Os 5 pilares de uma educação permanente

Por Isaias Costa

maxresdefault

Moacir Gadotti

Sendo professor, eu procuro o tempo todo estudar novas metodologias de ensino, procuro me reciclar, levar para a sala de aula algo que estimule os alunos e os façam criar o gosto pelos estudos.

A verdadeira educação é PERMANENTE, ou seja, não é possível você dizer que já aprendeu tudo, que algo não pode ser aprimorado etc. Para quem tem esse tipo de pensamento, o que digo é curto e direto: não siga na Educação, este não é o seu lugar.

Mas levando para os outros ramos profissionais, hoje em dia tudo passou a ser educação permanente. Nós temos essa falsa impressão de que educação se resume aos colégios, faculdades ou cursos! Nada disso! Tudo o que desempenhamos tem a educação e o aprendizado no meio. Portanto! Deixo claro que esse texto serve para todos, todos nós ok?

O que me inspirou a escrever esse texto foram as brilhantes palavras do grande professor de Filosofia da USP Moacir Gadotti, que foi entrevistado pela querida filósofa e escritora Viviane Mosé. As suas palavras foram transcritas em um dos livros da Viviane chamado “A escola e os desafios contemporâneos”.

A seguir transcrevo algumas palavras deste livro citado logo acima. Leia com bastante atenção…

************

“Nós educamos ao longo de toda a vida, então a educação é permanente e baseada em quatro pilares. Primeiro: aprender a aprender, portanto, aprender a pensar. Segundo, aprender a conviver; não adianta eu saber um monte de coisa, se não me comunicar, aprender e viver com o outro. Terceiro: aprender a fazer, a agir. E o quarto é aprender a ser, quer dizer, é a ideia da sensibilidade, não basta ter consciência, é preciso ter sensibilidade. A esses saberes necessários à prática educativa, Paulo Freire acrescentaria mais um: que é saber por quê. Essa é a questão chave da filosofia, que é por que a gente aprende? A gente conhece por quê? A gente conhece para saber o passado, para comunicar o que sabemos, para saber o que se passa no nosso entorno. Então, geografia e história significam conhecer o contexto no qual estamos. E por quê? Essa pergunta tem que estar sempre presente, porque tem que ter sentido aquilo que aprendemos. Se não tiver sentido, não há aprendizagem. Por que a gente está aqui? Por que chegamos até aqui? Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos? São perguntas que devemos nos fazer o tempo todo. Por serem tão abstratas, as pessoas se fazem o tempo todo, às vezes de uma forma coloquial, diferente. Mas quando vou fazer uma compra, por exemplo, a primeira pergunta é: necessito daquilo ou alguém está me induzindo a comprar?”

Moacir Gadotti

***************

Suas palavras podem nos levar a grande reflexões. Intitulei esse texto como “Os 5 pilares de uma educação permanente”, exatamente por acrescentar o 5° pilar colocado pelo ilustre educador Paulo Freire.

1) Aprender a aprender;

2) Aprender a conviver;

3) Aprender a fazer;

4) Aprender a ser;

5) Saber o por quê.

A educação brasileira tem falhado nos 5 pilares, por isso que ela ainda continua tão deficitária. Porém, eu percebo que pouco a pouco, tem havido uma movimentação e mobilização dentro das próprias escolas e por muitos jovens que nem mesmo são professores, mas que abraçaram essa causa da melhoria do ensino e das metodologias.

Não vou me alongar ao falar de cada pilar para que esse texto não fique imenso ok? Sobre o primeiro pilar, está mais do que comprovado que só se aprende a aprender colocando a cabeça para raciocinar, para pensar, como tão bem nos fala o Gadotti.

Tem havido uma enorme tendência entre os jovens para aprenderem através dos vídeos do youtube. Aliás, tem se transformado em uma nova profissão, ser um “Youtuber”. Muita gente tem ganhado rios de dinheiro só produzindo vídeos no youtube.

Isso é bom, mas tem um lado que muito me preocupa e tem sido levantado em inúmeros debates educacionais. Os jovens estão lendo cada vez menos, principalmente livros físicos.

Só esse ponto já dá pano pra manga. Certamente ainda voltarei a falar sobre isso! Mas ao mesmo tempo fica difícil afirmar que os jovens estão lendo menos. Talvez eles estejam lendo mais sabia? Como assim? Vou explicar.

Eles estão lendo menos no que se trata de ler um livro do começo ao fim ou um artigo do começo ao fim entende?

