Arquivo do mês: abril 2018

Já não sou mais quem era antes

Por Isaias Costa

00-54-696x365

 

É interessante em alguns momentos fazermos uma espécie de retrospectiva da nossa vida como o todo, pois nesse exercício podemos ter uma noção mais clara de como estão se dando as nossas mudanças e evoluções ao longo dos anos.

Estou publicando esse texto exatamente na data em que completo mais um ano de vida (30/04/18). É bem comum nos pegarmos refletindo sobre os caminhos trilhados na data do nosso aniversário. E não sei se foi coincidência, mas acabei me deparando com algumas lindas palavras do genial escritor Millôr Fernandes, falecido em 2012. Palavras extraídas do “Livro vermelho dos pensamentos de Millôr” e que me inspiraram a escrever esse texto que você lê agora.

Continuar lendo

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Não seja uma pessoa prolixa

Por Isaias Costa

comportamento_capa

Esses dias li uma frase magnífica atribuída ao escritor francês do século XVII La Rochefoucauld que falava sobre o poder que os espíritos evoluídos têm de transmitir grandes ideias em poucas palavras. Segue abaixo suas palavras:

*******

“Como é característico dos grandes espíritos fazerem entender em poucas palavras muitas coisas, os pequenos espíritos, pelo contrário, têm o dom de muito falar e nada dizer.”

La Rochefoucauld

*******

Esse é um tema que até esse momento não me ative, a PROLIXIDADE. Ser prolixo é uma característica que algumas pessoas têm e que as tornam muito chatas. Inclusive a própria palavra “chato” não é bem entendida pela maioria das pessoas…

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Vale a pena se apoiar nos ombros de gigantes?

Por Isaias Costa

Existe uma linda frase atribuída ao grande cientista Isaac Newton que diz o seguinte: “Se cheguei até aqui foi porque me apoiei nos ombros de gigantes”. Essa é uma frase que inclusive repliquei em vários textos de minha autoria.

isaac_newton_se_cheguei_ate_aqui_foi_porque_me_apoiei_n_l33m6mw

Porém, hoje venho me questionar e acima de tudo, questionar a você que me lê: “Vale a pena se apoiar nos ombros de gigantes?”. Em um primeiro momento essa parece ser uma pergunta meio maluca, do tipo que se responde: “Mas é óbvio que sim…”. Será que é tão óbvio?

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O Quê São Virtudes?

Por Juan O’Keeffe

Virtude da Prudência – Gaetano Susali – Veneza
Foto por Wolfgang Moroder

Olá,

Que bom que você está aqui.

Um tópico que me interessa bastante e pretendo explorar aqui no blog ao longo do tempo é o cultivo à virtudes. Mas antes de entrar no detalhamento a fundo de cada uma das virtudes do ser humano, achei por bem primeiro escrever este artigo base apresentando o significado de virtude e quais os seus tipos.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Olhe de novo para ver o que não foi visto

Por Isaias Costa

banhistas-na-grenouilliere

Obra “Banhistas na Grenouillière” de Monet

Um tema interessantíssimo voltado acima de tudo para o campo das ARTES, mas que certamente pode ser levado para todos os campos da vida é a PERCEPÇÃO, tema que abordei poucas vezes aqui no blog.

Percepção é a capacidade de aprender através dos nossos cinco sentidos (ou seriam mais?…). O que me inspirou a escrever esse texto foram algumas palavras do grande escritor português José Saramago. Leia com bastante atenção…

*********

“A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse: “Não há mais o que ver”, saiba que não era assim. O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre. O viajante volta já.”

José Saramago

=> Clique aqui para ler o texto completo 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A felicidade e o copo d’água

Por Isaias Costa

glass-of-water

É impressionante o fato de existirem sabedorias transmitidas há milhares de anos e nós ainda não consigamos compreendê-las, por mais que já se tenha batido nas mesmas teclas vezes sem conta.

Essa semana eu li um pequeno artigo de autoria do designer de ideias Rafael Arraes que falava sobre a FELICIDADE inspirado na sabedoria do filósofo da antiguidade EPICURO, que viveu entre 341 – 270 a.C. Depois de 2300 anos continuamos sem entender suas ideias tão simples e ao mesmo tempo profundas!

Compartilho abaixo um pequeno trecho desse artigo. Leia com bastante atenção!

***********

Seguindo a essência dos ensinamentos de Epicuro, podemos imaginar nossa felicidade como um copo onde é necessário haver alguma água, talvez até pouco menos da metade, para que tenhamos alguma felicidade. Esta água corresponde a termos moradia, alimentação adequada, e algumas roupas para o convívio social básico. Dali em diante, podemos aumentar nossa felicidade na medida em que enchemos o copo com alguns luxos a mais, como uma alimentação mais elaborada, uma casa mais espaçosa e bem decorada etc. O que Epicuro nos afirma, no entanto, é que de nada adianta continuarmos enchendo o copo: a água vai simplesmente transbordar, e a nossa felicidade continuará inalterada.

=> Clique aqui para ler o texto completo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

A solidão e o silêncio

Por Isaias Costa

o-silc3aancio-de-deus

No momento em que escrevo esse texto estou relendo um dos livros mais intensos da mega escritora Clarice Lispector chamado “Um sopro de vida”, livro que ela escreveu já bem próximo da sua morte.

Num determinado trecho ela fala um pouco sobre o sentimento de SOLIDÃO relacionando com a perturbação do SILÊNCIO, algo vivenciado por quase todas as pessoas. Farei uma breve reflexão a partir das suas palavras. Confira!

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Como ser uma pessoa bem instruída?

Por Isaias Costa

Livros-de-pessoa-instruída-740x555

Eu sou um amante da etimologia, que é o estudo das raízes das palavras. Inclusive recentemente aprendi com a querida professora de Filosofia da Nova Acrópole Lucia Helena Galvão que boa parte do que podemos refletir sobre a Filosofia se esconde dentro das próprias palavras. E não é que ela tem razão? Quero nesse texto lhe levar a refletir sobre uma palavra que quase ninguém conhece sua origem: INSTRUÇÃO.

Todos nós vamos para a escola bem novinhos, em média com 3 anos de idade, e ficamos lá até os 17 anos. Só aí são 14 anos de estudo. Depois vamos para a faculdade estudar por mais 4, 5 ou 6 anos dependendo do curso. E como hoje em dia cada vez mais se exige uma especialização, aí se vão mais 2 anos de mestrado, e para os corajosos de plantão, mais 4 anos de doutorado. Somando tudo são em torno de 24 a 26 anos de estudo. Tudo para adquirir todo um cabedal de instruções! Quando paramos para pensar em termos de anos a coisa vai longe hein?…

Encontrei, pesquisando na internet, um artigo curto e bem interessante sobre a etimologia da palavra instrução. O título, para os interessados é: “A etimologia de alguns vocábulos referentes à educação”, do professor de Letras da Universidade Federal de Uberlândia Evandro Silva Martins. Abaixo transcrevo suas palavras.

=> Clique aqui para ler o texto completo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized