A diferença entre arrependimento e remorso

Por Isaias Costa

arrependimento

O grande psiquiatra e escritor Flavio Gikovate, falecido em 2016, escreveu com uma imensa clareza e didatismo a diferença substancial que existe entre remorso e arrependimento. Transcrevo abaixo suas palavras e farei em seguida uma breve reflexão a partir delas…

****************

As palavras “remorso” e “arrependimento” são, muitas vezes, tratadas como sinônimos. Penso que elas descrevem sentimentos muito diferentes.

Remorso implica sempre uma tristeza derivada de nos sentirmos causadores de um dano indevido a alguém: é sinônimo de sentimento de culpa.

Arrependimento tem a ver com algo que fizemos e que não nos trouxe o resultado esperado: não envolve obrigatoriamente um dano a terceiros.

A pessoa se arrepende de ter feito um mau negócio imobiliário, de ter escolhido mal o local de suas férias, de não ter estudado para uma prova…

O remorso sempre vem acompanhado de arrependimento; trata-se de uma tristeza dupla: a do erro cometido e a do dano indevido causado a alguém.

O arrependimento não obrigatoriamente se acompanha de remorso, já que nem todos sentem culpa, além do fracasso nem sempre envolver terceiros.

Os que lidam bem com a dor derivada do arrependimento são mais ousados em suas empreitadas: se arriscam mais e têm mais chance de sucesso.

Pessoas que sentem remorso (culpa) tendem a ser mais cautelosas e prudentes em suas ações. Em certos aspectos, tornam-se menos competitivas.

****************

E eu completo essa explicação dele lhe advertindo que o sentimento de arrependimento é muito mais frutuoso do que o de remorso. Inclusive pelo etimologia da palavra remorso fica mais fácil entender o porquê.

Remorso vem do latim remordere, que significa “morder de novo”. Seria como uma mordida na consciência! Não é interessante? Se você observar, quando uma pessoa está com muito raiva ou com muito medo, é bem comum ela morder os dentes de tal maneira que podemos ver o movimento de contração dos músculos da mandíbula, não é mesmo?

Já arrependimento vem do latim poenitere, que significa “sentir mágoa por uma má ação”, e complementando! Mágoa tem essa ligação fantástica, veja só! MÁGOA = MÁ+ÁGUA. Ou seja, é como se dentro de você estivesse fluindo uma água suja, uma água que leva energias ruins para todos os seus órgãos!

O arrependimento leva você de verdade à uma reflexão, porque é um sofrimento consciente. Você tem consciência de que fez algo ruim e está completamente disposto a mudar, a fazer diferente!

O remorso muitas vezes deixa a pessoa paralisada e até mesmo doente! O próprio Gikovate coloca que o remorso vem acompanhado do arrependimento, e realmente é assim! A pessoa fica remoendo sua dor e sua culpa, ela gera mágoas que fazem com que essas “más águas” cheias de energias negativas circulem dentro de você! O que isso acaba gerando? DOENÇAS no corpo físico!

Portanto! O que devemos fazer é de fato evitar o sentimento de remorso, porque ele só faz mal a gente mesmo e só perdemos com ele. Já o arrependimento sincero e consciente é um processo lindo de elevação da nossa consciência!

A cada vez que eu me arrependo profundamente, aquele erro cometido nunca mais se repetirá e uma nova pessoa começa a surgir, com mais recursos, mais feliz e mais amadurecida também…

Paz e luz.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s