A maioria dos jovens lê muitas coisas “soltas”, como se diz, principalmente em blogs e sites. Mas fica um conhecimento sem tanta solidez. Essa é a minha crítica. Fique à vontade se quiser também colocar seu posicionamento nos comentários.

***

Aprender a conviver é outro pilar de extrema importância. Até já comentei em textos antigos do blog. Se você não souber lidar com as pessoas e ter uma boa comunicação, você pode ser um “Einstein brasileiro”, mas ficará para trás. Provavelmente alguém que saiba menos do que você tecnicamente falando, assuma seu lugar numa empresa ou instituição.

Nessa hora minha sugestão maior é: desenvolva sua INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. Livros, textos, artigos e até filmes que tratam dessa questão é só o que não falta. Nem vou colocar sugestões aqui para despertar a sua curiosidade de ir atrás de mais conhecimento.

O 3º pilar, o de aprender a fazer, mais do que nunca, é preciso ser visto com atenção. Até porque temos as “Inteligências Múltiplas”, tão amplamente estudadas e divulgadas pelo psicólogo e educador Howard Gardner. Cada um de nós tem suas predisposições, seus talentos, e estes precisam ser explorados e desenvolvidos.

Infelizmente, a escola tradicional não dá tanta ênfase em ver cada aluno individualmente, levando-o a se desenvolver no que sabe fazer de melhor. Essa será a escola do futuro. Eu sonho em ver essa escola acontecendo no Brasil antes que parta desse mundo. Quando a educação de fato olhar cada estudante de forma individual e moldar seus dons dessa maneira, aí veremos a educação do Brasil ser talvez até mesmo a número 1 do mundo! Utopia isso? Talvez! Mas sonhar não custa nada não é?

O 4º pilar é o que menos vou comentar, não por ser menos importante, muito pelo contrário. Ele é tão importante quanto os outros. No entanto, esse aprender a ser nada mais é do que a busca incessante e permanente pelo AUTOCONHECIMENTO. E esse blog é voltado para o autoconhecimento. Você tem a sua disposição mais de 1000 textos para ler. Agora deu pra entender porque não vou me alongar nesse pilar?

freire

O ilustríssimo Paulo Freire

O 5º pilar, acrescentado pelo genial Paulo Freire, fala sobre o aprender o porquê. Eu fico me perguntando o porquê de um montão de coisas inúteis que as escolas insistem em ensinar aos alunos ano após ano.

Eu acho um verdadeiro absurdo. Por exemplo, eu ensino Física e Matemática, e o tanto de conteúdo inútil que eu preciso ensinar é algo que me deixa absurdado. Só ensino por causa da bendita grade curricular. Assuntos como: determinantes, binômio de Newton, equação de uma circunferência, de uma elipse, de uma hipérbole, logaritmos. Ou em Física: força elétrica, campo elétrico, lei de Snell (refração), momento de força etc etc. Quando? Quando é que um aluno que vai fazer um curso de Direito, de Odontologia ou de História, vai precisar disso? Ele simplesmente vai jogar tudo na lata do lixo, e um tempo precioso foi desperdiçado com “decorebas” para fazer uma prova.

Se algo não tem utilidade, o nosso cérebro simplesmente se encarrega de jogar fora. É o importante papel do ESQUECIMENTO.

Todos os dias lembro as sábias palavras do grande Nietzsche e que se popularizaram nas lindas crônicas do mestre Rubem Alves, que diz: “Aprendizado é o que fica depois que o esquecimento se encarregou de fazer o seu trabalho”.

É isso que acontece o tempo todo não só nas nossas escolas, mas nas Universidades e Faculdades também. Você que me lê, me pergunte hoje por exemplo: “Como se calcula o divergente do rotacional do não sei o quê? Como eu calculo a integral tripla pra saber o volume do sólido de tal coisa?”. Eu vou responder assim: “Ahh?”. E na época do curso de Física eu era fera nesses conteúdos!

A gente esquece, e isso é bom! Porque assim, sobra espaço para vir o novo.

Se me lembrasse de como resolver integrais triplas você nem estaria aqui lendo esse texto, que acabou se alongando um pouco, mesmo não sendo minha intenção! hehe

Pense com carinho sobre esses 5 pilares e procure levá-los para o seu dia a dia. Dessa forma, tendo um aprendizado permanente. Afinal de contas, só deixaremos de aprender no dia em que partirmos desse mundo…

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s