Arquivo da tag: equilíbrio

Uma analogia entre a Física Básica e os relacionamentos

Por Isaias Costa

einstein-educacao-696x435

Eu sempre gostei das conhecidas piadas de nerd e fiquei refletindo psicologicamente a partir de uma das minhas favoritas e acabei tendo uma inspiração bacana para escrever esse texto que você lê agora.

A piada conta de um jovem triste que procura o físico Albert Einstein querendo um conselho sobre o seu namoro que estava por um fio.

Ele chega para o físico dizendo:

– Senhor Einstein, preciso de um conselho seu. A minha namorada me pediu um tempo e falou que precisava de mais espaço. O que eu faço?

– Acho que ela está querendo calcular a velocidade!

Continuar lendo

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

A sabedoria dos patos

Por Isaias Costa

patos

Estava ouvindo na Radio Mundial de São Paulo o programa Entrevidas com o professor e terapeuta Marcello Cotrim e achei muito interessante a abordagem motivacional e metafísica que ele levantou para explicar que os patos têm uma sabedoria maravilhosa a nos transmitir. Com a leitura desse texto você nunca mais vai olhar para os patos da mesma forma.

Ele explicou fazendo um comparativo entre os arquétipos da águia e do pato, só lembrando que arquétipos são espécies de modelos mentais ou representativos e que são universais, ou seja, tanto no Brasil como em qualquer lugar do mundo, a concepção é a mesma.

Continuar lendo

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

No futuro só existirão solteiros e bem casados

Por Isaias Costa

ser-solteiro-e-opcao-e-nao-falta-dela

Li esses dias algumas palavras sábias e certeiras do querido psiquiatra Flavio Gikovate a respeito do futuro dos relacionamentos não só no Brasil, mas no mundo todo. Farei uma breve reflexão a partir delas. Confira!

******

Numa relação respeitosa não há lugar para as “brigas normais dos casais”. Amor é paz, aconchego e companheirismo. Do contrário, é melhor ficar sozinho. A qualidade de vida dos solteiros está cada vez melhor, de modo que se transforma automaticamente numa “nota de corte” para os relacionamentos: tudo o que for pior do que viver só irá desaparecer. No futuro só existirão solteiros e bem casados!

Flavio Gikovate

******

Deixo claro que ele tinha essa noção para um futuro bem, bem distante. Provavelmente nem eu nem você que me lê agora veremos essa realidade na grande massa da população. No entanto, é um fato estarmos caminhando lentamente nessa direção.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Às vezes é bom ser insensível

Por Isaias Costa

lama-mendjila

Muitas coisas são ensinadas para nós de forma distorcida e para mudarmos a ótica é preciso um mergulho profundo no autoconhecimento. Por exemplo, uma ideia do senso comum é a de que os homens são insensíveis e as mulheres são hipersensíveis. Será mesmo?

Esses dias li algumas sábias palavras no Lama Padma Samten e decidi compartilhá-las, ampliando um pouco mais a sua reflexão. Confira!

******

“A pior coisa que pode acontecer conosco quando nos defrontarmos com outra pessoa que vem com uma atitude negativa é nós nos tornarmos sensíveis a isso. Quando a gente se torna sensível, a gente tem uma tendência a copiar a mente do outro e fazer exatamente como o outro. Então, isso não só é um problema que o outro tem, como é um tipo de doença contagiosa. Se a gente não tiver muito cuidado se contagia também. Somos arrastados.

=> Clique aqui para ler o texto completo 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Excesso de ordem ou de caos não nos faz bem

Por Isaias Costa

Butterfly_effect_Wallpaper__yvt2

Estava ouvindo o quadro Revista CBN com a Petria Chaves e fiquei muito reflexivo ao ouvir uma entrevista que ela fez ao Prof. Silvio Anaz, que é Doutor em Comunicação pela PUC-SP. [Link aqui].

O foco da entrevista era falar sobre ordem e caos não apenas na sociedade, mas como algo que faz parte da história da humanidade. Logo no início da entrevista o Silvio contou um pouco desse processo histórico e até comentou um pouco sobre a Mitologia Grega.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Desconfie de toda terapia que promete ser rápida e certeira

Por Isaias Costa

scuola-psicologo

Li um texto bem curtinho da querida psicóloga Caroline Treigher que me fez refletir sobre o imediatismo da nossa sociedade, que por conta disso está cada dia mais adoecida.

Há um lado positivo que é o fato de mais pessoas estarem aos poucos buscando terapias, mas há também um lado tremendamente negativo que são as diversas pessoas que vem trazendo soluções mágicas para a cura das nossas mazelas interiores! Segue abaixo suas palavras.

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

A polarização na política é uma cegueira coletiva

Por Isaias Costa

Polarização política

Eu gosto muito de acompanhar as lives promovidas pelo CEBB ou pelo site “O Lugar”, porque sempre eles trazem reflexões muito profundas para os que assistem. Recomento fortemente os dois canais a todos os leitores, vale a pena conferi-los!

Exatamente no dia em que escrevo esse texto 28/09/18, houve uma dessas lives com a querida professora de Yoga e Meditação Jeanne Pilli. Transcrevi para cá um trecho maravilhoso que tomarei como base para a reflexão. Se quiser assistir ao vídeo completo segue o link abaixo.

