Arquivo da tag: aniversário

Será que Raul Seixas morreu cedo demais?

Por Isaias Costa

1_mMgVwbWo2M4xVKwJlHFbag

Raul Seixas morreu no dia 21/08/1989 aos 44 anos. Publico esse pequeno texto em homenagem a ele 30 anos depois, no dia 21/08/2019, levantando essa pergunta do título: Será que Raul Seixas morreu cedo demais? Muitos dirão que sim, outros que não, e outros simplesmente dirão, não sei!

Lendo o livro “Raul Seixas: Estudos Interdisciplinares”, que traz uma coletânea de artigos, no artigo da Mônica Buarque intitulado “Rebeldia e negociação na trajetória artística de Raul Seixas”, dois trechos me chamaram bastante atenção e me inspiraram na escrita desse texto.

Em um texto de 1971, o cantor se pergunta “onde está Raul” enumerando suas contradições e responde não estar “ali ou aqui, rótulos prontos para serem usados”: No intelectual? No menino família? No hippie, no político? No eterno hipocondríaco? No sensual? No estudante de filosofia? No compositor popular? Ou quem sabe no poeta modernista? No cínico? No produtor de discos? – Raul Seixas

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

7 pérolas de sabedoria que aprendi com Mario Sergio Cortella

Por Isaias Costa

_104338214_crditos_chicomax

Estou publicando esse texto como uma pequena homenagem ao aniversário de 65 anos do professor e filósofo Mario Sergio Cortella, nascido em 05/03/1954. Desde 2013 venho lendo diversos livros seus e ouvindo suas palestras e comentários.

Ele é um senhor admirável, não apenas pelo conhecimento enciclopédico que tem, mas acima de tudo, pelos valores humanos que construiu ao longo de sua trajetória de vida tão bonita.

Farei uma breve reflexão sobre 7 pérolas de sabedoria que aprendi com ele.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

6 anos do blog “Para além do agora”

Por Isaias Costa

happy-6th-birthday-cake-e1455553974227

Talvez eu já tenha visto antes, mas apenas esse ano foi que atinei que o aniversário do blog acontece em uma data muito especial e importante, que é o dia mundial de prevenção do suicídio. Eu me sinto ainda mais honrado em fazer essa ligação! Tenho certeza que não foi por acaso que o blog se iniciou nesse dia.

Ao longo desses 6 anos, recebi centenas de comentários de agradecimento dos leitores contando que mudaram muitas perspectivas em suas vidas e passaram a ter uma esperança muito mais viva e ativa após o contato com os meus textos. Não sei o que acontece na vida particular dos leitores, mas acredito que minhas palavras tenham ajudado pelo menos alguns que já pensaram em atentar contra a vida a reverem seus conceitos. Por tudo isso e muito mais, venho aqui agradecer de coração a cada leitor por me acompanharem, seja a mais tempo, seja recentemente!

Continuar lendo

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Conselho muito bonito de Roberto Shinyashiki ao pais

Por Isaias Costa

Filhos crescidos

Hoje, 12/08/18, é o dia dos pais e venho trazer uma breve reflexão em homenagem a todos os pais.

Esses dias ouvi um programa de radio excelente com o grande escritor e palestrante Roberto Shinyashiki. Trata-se do programa “O sucesso é ser feliz” na Radio Mundial de São Paulo [link do podcast aqui].

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Já não sou mais quem era antes

Por Isaias Costa

00-54-696x365

 

É interessante em alguns momentos fazermos uma espécie de retrospectiva da nossa vida como o todo, pois nesse exercício podemos ter uma noção mais clara de como estão se dando as nossas mudanças e evoluções ao longo dos anos.

Estou publicando esse texto exatamente na data em que completo mais um ano de vida (30/04/18). É bem comum nos pegarmos refletindo sobre os caminhos trilhados na data do nosso aniversário. E não sei se foi coincidência, mas acabei me deparando com algumas lindas palavras do genial escritor Millôr Fernandes, falecido em 2012. Palavras extraídas do “Livro vermelho dos pensamentos de Millôr” e que me inspiraram a escrever esse texto que você lê agora.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 anos do blog “Para além do agora”

Por Isaias Costa

5-anos-de-NOSSO-VINHO-620x411

É com imensa alegria que estou escrevendo esse texto em comemoração aos 5 anos de existência do blog “Para além do agora”. De vez em quando eu me lembro que quando comecei a escrever, algumas pessoas me diziam que seria bem difícil eu manter o blog por mais de 1 ano, porque os brasileiros leem pouco, porque blogueiros não recebem reconhecimento, blablabla…

Como sempre faço, acolhi tudo o que me disseram sem discussões, e aqui estou eu, comemorando junto com você que me lê, esses 5 anos do blog.

Continuar lendo

9 Comentários

Arquivado em Uncategorized

A força de uma amizade

Por Thiago Rebouças e Isaias Costa

Amigos para sempre

Inspirado nas belíssimas palavras do meu querido amigo Thiago Rebouças, venho nessa data que se comemora o DIA DO AMIGO, falar um pouco sobre a força que uma amizade verdadeira tem na nossa vida.

Segue abaixo um pequeno texto que ele escreveu em comemoração à esse dia especial! Leia com bastante atenção!

***************

Existe aquela amizade que começa com afeição à primeira vista. Você bate o olho no sujeito e de cara o coração se agrada. Existe aquela amizade que começa do avesso, começa pelo “não gostar”, pelo “não fui muito com a cara” mas quando existe o menor sinal de oportunidade o amor visita o coração e pronto, você já não consegue mais ver sua vida sem ter aquele amigo por perto. Existe aquela amizade que nasceu lá atrás na época da escola, e existe aquela amizade que começou ontem na mesa do bar, mas não menos importante ela dispensa toda a realidade de tempo e dá aquela sensação que você conhece a pessoa há tempos e tempos. Existe aquela amizade que você tem a oportunidade de vivenciar vendo seu amigo pelo menos toda semana e existe aquela amizade em que seu amigo está a milhas distante, mas é tão forte que é como se ele morasse na mesma rua que você.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Rubem Alves: o espremedor de furúnculos

Por Isaias Costa

rubemalves

Hoje, dia 15/09/16, o mestre Rubem Alves, por quem tenho uma imensa admiração, estaria completando 83 anos se estivesse por aqui!

Nesse dia especial, venho lhe prestar uma singela homenagem me inspirando em uma de suas lindas crônicas, chamada “Conversa com o diabo II”, extraída do seu livro “Pimentas”. O Rubem Alves era um grande “espremedor de furúnculos”, algo que pouco a pouco também estou aprendendo a ser! Quem sabe estou aprendendo um pouquinho com ele não é mesmo? hehehe

Vamos ao trechinho dessa crônica…

“No mundo de Deus tudo tem de ser perfeito. Vou visitar a sua casa, linda, lustrosa, perfumada. Um visitante normal ficaria na sala de visitas. Mas eu sou abelhudo: vou logo espiar debaixo da cama para ver se a vassoura fez a limpeza devida. Se está suja, eu dou um sopro forte e as pulgas começam a pular. Eu sou o culpado? Fui eu que criei as pulgas? Me acusam de malcheiroso, sulfuroso, expelidor de gases fétidos. Errado. Eu só cutuco. A fedentina não é minha. Perguntem a Freud. Os psicanalistas fazem o mesmo que eu. Freud diria que estou certo. Não sou eu que ponho demônios dentro dos homens. São eles, os homens, que chamam, alimentam e abrigam. Eu só abro os quartos e os demônios saem. Me digam: sou eu o culpado?

Um dos meus alunos mais brilhantes, Sigmund Freud, empreendeu uma tremenda tarefa de transformar a ‘arte do teste’ em ‘ciência do teste’. Ele pensava – e nisso está certo – que somos como os bordados. Bordados têm um lado direito bonito que se mostra às pessoas, e um lado avesso, que é uma barafunda de linhas. Temos um lado direito que mostramos para todo mundo, e um lado avesso, que escondemos. A ciência que ele criou, a que deu o nome de Psicanálise, análise da alma, é uma série de artifícios para se ver o lado do avesso da pessoa que ela tenta desesperadamente esconder. Quando lhe chegava um paciente todo produzido, ele logo lhe pedia: ‘Mostre-me o seu traseiro…’.

Essa é minha tarefa: mostrar o traseiro das pessoas…”

************************

Venho mostrar para você a partir desse texto esse lado incrível do Rubem que estou aprendendo aos pouquinhos a me tornar também, um “espremedor de furúnculos”. Só a título de informação, talvez você não saiba, mas o mestre Rubem Alves atuou por muitos anos também como psicanalista, por isso tanta fluência para falar sobre o Freud, o pai da Psicanálise.

