Como lidar com pessoas insuportáveis?

Por Isaias Costa

padel_descabelar-Small

Vou falar nesse texto sobre um tema difícil e bastante delicado, que requer sensibilidade e sensatez para ser exposto na forma escrita.

Ele tem um foco na Psicologia Comportamental e Transpessoal. Vou falar à respeito das pessoas que são consideradas insuportáveis.

Gosto muito de conhecer as raízes das palavras e recentemente aprendi o significado mais profundo desta. Ela significa:

INSUPORTÁVEL = AQUELE QUE NÃO TEM UM SUPORTE

Analisando com profundidade a etimologia desta palavra, vi o quanto ela é rica de significado. Uma pessoa é considerada insuportável quando ela não tem um suporte dentro dela mesma e busca esse suporte do lado de fora, de “n” formas diferentes, sempre machucando alguém durante o processo.

Antes de qualquer coisa, quero lhe levar a refletir sobre isso. O que caracteriza uma pessoa insuportável? Essa é uma pergunta bastante sutil e delicada porque varia muito de pessoa para pessoa. Isso vai depender acima de tudo da PERSONALIDADE de cada um.

Vou falar aqui de acordo com a minha experiência ligada à espiritualidade e à transcendência OK? Na perspectiva de outras pessoas isso pode ser bem diferente!

As pessoas insuportáveis, na minha visão, são aquelas que não desenvolveram uma AUTOESTIMA profunda. E por causa disso não têm esse suporte dentro de si mesmas. Elas buscam de alguma maneira preencher seus vazios interiores com pensamentos, sentimentos e comportamentos que exacerbam o EGO.

Os comportamentos egóicos mais típicos são os de vítima, de incompetente, de injustiçado, ou do lado oposto, de insubstituível, de “PhD”, mestre, guru etc.

Nesses dois extremos moram as pessoas insuportáveis. Vou explicar com bastante calma para que você me entenda, OK?

Os que se fazem de vítimas, de incompetentes ou injustiçados têm dentro de si uma série de crenças limitantes, muitas vezes até traumas adquiridos na infância, e por isso crescem cheias de medos, de carências afetivas, de sentimentos de culpa, de inadequação e por aí vai.

Elas têm os chamados COMPLEXOS DE INFERIORIDADE, que só podem ser superados através do autoconhecimento.

No extremo oposto, os que se acham os “iluminados”, os mestres, os gurus, os “Messias”, os “sabe-tudo”, pensam que todos que se aproximam deles estão buscando ajuda, estão querendo aprender algo com eles, estão buscando aprender com sua sabedoria!

Essas pessoas também são insuportáveis, porque sem nem se perceberem direito, foram perdendo o que há de mais precioso em nós, nossa HUMANIDADE. Eu sempre digo por aqui que quanto mais espiritualizado eu me torno, mais humano eu devo ser, mais amorosidade deve surgir de dentro do meu coração, e não a arrogância, a prepotência, o sentimento de superioridade.

Essas pessoas têm os chamados COMPLEXOS DE SUPERIORIDADE. Que logicamente também precisam se autoconhecer muito mais ainda para deixar de serem tão arrogantes e prepotentes.

É bem interessante notar que as pessoas que se fazem de vítima quase sempre atraem para si as que são muito arrogantes e prepotentes, e as que são assim normalmente atraem as que se fazem de vítima. É algo mútuo! Não é interessante? Você já notou isso?

Estudando os escritos do grande Carl Jung, comecei a compreender que esse processo, psicologicamente falando, é chamado de COMPENSAÇÃO. E essa compensação na realidade é positiva, porque leva cada um a aprender com o seu oposto, para que alcance o EQUILÍBRIO.

Esse é o ponto mais complicado, atingir o equilíbrio. O ideal é você ser alguém com amor próprio e autoconfiança, mas que não seja arrogante, que tenha amorosidade, que saiba acolher as pessoas, que saiba compreender as diferenças etc.

Mais uma vez repito. Só através do autoconhecimento profundo isso pode ser possível! Mas estou aqui para lhe dizer que isso é possível. Eu estou aprendendo gradativamente a ter esse equilíbrio e estou ensinando um pouco desses conceitos transformadores nesse texto.

Até agora ainda não falei de forma mais direta o que fazer para lidar bem com pessoas insuportáveis, não é?

Bem! O que tenho a dizer e aprendi que é o maior e talvez o único caminho é o seguinte: Desenvolva a AMOROSIDADE.

Mas não uma amorosidade qualquer, estou falando da amorosidade ensinada pelos grandes mestres da humanidade, como Jesus Cristo, Buda, Lao Tsé, Confúcio, Yogananda, Osho etc.

Ame o próximo como a si mesmo. Essa era a máxima de Jesus Cristo.

Ao desenvolver isso, garanto a você, maravilhas começarão a acontecer com você e com todos ao seu redor.

Se você desenvolver essa amorosidade, quando estiver diante de uma pessoa insuportável você agirá com TRANSPARÊNCIA, vai dizer a ela quem você é, o que pensa, o que não gosta nela que a faz ser desagradável, e de consciência tranquila deixa a pessoa LIVRE.

Esse é o caminho da SABEDORIA. Deixar todos livres.

Lembro nessa hora uma das mais sábias frases do grande Raul Seixas: “O amor só dura em liberdade”.

Se você demonstra essa amorosidade, as pessoas que vão se aproximar de você só permanecerão ao seu lado se elas lhe respeitam como ser humano.

É bem comum existirem pessoas que por vaidade e egoísmo tentam suportar pessoas insuportáveis e acabam ficando doentes por causa disso. Talvez seja até o seu caso, quem sabe!

Essas são as pessoas que sentem PENA e , dois sentimentos puramente egóicos. Nós não devemos ter dó e pena de ninguém, ficou chocado com essa informação? Vou explicar.

Psicologicamente falando, sempre que você sente pena ou dó de alguém, nessa hora você se coloca como alguém superior, alguém que atingiu um patamar maior de consciência, de maturidade. Mas na realidade é justamente o contrário.

Se você fica com pena e dó de alguém, isso só leva a alimentar nessa pessoa o sentimento de vítima, de impotente, de incapaz, entende? Você quer mesmo fazer isso?

vitima_0

Estou querendo dizer bem claramente isso. Se você considera alguém insuportável porque se faz de vítima, de coitadinha, de incapaz, e mesmo assim, você permanece alimentando isso, sentindo raiva, se achando um injustiçado, uma injustiçada. Sinto lhe dizer, mas quem está errado é você que sente pena e dó, e não a outra pessoa!

Você está agindo com arrogância ao manter essa postura.

O que fazer então? Seja honesto e verdadeiro para dizer que não gosta do comportamento da outra pessoa e siga seu caminho em paz e consciência. Em alguns casos, talvez seja melhor até se afastar da pessoa definitivamente. Mas para isso é preciso ter muita coragem e arriscar dar esse passo difícil…

Garanto a você que agindo assim, a outra pessoa começará a refletir e pensar melhor sobre a sua própria vida!

Vou falar agora uma informação preciosa. Guarde com carinho OK?

NINGUÉM MUDA NINGUÉM

NINGUÉM MUDA NINGUÉM

NINGUÉM MUDA NINGUÉM

Mas a chave da mudança é essa:

NINGUÉM MUDA NINGUÉM, porém, a sua mudança pode mudar todos ao seu redor.

Estou com essas palavras ensinando até mesmo a ÉTICA para você que me lê.

Não adianta tentar mudar ninguém. Em vez de tentar mudar tudo ao redor, achar que os outros precisam de mudanças, olhe para você mesmo e MUDE A VOCÊ.

E essa mudança vem com o desenvolvimento da amorosidade, primeiro o AMOR PRÓPRIO, depois o amor pelos outros.

Mais uma vez volto à máxima de Jesus.

AME AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO

Você percebe como é um longo caminho aprender a amar como Jesus amou? Ele era um iluminado meus amigos! Nós temos muito que caminhar ainda para um dia aprendermos a amar com tanta profundidade quanto ele.

