Ninguém muda ninguém

Por Isaias Costa

dsc_6453

Essa é uma verdade universal e já escrevi sobre ela diversas vezes por aqui e sob óticas diferentes. Porém, há sempre algo a mais a ser acrescentado. Farei uma breve reflexão a partir das palavras do psiquiatra e escritor Flávio Gikovate, confira!

*********************

Sendo verdade a ideia de Platão, de que o amor deriva da admiração, temos que concluir que quem ama o rude e egoísta admira esse modo de ser.

Para uma pessoa amar alguém tão diferente do seu próprio modo de ser terá forçosamente que ser portadora de uma autoestima muito precária.

Outro fator que pode fazer com que uma pessoa se apegue a uma relação na qual é mal tratada é a esperança: “quem sabe um dia ele irá mudar”!

A mistura da baixa autoestima com uma certa ideia de grandeza pode levar uma pessoa a pensar que, aos poucos, ela irá ajudar o amado a mudar.

O resultado final é sempre o mesmo: o que ama suporta anos de ofensas e humilhações antes de fazer o que deveria ter feito logo: se afastar.

Pessoas com boa autoestima e com uma razão forte só se interessam por relações em que haja correspondência: amar e ser amado do mesmo modo!

Flávio Gikovate

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s