O que eu compartilho prejudica alguém?

Por Isaias Costa

uev3aznu94juzcsxa5qyzsb8cxi-ev5kasbvbyth0meixog4bwhj5

Estava lendo um artigo incrível da “revista da cultura” que falava sobre o perigo de compartilhar pela internet notícias falsas e sensacionalistas. Era um artigo da Denise Godinho cujo título é “Me engana que eu gosto”. Deixo o link abaixo caso queira ler o artigo completo.

* Artigo “Me engana que eu gosto”

Um trechinho desse artigo lança alguns questionamentos que considero importantíssimos, nos quais farei uma breve reflexão.

“É preciso se perguntar: por que estou compartilhando algo que prejudica outra pessoa? Essa notícia não está com cara de mentira? Você não vai mesmo checar o que compartilha?…

É preciso uma autoanálise. O que eu compartilho interessa a alguém? Ajuda alguém? Estou sendo preconceituoso? Estou sendo machista? Se a resposta for sim, não publique nada. Você tem inteira responsabilidade por aquilo que compartilha.”

Pollyana Ferrari 

***************

Quanto mais o tempo passa, mais consciência e cuidado tenho com aquilo que compartilho. Esse blog, graças a Deus, está crescendo e tendo mais visualizações dia após dia, e sabendo que minhas palavras percorrem os 4 cantos do mundo, antes de publicar qualquer texto, sempre me questiono se ele fará bem aos que lerem, se as informações que foram transmitidas podem agregar valor e levar a uma boa reflexão etc.

É como a Pollyana  diz: “Você tem inteira responsabilidade por aquilo que compartilha”.

Infelizmente, hoje em dia, com o avanço da tecnologia, dos aplicativos de celulares, com a facilidade de navegar livremente pela internet, muitas pessoas estão se aproveitando para se utilizarem de mentiras e notícias sensacionalistas com o intuito cruel e mesquinho de conseguir cliques e mais cliques, ou para ganhar algum dinheiro com isso, ou para “bombar nas redes sociais”, como se diz popularmente!

Pra quê? Isso vale a pena mesmo que denigra a imagem de alguém? Mesmo que espalhe preconceitos? Mentiras? Calúnias?

Sempre que posso eu falo sobre as leis universais nos meus textos e uma delas é a LEI DO RETORNO. Tudo aquilo que fazemos, que lançamos no mundo, carrega uma energia, e essa energia sempre acaba voltando para nós, SEMPRE.

Se você espalha mentiras, notícias de ódio, de violência, de vingança e por aí vai, o que você está emanando para o universo e certamente retornará para você? Exatamente essa energia!

Agora se você espalha amor, empatia, amizade, misericórdia, compaixão, compreensão… O que retornará? Exatamente todos esses nobres sentimentos e virtudes!

Minha vida tem sido prova do que estou dizendo agora. Recebo diariamente mensagens e comentários com elogios aos textos. E muitas mensagens de incentivo para que continue escrevendo, porque minhas mensagens estão fazendo diferença na vida dessas pessoas!

Sempre que leio essas mensagens me vem um sentimento gostoso de alegria e de pertencimento! Tipo assim: “Que bom que essas reflexões fizeram bem a alguém e poderão contribuir para gerar mais consciência nos leitores…”.

Gostaria, a partir dessas poucas palavras, lhe levar a refletir sobre isso: “O que você tem compartilhado nas suas redes sociais? Você tem prestado atenção à veracidade do que é dito? Tem lido as matérias antes de compartilhá-las? Tem verificado se elas não estão carregadas de mensagens preconceituosas ou difamatórias?…”.

Essa autoanálise é fundamental, tanto para que o bem seja mais espalhado pela internet, quanto para que você não fique com a sua imagem deturpada.

Aproveito até para fazer um adendo. Estamos em período de eleições. E nesse período, só o que acontece são brigas e intrigas por causa dos compartilhamentos dos candidatos e suas propostas.

Será que não seria interessante optar por um pouco mais de SILÊNCIO? Não ficar discutindo com os amigos quem é melhor, quem é pior? Você sabe bem que essas discussões só geram desgastes e muitas vezes até mesmo o término de amizades que poderiam durar muito tempo! Pense um pouquinho sobre isso!

Em resumo. Tudo o que quero dizer é que você procure ser mais CAUTELOSO com o que lê, com o que escuta, com o que fala e com o que compartilha, para que o bem prevaleça e possamos juntos contribuir para a construção de uma sociedade melhor, onde o amor seja o ponto de partida e o ponto de chegada, seja o alfa e o ômega, o princípio e o fim, como tão bem nos ensinou o mestre Jesus Cristo!

Compartilho ao final uma linda música que resume tudo isso, chamada “Fale de amor”, do grande Jorge Camargo.

“Fale de amor, no espelho d’água de seus olhos. Abra os portais do teu abraço. Se for preciso use palavras…”

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s