de autoestima, e isso é bem diferente. Para essas pessoas, não adianta fazer plástica, elas não vão mudar o sentimento interno, só vão tornar o lado externo mais e mais artificial, destruindo pouco a pouco a beleza natural.

Essa estória dos morcegos é muito semelhante a tudo isso que estou dizendo aqui. Não existe essa definição de FEIO ou de BONITO. Eu não consigo definir essas duas palavras, porque elas são absolutamente individuais, o que é bonito para mim pode ser feio para outra pessoa e vice-versa.

Devemos ter muito cuidado com tudo aquilo que entra no campo das ABSTRAÇÕES. Não existe algo que seja belo para 100% das pessoas ou feio para 100% das pessoas. Adquirir essa consciência pode nos ajudar a seguir bem mais leves pela vida, crescendo em sabedoria, consciência e amor.

Que essas poucas palavras lhe levem a refletir sobre esse tema tão bonito e sutil.

Paz e luz…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Uma interpretação da música “A ilha da fantasia”

Por Isaias Costa

11905379_951833441541333_8433509637563308554_n

Uma música do Raul Seixas que levei muito tempo para entender a mensagem que ele quis transmitir foi “A ilha da fantasia”, e para mim é uma alegria compartilhar com você o que consegui sacar a partir dela. A letra completa segue abaixo:

A ilha da fantasia – Raul Seixas

Vamos logo que já tá na hora de zarpar
Vem sem medo que não vamos naufragar
Navegador!
Não se esqueça, meu amigo, de chamar o seu vizinho
Navegador!
Vê se na praça tem alguém para vir
A barca de Noé já vai partir, navegador
A barca de Noé já vai partir

Navegador!
Não se esqueça, meu amigo, de chamar o seu vizinho
Navegador!
Vê se na praça tem alguém pra vir
A barca de Noé tá pra sair, navegador
A barca de Noé já vai partir

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized