A metáfora das Cisternas e Fontes

Por Isaias Costa

cisternas-1

Eu sou fã de carteirinha do mestre Rubem Alves e ler os seus livros tem me ajudado a ser um professor melhor e um ser humano melhor. A forma simples que ele conseguia transmitir grandes ensinamentos me encanta e faz perceber que a famosa frase do Leonardo da Vinci é a mais pura verdade: “A simplicidade é o último grau de sofisticação”.

Li um texto no qual ele falava sobre as pessoas cisternas e as pessoas fontes. Confira!

******************

William Blake foi um poeta inglês a quem aconteciam aforismos. Disse «aconteciam» porque aforismos são como relâmpagos. Acontecem. Iluminam repentinamente o céu vindos não se sabe donde. Como os relâmpagos, com um poder para rachar rochas. Hoje um dos seus relâmpagos aconteceu: «As cisternas contêm; as fontes transbordam.»

«Cisternas» são buracos que se fazem na terra para guardar a água da chuva. São muito úteis em regiões áridas onde a chuva é rara e os rios não correm.

A água que a cisterna contém não brota dela. É um outro que a põe lá.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s