Você quer ser lembrado por muito tempo?

Por Isaias Costa

“Quando morremos, existem duas coisas que podemos deixar depois de nós: genes e memes. Nós fomos construídos como maquinas de genes, criados para passar adiante nossos genes. Mas esse aspecto nosso estará esquecido em três gerações. O seu filho, ou mesmo o seu neto, pode apresentar alguma semelhança com você, em traços faciais talvez, no talento para a música, na cor dos cabelos. Mas, a cada geração que passa, a contribuição dos seus genes é cortada pela metade. Não demora muito até que chegue a proporções negligenciáveis […] Mas, se você contribuir para a cultura mundial, se tiver uma boa ideia, compuser uma melodia, inventar um artefato tecnológico, escrever um poema, isso poderá prosseguir vivendo, incólume, até muito tempo depois que seus genes tiverem se dissolvido no reservatório comum. Sócrates pode ou não ter ainda um ou dois genes hoje ainda vivos no mundo, mas quem se importa? Os feixes de memes de Sócrates, Leonardo, Copérnico e Marconi continuam vigorosamente ativos.”

Richard Dawkins

É muito interessante o que o Dawkins traz com essa reflexão do seu famoso livro “O gene egoísta”. Uma das coisas que eu mais escuto por aí e que sempre questionei é com relação a ter filhos como uma espécie de propagação dos genes e manter viva a família pelo maior tempo possível!

Pois é! Dentro de poucas gerações, ninguém nem sequer lembrará o nosso nome. Porém, se deixarmos algo que possa ter uma duração no tempo muito maior, como é o caso das grandes ideias, dos belos livros que se transformam em clássicos, assim nós perduraremos por muito mais tempo. Algo de nós ainda estará presente com a possibilidade de até mesmo durar por séculos!

Isso é maravilhoso! Inclusive, só a título de curiosidade! Quase ninguém sabe, mas a popularização do termo MEME se deu após o sucesso desse livro! A palavra “meme” significa: “aquilo que é replicado”. Ou seja, é algo que impacta positivamente (e às vezes negativamente) tantas pessoas que gera o efeito viralização! Bacana não é?

Eu tenho um imenso prazer em escrever exatamente por causa disso. Enquanto existir a internet, milhares de pessoas poderão ser beneficiadas pelo que escrevo e estarei, mesmo que parta desse mundo, contribuindo com suas vidas de alguma forma. É aquela ideia do legado! A cada novo texto que publico é uma parte a mais desse meu legado que vou deixando para as pessoas!

Tenho consciência de que minha contribuição está a zilhões de anos-luz de distância desses grandes mestres que o Dawkins cita, mas fico tranquilo e sereno, porque sei que é o meu melhor e se trata de um processo constante de aprimoramento. Enquanto há vida, sempre podemos agregar mais e melhor ao mundo que nos rodeia! E isso é o que mais desejo para a minha!

E você? O que toda essa reflexão desperta em seu coração? Como você tem levado a sua vida? Como seria a sua vida deixando algo que pode durar por várias gerações a sua frente?…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s