Além disso, deixo claro também que ele escreveu essa crônica como um bate papo com o diabo e esse trecho é como se fosse o diabo falando!

Ele sabia melhor do que ninguém unir a Psicanálise com a Literatura e o bom humor. Em poucas palavras ele explicou como se dá o processo psicanalítico que venho aprendendo através de muitos estudos e leituras.

Psicanálise é o processo de espremer os furúnculos internos que estão cheios de pus. O interessante é que ele brinca com a concepção religiosa de que as pessoas têm demônios dentro de si. Esses demônios são simplesmente as dores emocionais que não foram trabalhadas e se somatizaram como doenças no corpo físico, na mente, ou na alma.

Então acontece isso. O psicanalista escuta longamente as queixas dos pacientes e se utiliza de diversas técnicas para que aquilo que está preso no INCONSCIENTE venha a se tornar CONSCIENTE. Nessa hora é que os demônios saem e começa a acontecer o que há de mais lindo no processo terapêutico, que é a RESSIGNIFICAÇÃO, o processo de retirar das experiências do passado toda a carga emocional pesada, negativa, apodrecida, que criou os furúnculos.

Sugestão de leitura => O que significa ressignificar?

Essa ressignificação os religiosos dão o nome de exorcismo. Interessante não é? Uma pessoa que foi exorcizada e retirou seus demônios internos nada mais fez que retirar parte do peso emocional doloroso, gerando um alívio momentâneo ou definitivo.

O Rubem em todos os seus escritos tinha esse poder de espremer os nossos furúnculos, para que a partir das suas leituras, fizesse surgir de dentro de nós nosso lado mais perfumado, bonito, poético, apaixonado.

Se você analisar bem, é assim que acontece. Retiramos os furúnculos para reestabelecer a saúde e depois que todos os furúnculos são retirados, o que resta são as CICATRIZES dos cortes para retirar o pus e o perfume da saúde plena do corpo, da alma e da mente.

Até mesmo as cicatrizes têm um simbolismo, elas servem para lhe dizer que houve um sofrimento e que esse sofrimento faz parte de você, faz parte da sua história de vida, e não adianta escondê-lo, porque as cicatrizes mostram que eles existiram, mas que foram superados.

Enfim! O mestre Rubem me ensinou, continua ensinando e certamente ainda vai me ensinar muito. Digo como todos os seus fãs. Ele apenas deixou esse corpo físico, mas continua vivo, como uma espécie de comida, em todos os seus escritos, escritos “antropofágicos”, como ele mesmo costumava dizer não é?

Um viva ao grande espremedor de furúnculos Rubem Alves! Que ele nos ilumine de onde ele estiver e traga o diabo para conversar muitas vezes com seus queridos leitores!!

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

 

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 anos do blog “Para além do agora”

Por Isaias Costa

4toaniversario

Esse bolo está uma delícia!!

É com uma imensa alegria e gratidão que escrevo esse texto comemorando os 4 anos de existência do blog “Para além do agora”. Tanta coisa boa aconteceu ao longo desses 4 anos e venho compartilhar principalmente as que ocorreram nesse último ano.

Já falei algumas vezes nos textos que estou nesse momento fazendo um curso de formação em Psicanálise e essa, provavelmente, foi a maior mudança nesse último ano. Quem acompanha o blog deve ter percebido que os textos estão com uma vibe mais psicológica, e não é pra menos!

Tenho mergulhado fundo nas teorias psicológicas e psicanalíticas e aprendido principalmente com dois dos maiores psicanalistas da história: Sigmund Freud e Carl Jung. Vários textos foram inspirados nas suas palavras e isso me deixa muito feliz, porque prezo pela clareza e simplicidade nas mensagens, então tenho falado de teorias complexas com uma linguagem bastante acessível, que qualquer pessoa pode ler, compreender e colocar em prática na vida imediatamente.

Quero compartilhar principalmente as mensagens de duas leitoras que conversaram comigo pela fanpage e por e-mail e que sem perceberem serviram como um mega combustível para que eu continue firme e forte com esse projeto do blog.