O outro caso é bem interessante também. Ele é vivenciado costumeiramente com funcionários em relação aos seus chefes e patrões. Muitos destes são arrogantes e se acham “deuses”.

Como lidar com essas pessoas insuportáveis? É preciso analisar com cuidado! Se você realmente acredita que faz um bom trabalho e está sendo cobrado indevidamente ou que seu patrão lhe trata com desrespeito. É bom repensar se sua AUTOESTIMA está tão sólida mesmo. Será que está?

Nessa hora tenho minhas dúvidas, porque é bem comum eu ouvir de algumas pessoas frases como essas: “Eu preciso desse emprego” ou “Se sair deste emprego agora, pode ser que demore muito para conseguir outro e como vou pagar minhas contas?…”.

bored-manda-te-700x360

Essas frases demonstram claramente o MEDO de não ter um emprego e a BAIXA VALORIZAÇÃO.

Percebe? Quando um patrão lhe trata com ignorância, com desprezo, com hostilidade… ele não está fazendo isso por maldade, está fazendo isso porque você PERMITE. Se você tivesse autoestima o suficiente, não permitiria isso em hipótese alguma, você iria se posicionar, mesmo que perdesse o emprego por “desacato à autoridade”!

E aí? Você tem essa coragem?

Nesses casos, é assim que se lida com essas pessoas insuportáveis! Mas repito. Você precisa se conhecer bem para ter essa firmeza e essa convicção de que é capaz, de que é merecedor de algo muito melhor.

Da mesma forma acontece com os que se fazem de mestres, de gurus, de “Messias”. Eles só têm seus muitos seguidores porque estes se sentem fracos e fragilizados, além de serem altamente influenciáveis. Uma pessoa que de fato tenha uma grande autoestima e amor próprio, de maneira nenhuma se submete a discursos destas pessoas que tentam doutrinar as outras.

Esse é o ponto. AMOR PRÓPRIO e AUTOESTIMA. Percebe como tudo está ligado ao amor? É tudo o que estou lhe levando a refletir desde o início…

Enfim!

Para aprender a lidar melhor com as pessoas insuportáveis, esse talvez seja o único caminho.

Se torne um ser mais AMOROSO

Paz e luz.

 

 

 

 

 

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “Como lidar com pessoas insuportáveis?

  1. Fabiana Kelly

    Gratidão a ti!!!
    Há dois anos, percebi o quanto era insuportável e doente. Longo caminho, tens sido um precioso auxílio. A cada leitura( e outras coisas mais), um cadeado aberto, um peso à menos…mais trabalho! E muito amor.
    Luz pra vc!

  2. Débora

    Olha… não sei se concordo.. Alguém faz e acontece o mal na sua vida e você responde com amorosidade ?

    • Vou explicar melhor para que você entenda bem querida. Responder com amorosidade é uma postura na vida de um modo geral. Realmente, de vez em quando ao sermos amorosos, algumas pessoas confundem pensando que estamos sendo “bestas”, como se diz. Mas nessa hora, essas pessoas se enganam redondamente porque ao percebermos que estamos sendo injustiçados e isso for um fato, podemos fazer o que o mestre Jesus Cristo nos ensinou, podemos “oferecer a outra face”, ou seja, podemos nos distanciar dessa pessoa sem um pingo de culpa, pois temos todo o direito de querer ao nosso lado apenas pessoas que somem e os façam melhores, quem tenta nos por pra baixo damos a ela a chamada “distância saudável”, distância na qual podemos lançar uma energia de amor à distância, mas não querermos nenhuma proximidade com ela ou elas entende? Vou te passar por aqui outro texto do blog que complementa o que disse nesse texto e te fará entender com mais profundidade como lidar com pessoas insuportáveis. Um texto inspirado no mestre dos mestres Jesus, minha maior fonte de inspiração não só nos textos, mas na vida como um todo! Grande abraço! Tudo de bom pra ti linda!
      https://paralemdoagora.wordpress.com/2016/04/29/ofereca-a-outra-face/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s