“Eu acho que precisamos dar esse passo para trás, independente da gritaria, de um candidato ou outro, e entender o que está acontecendo com o país, o que as pessoas estão fazendo ao defender tortura, por exemplo. Não dá para tolerar isso…

=> Clique aqui para ler o texto completo

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Assertividade: O Que É e Como Adotá-la

Por Juan O’Keeffe

o que é assertividade, como ser assertivo

Você tem dificuldade de comunicação com as pessoas? Possivelmente seja porque você não esteja conseguindo se expor assertivamente. Essa é uma habilidade de comunicação bastante útil.

Assertividade é comunicação clara e objetiva com firmeza e segurança. Uma pessoa assertiva é efetiva em comunicar o que quer dizer. Sem rodeios. Sem titubear. Demonstra confiança e clareza na comunicação.

A comunicação assertiva é o meio entre a comunicação passiva e a agressiva.

Comunicação Passiva

As pessoas muitas vezes adotam um comportamento passivo. Aceitam o que lhe é apresentado mesmo quando tem alguma coisa incomodando.

Isso acontece por diferentes motivos. Pode ser por medo de ter sua ideia desaprovada ou virar motivo de risada, por exemplo. Em outros casos simplesmente para evitar o conflito.

O problema de adotar esse estilo de comunicação é que você acaba sofrendo por não se impor e se expressar. O que importa para você acaba sempre sendo deixado para trás. Pense que comportamento “passivo” é de “passar”, ou seja, simplesmente deixar que alguém passe por você.

Comunicação Agressiva

No outro extremo, existem os momentos em que se faz uso de comunicação agressiva.

Esse tipo de comunicação apresenta características como ser acusatória em relação a outra parte julgando e apontando erros. Pode até mesmo ser interpretada como ofensiva.

Às vezes, pode estar carregada emocionalmente de sentimentos como raiva, por exemplo.

O problema desse tipo de comunicação é que faz o outro lado tomar uma atitude defensiva até contra-atacando e isso pode acabar fechando o canal de comunicação.

Comunicação Assertiva

No meio das duas está a comunicação assertiva. Uma opção bem mais interessante pois permite você se expressar e ser ouvido ao mesmo tempo que mantém um bom diálogo com a outra parte. A comunicação assertiva é o balanço entre a comunicação passiva e a agressiva.

Não é aceitar passivamente o que lhe impuserem e tampouco tentar impor a sua vontade autoritariamente. É colocar a sua visão a respeito do tema de forma calma, clara e objetiva e ao mesmo tempo ouvir e respeitar a posição do outro lado. É favorecer o diálogo.

A assertividade é uma forma de comunicação elegante que torna as pessoas mais abertas a ouvir o que você tem a dizer. Ser assertivo também significa não ter medo de se posicionar. Dizer o que você pensa em vez de “Eu não sei” ou “Você decide”.

Os gestos e o tom de voz também têm relevância. Devem auxiliar na sua expressão demonstrando uma comunicação não agressiva. Você não quer ficar levantando a voz e gesticulando de maneira a parecer uma pessoa hostil que quer impor sua opinião a qualquer custo. Mas tampouco quer se apresentar timidamente a ponto de ser ignorado.

Comportamento assertivo significa adotar um gestual adequado que colabore na sua auto-expressão e um tom de voz que seja suficientemente alto para ser bem ouvido e, ao mesmo tempo, tranquilo, relaxado e seguro.

Exemplos de assertividade

– Seu filho pede para sair para jogar bola. Você diz com calma e clareza, olhando nos olhos dele “Você pode ir jogar bola, mas primeiro vai terminar o tema da escola”.

– Você lidera uma equipe de trabalho em que alguns membros divergem sobre como lidar com um determinado tema. Você diz: “Eu ouvi a opinião de todos. Refleti e tomei a decisão de que faremos isto.”

– Responder uma pergunta do tipo “Sim ou Não” com um “Sim” ou com um “Não” sem criar rodeios com explicações longas e prolixas que não chegam a lugar algum e só trazem confusão.

Uma atitude assertiva envolve também defender os seus direitos e interesses. Conseguir expressar seus desejos e sentimentos de forma apropriada.

Frases que tenham “Eu” como “Eu quero”“Eu preciso”“Eu sinto”fazem parte de um estilo de comunicação assertivo quando usadas não de forma arrogante, mas como um recurso para apresentar claramente as suas opiniões, vontades e sentimentos. Por exemplo:

– “Eu preciso que você me ajude nisto para que possamos concluir esse trabalho ainda hoje.”

– “Quando você chega atrasado, eu sinto que o meu tempo não está sendo respeitado.”

– Alguém mexeu nas suas coisas e você diz com clareza “Eu não gostei de você ter mexido nas minhas coisas”.

– Alguém pergunta pra você “O que vamos comer hoje?”, em vez de titubear você expressa a sua vontade “Hoje eu quero comer pizza”.

Comunicação assertiva também apoia-se em fatos para demonstrar o seu ponto. Por exemplo:

– “Não me sinto à vontade na sua carona pois você gosta de andar em alta velocidade.”

– