Aprenda a viver corretamente usando a sabedoria

Por Isaias Costa

21078368_1574273105969396_6885684949235948496_n

Cada dia eu aprendo mais com a imensa sabedoria do mestre Yogananda. Nesse texto será a primeira vez que abordarei um tema que muitas vezes gera imensas discussões, a ALIMENTAÇÃO CONSCIENTE.

Tem se propagado por todo o mundo o vegetarianismo e o veganismo como forma tanto de conscientizar mais a humanidade quanto à alimentação, como também para melhor preservar o meio ambiente, pois o consumo de carne de fato traz um gasto de recursos naturais infinitamente maior do que o consumo de grãos, frutas e legumes.

Não adentrarei nesse ponto por enquanto para não desviar o foco principal, mas é bem interessante pensar com carinho sobre isso. Recomendo aos leitores o maravilhoso filme do Netflix chamado “Cowspiracy – O segredo da sustentabilidade”. Nele você vai entender muito bem a questão da exploração dos recursos naturais e o quanto vale a pena meeeesmo se tornar um vegetariano ou vegano.

Cowspiracy-600x350

O que me inspirou a escrever esse texto foram as sábias palavras do mestre Yogananda, além da sabedoria que aprendi com a querida Monja Coen em seus programas na Rádio Mundial. Vamos às palavras do Yogananda.

*********************

“Você deve fazer um esforço para libertar-se gradualmente da escravidão a todo hábito: no vestir-se, no comer etc. Muitas pessoas pensam que precisam comer carne três vezes ao dia. Outras estão convencidas de que só devem comer alface e nozes, e que ficarão doentes se variarem a dieta! Essas crenças são formas de escravidão. Não se deixe escravizar a nenhum hábito de vida; ao contrário, seja capaz de mudar de hábitos quando a sabedoria aconselhar. Aprenda a viver corretamente, usando seu poder de livre escolha, guiado pela sabedoria. Seja capaz, uma noite, de dormir confortavelmente em uma cama macia e, com igual conforto no chão, na noite seguinte. Esse divino desapego ao hábito é a liberdade preconizada pelos mestres da Índia.”

Paramahansa Yogananda

***********************

O mais importante dessas palavras é quando ele fala sobre ser guiado pela SABEDORIA. Ela nos leva ao caminho perfeito, que sabemos bem qual é: o CAMINHO DO MEIO. Sem extremos de nenhuma natureza, sem ser 8 nem 80.

Ele cita o consumo excessivo de carne ou o excessivo de grãos. Os dois são ruins! Os dois transformam você num ser humano dogmático e intransigente.

Com a querida Monja Coen aprendi o que inclusive já estou colocando na prática do meu dia a dia. Ela já comentou diversas vezes que não é vegetariana e sempre que diz isso muitos a recriminam: “Como assim? Você, uma pessoa tão espiritualizada não é vegetariana?”.

Então ela explica que costuma se alimentar de forma vegetariana na maior parte do tempo, porém, dependendo de onde ela está, o que tem pra comer não lhe permite ter essa escolha. Então ela não dá uma de “mega consciente” fazendo greve de fome (perceba a ironia das aspas ok?) e se adapta ao ambiente onde está.

Meus amigos! O nome disso é SABEDORIA. E coloco com letras garrafais. S-A-B-E-D-O-R-I-A.

Imagine que você está numa região muito pobre do sertão nordestino por exemplo. Uma família muito querida lhe recebe com todo amor e com toda alegria.

Chega a hora do almoço e na refeição só tem frango. Eles dizem: “Fizemos esse franguinho especial com muito amor para você…”.

Sinceramente! Eu não só comeria esse frango como não sentiria nenhuma culpa, porque é muito mais importante a harmonia com todos do que ficar “se passando” de mega consciente.

Nessa hora eu preciso citar as palavras do mestre Jesus Cristo: “Não é o que entra pela boca do homem que o contamina, mas o que sai dela…”. Ou seja, existem milhões e milhões de pessoas que não são veganas, mas têm um coração gigantesco, que só exala amor, enquanto existem veganos que são os verdadeiros “tiranos” com outros seres humanos.

Posso até citar um exemplo aqui: Adolf Hitler. Você sabia que ele era vegetariano? Nem preciso me alongar para que você perceba a veracidade e profundidade das palavras do mestre Jesus não é mesmo?

Eu escolho na maior parte do tempo uma alimentação saudável na qual não me alimente de carne vermelha. Porém, não quero jamais me tornar aquele cara chato que quer ser um moralizador. Estou ingerindo cada vez menos carne, mas não exijo que ninguém siga o mesmo caminho que eu, pois esse é um caminho individual de elevação da consciência…

Essa é a principal mensagem desse texto, sigamos o CAMINHO DO MEIO.

Veja só! Eu me baseei nas palavras de dois iluminados, Yogananda e Monja Coen. Eu na frente deles não passo de uma mera poeirinha em busca de um pouco mais de sabedoria e discernimento.

Procure desenvolver essa consciência não só na alimentação, mas em tudo. Nunca seja extremista. Todos os extremos só geram separação, discórdia ou até mesmo guerras e mortes, nos casos que envolvem religião ou questões de gênero por exemplo.

Pense com carinho sobre todos esses pontos e siga guiado pela sabedoria, pois assim, certamente suas experiências serão as melhores e mais engrandecedoras possíveis…

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s