“Sinto vergonha, logo existo”

Por Isaias Costa

pessoas_que_ficam_vermelhas_de_vergonha_sao_confiaveis_e_mais_generosas_diz_estudo_1506004365

Ouvindo o quadro Academia CBN com o filósofo e professor Mario Sergio Cortella, fiquei refletindo bastante a respeito do que é considerado por muitos uma limitação ou mesmo uma característica das pessoas tímidas, que é a VERGONHA.

Ao contrário do que muitos pensam, ela tem um lado bastante positivo, desde que se analise o contexto. Caso queira ouvir seu comentário segue o link [aqui].

No comentário ele citou uma frase atribuída ao escritor russo Vladimir Soloviev que diz: “Sinto vergonha, logo existo”. Frase que se assemelha à famosa máxima de Descartes: “Penso, logo existo”.

É bem verdade que sentir vergonha é algo bastante humano e no cotidiano utilizamos muito a expressão “vergonha na cara” como forma de representar as atitudes decentes ou indecentes, honestas ou desonestas, virtuosas ou deletérias etc.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s