A primeira me disse que fazia terapia há um tempo, mas que estava aprendendo e aplicando na vida os ensinamentos que passava no texto muito mais do que o que aprendia com a sua psicóloga. Nossa! Fiquei lisonjeado com esse elogio, pois consegui ter alguma noção do alcance que os textos estão tendo. Agradeço de coração a ela e fico imensamente grato por ter contribuído de alguma forma com o seu crescimento humano.

A segunda foi bem recentemente. Ela me confidenciou que em alguns anos que fazia terapia, a sua psicóloga jamais tinha lhe falado sobre conceitos e ferramentas básicas da Psicologia para a mudança de vida e cura das dores emocionais. Fiquei encantado e até mesmo um pouco surpreso com isso, mas sei que é verdade, porque, infelizmente, boa parte dos psicólogos não investigam as dores emocionais dos seus pacientes até o seu âmago mais profundo, o que dificulta a cura definitiva, entende?

Eu estou me preparando para ser terapeuta e desde já tenho esse propósito de ser uma luz que orienta os pacientes a por conta própria também descobrirem a luz que existe dentro deles para que através dessa mudança contribuam para a construção de um mundo melhor! Sempre defenderei essa causa de que as grandes mudanças começam individualmente, para só depois atingirem a coletividade.

São mensagens como essas que me enchem de entusiasmo e força para continuar a escrever e compartilhar as muitas coisas que venho aprendendo ao longo dos anos. Continuem acompanhando que virão muitos textos bacanas nesse 4º ano do blog!

Também quero fazer um agradecimento especial aos meus amigos que contribuíram escrevendo textos que foram publicados no blog em parceria comigo, o Thiago Rebouças, o Thalis Castro e o Diego Garcia, grandes amigos que o blog e a minha vida fizeram com que se aproximassem de mim agregando valor à minha vida e à de muitas pessoas através dos textos que foram publicados aqui.

Aproveito para relembrar que o blog está sempre de portas abertas para quem quiser escrever e publicar textos que tenham essa mesma vibe dos textos que escrevo, ou seja, textos voltados para a Psicologia humana, Psicanálise, Filosofia, Relacionamentos amorosos e afetivos, espiritualidade etc. O link para você saber como faz para escrever e publicar no blog é esse aqui embaixo, caso tenha interesse!

Escreva no blog “Para além do agora”

Outra novidade que me deixou muito feliz foi a republicação de alguns textos meus em sites com milhões de leitores como “O Segredo”, “Conti Outra” e “Verdade Mundial”. Ter textos publicados em sites tão incríveis fez com que as visualizações do blog disparassem como nunca vi igual! Agradeço às equipes desses sites por terem contribuído não só comigo, mas com o bem de milhares de leitores espalhando mensagens interessantes de textos meus! Muito obrigado, de coração!

Outra novidade que no meu caso, considero uma verdadeira superação pessoal, foram os áudios livres, ou no dito mais moderno, os podcasts que comecei a fazer em abril desse ano, tem sido uma aventura e tanto. Tenho falado sobre os mais diversos temas e de lá pra cá já foram quase 150 áudios gravados, dos quais dou uma ênfase à uma série de 40 áudios que gravei sobre a “Linguagem do corpo”, inspirado na Cristina Cairo, que o tempo todo cito nos meus textos.

Se você ainda não ouviu os áudios, convido a ouvir. Também tenho recebido um excelente feedback com relação a eles. E pode ter certeza que continuarei gravando diversos áudios nesse 4º ano do blog e fique à vontade para explorá-los e aprender um pouquinho a partir dessa outra ferramenta tão interessante e impactante também!

Os links do canal do Soundcloud e da série de áudios sobre a Metafísica da Saúde estão logo abaixo!

* Todos os aúdios

* Áudios Metafísica da Saúde

Enfim! Essas foram as principais novidades ao longo do 3º ano do blog e tenho certeza que muitas coisas maravilhosas virão daqui pra frente…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O que eu penso sobre aposentadoria?

Por Isaias Costa

rubem-alves-morreu

Estou escrevendo esse texto no dia em que se faz memória ao falecimento de um senhor que admiro do fundo do meu coração e que me inspira demais a escrever. É claro que estou falando dele, o mestre RUBEM ALVES.

Ele faleceu no dia 19/07/2014 deixando um imenso legado de sabedoria para a humanidade. Assim como ele, a cada novo texto que escrevo, também estou deixando o meu legado para as pessoas. Ler as palavras do Rubem me motiva a continuar sempre escrevendo.

