Impondo um limite para a preocupação

Por Simone Oliveira

momento-presente

Se você está deprimido,
Você está vivendo no passado;
Se você está ansioso,
Você está vivendo no futuro;
Se você está em paz
Você está vivendo no momento presente.

Lao Tzu

Numa escala de 0 a 10, quanto você mediria a sua preocupação em relação a tudo que envolve a sua vida? Será que você é do tipo de indivíduo que leva a vida numa boa, sem esquentar muito a cabeça, fazendo as coisas em seu tempo e, quem sabe, deixando tudo para amanhã? Sem se martirizar por não conseguir se dedicar 100% em uma tarefa que envolva mais do que o modo automático de sua capacidade, seja ela mental ou física (ou ambas)? Ou será que é o contrário?

Você é daqueles que dorme e acorda cheio de tarefas a fazer, prazos a cumprir, que vive pensando nos próximos passos, planejando a sua rotina como se você fosse capaz de fazer 1000 coisas dentro das 24 horas do dia e ainda, miraculosamente, dormir 8 horas seguidas, como manda o figurino?

Se você, como eu, é como o segundo tipo de pessoa descrito acima, deixe-me fazer uma pergunta: Você, por acaso, acha que essa é uma boa característica sua? Você com certeza, no meio do turbilhão de informações que passa pela sua mente, já deve se ter feito esse questionamento, e, digo por experiência própria, você já deve ter sentido orgulho dessa consciência extremamente controladora que você tem. Ninguém, ao seu redor, seja da sua família ou dos seus amigos, precisa se preocupar, porque você já o fez! Sempre tão prevenido, pontual, honesto, esforçado, trabalhador, não é mesmo?

Bem, não, não é. E você sabe do que eu estou falando. Basta apenas um de seus planos dar errado para que a sua autoestima vá lá pra baixo! Você remói os erros indesejáveis causados pelas suas imperfeições e falhas, assim como qualquer comentário de mau gosto feito a seu respeito ou qualquer menção que o diminua, afinal de contas a opinião dos outros é importante pra você.

É bom que as pessoas reconheçam o sacrifício que você faz e como tem que lutar consigo mesmo para não procrastinar. Você não descansa até terminar todos os seus deveres, e como hoje em dia não se consegue dar conta de tudo sempre, você acaba adiando por meses, anos quem sabe, as noites tranquilas de sono, o descanso psíquico e a terapia. Você só não faz mais porque o corpo se cansa e você tem que dormir todas as noites, tendo tempo ou não.

Eu sei que cada problema que eu passo, em si, não me causa sofrimento; o que faz com que eu sofra é o tanto de vezes que eu penso na situação, em vez de realmente resolvê-la, ou durante o tempo em que eu não estou no ambiente ou no momento certo para fazer algo a respeito dela. Mas, ainda assim, o cérebro é duro e apontador. É preciso treiná-lo, discipliná-lo, ou então ele vai tirar a alegria do presente, trazendo a tona as tristezas e arrependimentos do passado, ou as incertezas do futuro, montando cenários bem prováveis de nunca se tornarem realidade, devido ao pessimismo evidente neles.

Jesus já disse, lá em Mateus 6:27-29: “Qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um cúbito à sua estatura? Por que andais ansiosos pelo que haveis de vestir? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam, contudo vos digo que nem Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles.”

Por que sou ansiosa e deprimida? Por que você, leitor, é ansioso e/ou deprimido? Já parou pra pensar? Faz sentido pra você ser assim? Pare agora, treine todos os dias não mais pensar no passado que poderia ter sido diferente (afinal de contas ele já passou e você continua vivo, portanto existe esperança, certo?) ou no futuro que ainda não chegou! Faça do seu presente o significado mais puro e simples da palavra: algo prazeroso, que você ama ganhar e quer aproveitar ao máximo! Dessa forma, seu futuro será muito melhor e você deixará o que já aconteceu pra trás.

Desejo boa sorte e muita fé nessa jornada, pois não é fácil, mas vale a pena! Até a próxima.

euSimone Oliveira. Santos-SP. Bacharel em Engenharia Civil por formação e escritora por gosto. Estuda para concursos e se dedica às aulas particulares de exatas, ao namorado, à família e às suas atividades na igreja. Ainda não descobriu seu propósito na vida, mas tem certeza de que tem um. Pede que Deus a guie por esse caminho até a sua volta.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s