O amor é uma flor rara

Por Isaias Costa

780595_178121

Quanto mais o tempo passa, mais eu percebo que a relação entre AMOR e MEDO é inversamente proporcional, ou seja, quanto menor o medo, maior a possibilidade de amar.

Como o medo humano sempre vai existir, então o grande aprendizado da vida consiste em aprender a amar dissipando pouco a pouco o medo através do autoconhecimento, através do encontro profundo com a nossa essência.

Para refletirmos sobre isso, compartilho um pequeno texto de autoria do místico oriental Osho.

*****************

“O amor é uma flor rara. Ele só acontece às vezes. Milhões e milhões de pessoas vivem na falsa atitude de que amam. Elas acreditam que amam, mas isso é só uma crença.

O amor é uma flor rara. Às vezes ele acontece. É raro porque só pode acontecer quando não existe medo, nunca antes disso.

Isso significa que o amor só pode acontecer a uma pessoa profundamente espiritualizada, religiosa.

O sexo é possível para todos. A familiaridade é possível para todos. Não o amor.

Quando você não tem medo, não há o que esconder; então você pode se abrir, pode pôr abaixo todas as fronteiras. E então pode convidar o outro a tocar a sua essência.

E, lembre-se, se você deixa que alguém o toque profundamente, o outro também deixará que você o toque, pois, quando deixa que alguém o toque, você inspira confiança.

Quando você não tem medo, o medo da outra pessoa também desaparece.”

Osho

*************

Estas são palavras muito profundas e verdadeiras. É provável que alguém as leia pensando mais ou menos assim: “Então eu nunca vou conseguir amar profundamente…”.

Eu sei que esse pensamento é bem recorrente, mas sabe o que eu digo a você? A nossa vida é um processo constante e ininterrupto de aperfeiçoamento e evolução. Todo passo dado em direção ao amor universal vale a pena, mesmo que esse passo seja minúsculo. Na realidade, eu penso até que os passos minúsculos são mais consistentes do que os passos apressados, sabia disso?

Quando alguém pensa que já aprendeu a amar, ela sem dúvida alguma está dominada pelo EGO, está muito provavelmente com o coração cheio de orgulho.

Eu olho para minha própria vida e não consigo abrir a minha boca e dizer que amo profundamente, estou ainda engatinhando no processo do amor. Exatamente por saber que dentro de mim ainda existem muitos medos.

Como o próprio Osho diz, só pode haver esse amor profundo quando não existe mais o medo, e o medo só se vence com o autoconhecimento.

A nossa sociedade ainda não valoriza o autoconhecimento acima das outras coisas, mas o que eu digo a você é que ele tem de vir sempre em primeiro lugar, porque através dele podemos aprender a amar e dissipar nossos medos, iluminar nossas trevas interiores.

Que essas poucas palavras lhe levem a uma boa reflexão!

Para concluir, compartilho um vídeo muito bonito que já assisti diversas vezes e mostra a diferença entre AMOR e MEDO e o quanto o amor pode crescer quando nossos medos diminuem, é o vídeo do escritor americano Neale Donald Walsch. Vale a pena reservar 8 minutinhos para assisti-lo…

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 Respostas para “O amor é uma flor rara

  1. Night Rider

    Parabéns Isaias pelos excelentes posts. Acompanho diariamente. Bom dia para Você e sua Família !!! Namastê !

  2. Lindo o texto do Osho.
    Muito boa sua publicação.
    Um lindo dia!

  3. KAIQUE BRITTO

    Obrigado por esse texto …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s