A ilusão de beleza estraga a beleza

Por Isaias Costa

Esse é um texto um pouco mais reflexivo e voltado para uma autoanálise. Vou tratar de um tema interessantíssimo e fazer uma comparação com o comportamento de muitas pessoas. Para embasar essa reflexão, transmito com as minhas palavras uma estorinha bem bonita que ouvi ao conversar com um amigo…

****************

Era uma vez um fazendeiro muito atarefado e requisitado por diversos empresários e tinha uma bela fazenda com grandes áreas de plantio.

Certa dia ele foi chamado para uma viagem de algumas semanas e nesse tempo longe da fazenda deixou encarregado para cuidar das hortas um dos seus funcionários, o que ele mais confiava. Deu o passo a passo de como ele deveria proceder durante todos os dias. O rapaz confirmou e ele foi embora.

Estava tudo muito bonito e verde quando ele foi. Passadas as semanas o fazendeiro retornou. Ao entrar na fazenda se surpreendeu por ver as hortas feias e destruídas. Então ele foi prestar contas com o rapaz encarregado pelo cultivo das hortas.

Ele perguntou:

– Você não fez tudo do jeito que eu te falei?

– Sim! Eu fiz sim meu senhor!

– Eu tenho muita experiência com as hortas! Tenho certeza que você fez alguma coisa diferente do que eu lhe disse. Vamos! Seja sincero! Conte o que você fez…

– Sabe doutor! É porque eu percebia, principalmente no fim de tarde e à noite que apareciam um monte de morcegos e ficavam rondando tudo. Eles estavam deixando as hortas e os ambientes feios, então decidi matar todos eles.

– Pronto! Esse é o problema. Esses morcegos, com as suas fezes, ajudam a deixar o solo mais fértil e pronto para alimentar as plantas, então matando os morcegos você acabou matando boa parte dos nutrientes das plantas…

*****************

Que história simples e linda, não é? O que ela quer dizer?

Ela vem nos dizer que muitas vezes aquilo que a gente considera feio é de fundamental importância. E essa nossa ilusão de beleza é, na realidade, uma distorção da beleza real.

Existem muitas coisas na vida que se encaixam nessa estória, mas quero me voltar para os seres humanos. Nós criamos essas ilusões o tempo todo.

Vou citar alguns exemplos simples, porém, que verificamos todos os dias.

Cabelos-longos-cacheados

Uma menina tem cabelos encaracolados, seus cabelos são lindos e brilhantes, porém, ela escuta de um monte de gente que seu cabelo “não presta”, que é “feio”. Então, ela internaliza isso e cresce cheia de complexos.

Daí vem todo aquele desejo de alisar os cabelos para ficar “mais bonita”. Então ela vai e alisa o cabelo, mas continua se achando feia, e para piorar a situação, não consegue atrair para si um rapaz que a admire e a ache linda! Por quê? Muito simples! Isso revela falta de AMOR PRÓPRIO. Como pode um rapaz amar de verdade uma garota que não ama a si mesma? Existe uma incoerência aí, percebe?

Essa ilusão de querer alisar os cabelos a deixou artificial e acabou estragando sua beleza natural que era tão exuberante e poderia atrair dezenas de rapazes apaixonados…

Da mesma forma que nesse exemplo, são muitas as mulheres que não gostam dos seios, das nádegas, do nariz, das orelhas etc. etc. Elas buscam fazer plásticas para tentar colocar beleza em algo que tem uma beleza vinda da própria natureza. Isso gera um conflito imenso!

Eu sei que pode aparecer alguma leitora me criticando e dizendo que sou contra as plásticas. Não é isso! Quero me entenda bem, não sou contra as plásticas de forma alguma, até acho uma profissão magnífica ser cirurgião plástico. Pense comigo! Já pensou o que seria da autoestima das pessoas que sofrem queimaduras de 3º grau ou ficam com o rosto desfigurado por causa de acidentes de carro ou algo do tipo? Nossa! Os cirurgiões plásticos são verdadeiros heróis ao tratar dessas pessoas e devolver-lhes mais AUTOESTIMA.

Entende o que estou querendo dizer? Eu estou falando das pessoas que não enxergam a própria beleza por falta de autoestima, e isso é bem diferente. Para essas pessoas, não adianta fazer plástica, elas não vão mudar o sentimento interno, só vão tornar o lado externo mais e mais artificial, destruindo pouco a pouco a beleza natural.

Essa estória dos morcegos é muito semelhante a tudo isso que estou dizendo aqui. Não existe essa definição de FEIO ou de BONITO. Eu não consigo definir essas duas palavras, porque elas são absolutamente individuais, o que é bonito para mim pode ser feio para outra pessoa e vice-versa.

Devemos ter muito cuidado com tudo aquilo que entra no campo das ABSTRAÇÕES. Não existe algo que seja belo para 100% das pessoas ou feio para 100% das pessoas. Adquirir essa consciência pode nos ajudar a seguir bem mais leves pela vida, crescendo em sabedoria, consciência e amor.

Que essas poucas palavras lhe levem a refletir sobre esse tema tão bonito e sutil.

Paz e luz…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “A ilusão de beleza estraga a beleza

  1. saulo andré mota pisani

    Bom dia !!! Excelente texto para reflexão.
    ” Não existe essa definição de FEIO ou de BONITO. Eu não consigo definir essas duas palavras, porque elas são absolutamente individuais, o que é bonito para mim pode ser feio para outra pessoa e vice-versa. ”
    Disse tudo !

  2. Mel

    Oii.. tudo bem?

    Muito bom o texto!
    Adorei seu blog =)

    Beijoos
    https://santaseloucas.wordpress.com/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s