Em homenagem a ele, tratarei nesse texto de um tema que ele sempre falava, mas até este momento, nunca escrevi com mais detalhes, a APOSENTADORIA. Eu penso sobre a aposentadoria da mesma forma que ele, e para embasar as ideias, nada melhor do que as palavras do próprio Rubem não é mesmo?

“Imagino que o poeta jamais pensaria em se aposentar. Pois quem deseja se aposentar daquilo que lhe traz alegria? Da alegria não se aposenta… Algumas páginas antes o herói da estória havia declarado que, ao final de sua longa caminhada pelas coisas mais altas do espírito, dentre as quais se destacava a familiaridade com a sublime beleza da música e da literatura, descobria que ensinar era algo que lhe dava prazer igual, e que o prazer era tanto maior quanto mais jovens e mais livres das deformações da deseducação fossem os estudantes.”

Fonte: A alegria de ensinar

Essas são palavras lindas e inspiradoras. Minhas maiores vocações são o ENSINO e a ESCRITA. São duas coisas que amo e que me dá uma imensa alegria.

Quando alguém fala comigo sobre aposentadoria sempre brinco que vou me aposentar quando tiver uns 100 anos, porque eu sinto tanta alegria em ensinar e escrever que não me vejo longe disso no período da velhice. E esse texto é uma motivação para que você repense a aposentadoria.

É possível se aposentar de uma maneira mais inteligente e sábia. Infelizmente a maior parte das pessoas se aposenta e depois que se aposenta não utiliza seu maiores dons em prol de ajudar um grande número de pessoas, quem faz isso são as pessoas que tem dentro de si um propósito maior.

Quero deixar claro que o problema não é se aposentar, o problema é se ACOMODAR, o que acaba transformando a vida na terceira idade numa rotina enfadonha e desgastante.

Para que você entenda ainda com mais clareza o que estou querendo transmitir, compartilho algumas palavras do grande educador Gabriel Perissé:

***************

Na primeira página do jornal Folha de S.Paulo de hoje, “aposentadoria” é palavra em destaque.

“No século XVI circulava a palavra “apousentar”, no sentido de fazer alguém pousar e repousar. O hóspede podia pousar no “apousento” de uma casa amiga. No século XIX o “u” já tinha ficado na estrada (ou terá pedido a aposentadoria?). A aposentadoria tornava-se direito trabalhista.

(Curiosidade: D. Pedro I concedeu a aposentadoria aos professores públicos que completassem 30 anos de serviço. Tal aposentadoria era denominada “jubilação”, do latim jubilatìo,”gritos de alegria”.)

Aquele que peregrina por muitos anos tem direito a pousar um dia. A palavra “pousar” remete ao latim pausare, “parar”, “descansar”. Mas descansar com dignidade. E aposentadoria não significa pendurar as chuteiras e ficar num canto, parado, paralisado. O aposentado pode e deve caminhar em novas direções, dedicando-se a atividades diversas e exercendo funções sociais relevantes.”

Fonte: O pouso do aposentado

**********************

Percebe como é lindo? Se aposentar é POUSAR e parar tranquilo num ambiente que lhe dê prazer e alegria.

Eu sou bem jovem, mas me imagino bem velhinho numa casinha confortável escrevendo sem nenhuma pressa nem preocupação com prazos e compromissos maiores. Essa é, a meu ver, a melhor forma de se aposentar, você continuar fazendo aquilo que ama fazer, porém sem cobranças e sem tanta responsabilidade.

“O aposentado pode e deve caminhar em novas direções, dedicando-se a atividades diversas e exercendo funções sociais relevantes.”

Você que me lê agora, o que poderia fazer na sua velhice que fosse socialmente relevante? Se você nunca pensou sobre isso, que tal pensar hoje aproveitando essa linda inspiração que tive a partir do mestre Rubem Alves?

Enfim! Que você olhe a aposentaria com olhos mais amorosos e altruístas! Essa é a minha visão e sonho que mais e mais pessoas passem a enxergar esse período da vida a partir desse olhar, e assim se encham de criatividade para ajudar esse planeta a ser pelo menos um pouquinho melhor, como fez o querido Rubem, que sempre vai nos deixar saudades…

* Para ouvir a leitura desse texto basta clicar [aqui]

 

 

 

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized