Se arrependimento matasse…

Por Simone Oliveira

o-arrependimento-nao-e-apenas3

 

Por causa da minha timidez e indecisão eu deixei de ir atrás de muitos projetos.

Sempre hesitei demais pensando “Caramba, mas e se não der certo? O que as pessoas vão pensar? Que eu sou uma fracassada, que me expus além do normal, que viajei muito, sei lá, saí da minha zona de conforto e não deu certo mesmo assim.”

Qualquer máxima desse tipo me paralisava e fazia dar um passo para trás ficando na linha de proteção, aguardando o que viesse e eu, no meu receio imenso, pudesse tocar.

Acontece que no fundo eu sabia que se ficasse ali para sempre eu não iria sair do lugar. Seria continuamente aquela menina de jeitinho simples, vivendo uma vidinha sem graça, indo para os mesmos lugares e fazendo as mesmas coisas corriqueiras.

Até que decidi mudar, e, cara, como mudar exige esforço!

Como mudar é complicado, porque envolve renúncias.

A renúncia do orgulho que faz querer manter as aparências que os outros construíram de mim ao passar dos anos devido à rotina e aos hábitos, a renúncia do conformismo perante as migalhas que eu aceitava diante das críticas à minha personalidade que eu aguentava para não ser tachada de falsa humilde ou ter a síndrome de Gabriela – “Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim” – e muitas outras que olhando por outro ângulo agora parecem tão bobas e pequenas em decorrência do tempo que eu perdi sofrendo e me prendendo a esses paradigmas em vez de chutar o balde e fazer o que sempre quis sem ligar pras consequências ou para o que os outros vão pensar.

É bem verdade que cada escolha um resultado, mas quer ver uma verdade maior ainda? Não escolher gera, na maioria dos casos, consequências mais negativas do que escolhas mal feitas, porque aí você já perdeu tempo, e o tempo não volta, quer consequência pior?

euSimone Oliveira. Santos-SP. Bacharel em Engenharia Civil por formação e escritora por gosto. Estuda para concursos e se dedica às aulas particulares de exatas, ao namorado, à família e às suas atividades na igreja. Ainda não descobriu seu propósito na vida, mas tem certeza de que tem um. Pede que Deus a guie por esse caminho até a sua volta.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s