Por que eu sou contra a liberação do porte de armas?

Por Isaias Costa

43599423_1870782306375588_7463181592983240704_n

Eu tenho um sonho meio utópico de que a maior parte das pessoas tenha maior interesse em ler sobre a mente humana e princípios básicos de Psicologia. Como tenho consciência de que isso é buscado por uma minoria, é para esses que estou escrevendo esse texto, na esperança de levar um pouquinho mais de consciência.

O Brasil está passando por um momento muito nebuloso e que as consequências futuras são absolutamente imprevisíveis. Os níveis de violência vêm só aumentando e aumentando com o passar dos anos e o medo parece que se tornou o maior aliado dos brasileiros.

Enfim. Quero nesse texto explicar o meu principal motivo de ser contra a liberação do porte de armas para a grande massa, algo que vem sendo tramitado e discutido pelo deputado Jair Bolsonaro, candidato a presidência do Brasil em 2018.

Para basear minha argumentação, compartilho uma belíssima frase do psicoterapeuta Viktor Frankl.

******

“Entre estímulo e resposta, há um espaço. É nesse espaço que se encontra o poder de escolher a sua resposta.”

Viktor Frankl

******

Existe muita psicologia por trás dessa pequena frase. O estímulo se trata de algo externo que nos afeta de alguma maneira, seja ela positiva ou negativa. Ou seja, existem estímulos bons e positivos como uma risada, um beijo, um abraço, um carinho, um elogio etc. Mas existem os estímulos ruins e negativos como um insulto, um enfrentamento, um xingamento, uma agressão física etc.

No nosso cérebro, tanto um estímulo quanto o outro dá um tempo de resposta específico, que varia de forma absurda de pessoa para pessoa. O mais importante é sabermos que sempre existe esse intervalo.

Na nossa psique existe o inconsciente, subconsciente e consciente, na linguagem de Jung, ou o ID, EGO e SUPEREGO, na linguagem de Freud.

Quando somos estimulados, o consciente é acionado, porém, dependendo da carga emocional envolvida, o inconsciente também pode ser acionado, e é aí que mora o perigo. O inconsciente (ID) é o nosso lado mais reativo, mais instintivo, ou em outras palavras “o nosso lado que não pensa racionalmente”, que é o EGO ou consciente.

Se as armas forem liberadas para toda a população sem nenhuma dificuldade, sendo o nosso país extremamente violento e repleto de pessoas com tendências reativas. Existe a iminência de começar uma verdadeira carnificina de proporções apocalípticas.

Existe um conceito da psiquiatria que costumo explicar para meus alunos e vez ou outra para amigos também, que é o conceito de SURTO PSICÓTICO. O que vem a ser isso? É quando uma pessoa que não tem transtornos mentais diagnosticados, por conta de algum estímulo ou experiência de grande estresse, de forma impetuosa faz algo irracional e que pode vir ou não a se arrepender depois. O bacana é entender que isso pode ser tanto positivo como negativo.

Um exemplo positivo simples para que você entenda. Uma mãe percebeu que houve um incêndio na sua casa, mas sua filhinha pequena ainda está lá dentro, em meio a escombros e pedaços da casa caindo por todos os lados. Essa mãe pode ter um surto psicótico de se jogar no meio das labaredas para tentar salvar a vida da filha, correndo um sério risco de morrer nessa empreitada, entende? Trata-se de um ato heroico, mas de forma alguma o lado racional está atuando, pois ninguém em sã consciência se colocaria no meio de uma labareda flamejante…

Já no caso negativo. Digamos que um homem apaixonado pela sua esposa, super fiel e carinhoso, não faz a menor ideia de que ela o está traindo com o chefe da empresa dela. Num determinado dia ele volta pra casa e flagra a sua esposa transando com o seu chefe. Nessa hora ele pode ter um surto psicótico e pegar a primeira coisa que estiver por perto para matá-lo, mesmo sendo alguém que jamais faria isso em sã consciência. Isso se chama surto psicótico.

É preciso ficar bastante claro que não se trata de psicopatia, esse é um transtorno gravíssimo que precisaria de páginas e páginas para explicar. Um surto psicótico é uma atitude que é típica de alguém com psicose, porém vinda de alguém que está apenas profundamente abalado em suas emoções. Percebe a diferença?

Se as armas forem liberadas para a grande massa, eu temo por isso. Tenho medo de ver, por exemplo, pessoas mega irritadas no trânsito de SP capital às 18h, sacarem uma arma e atirarem a queima roupa em alguém por conta de uma discussão.

Tenho medo de ver alguém sendo assaltado e aparecer um “justiceiro” que, estando armado, queira fazer justiça com as próprias mãos com a justificativa de que “bandido bom é bandido morto”.

Tenho medo de ver os professores nas escolas denunciando na coordenação alguns alunos que ingerem drogas ilícitas e depois serem alvejados pelos próprios alunos ou seus fornecedores.

São tantas situações, tantas possibilidades de barbárie que nem vou me estender nisso.

Esse texto é o meu apelo para levar essa luzinha de consciência aos poucos que o leiam com o coração aberto e tendo a consciência das consequências do que estou colocando aqui.

Se as armas não forem liberadas, mesmo que esses surtos psicóticos ocorram (e certamente ocorrem pelo fato de serem comuns), a possiblidade de as consequências serem menos danosas é nítida. Volto à frase do Frankl para que você perceba o encaixe perfeito dela nesse contexto…

“Entre estímulo e resposta, há um espaço. É nesse espaço que se encontra o poder de escolher a sua resposta.”

Que nós optemos por esse espaço preenchido pela PAZ, pela CONSCIÊNCIA, e não pela impulsividade e ódio.

Parte dessa escolha está, por incrível que pareça, no seu voto nas urnas eletrônicas. Se você é a favor da paz e da consciência, se você ama a vida e sabe que cada ser humano é importante, mesmo que ele esteja temporariamente desviado do caminho do bem e da luz por escolhas equivocadas lá do passado, não aprovaria que todos pudessem andar armados.

O mundo já tem justiceiros demais, precisamos é de mais pacificadores. Que você faça parte junto comigo dos pacificadores. Vamos juntos?…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s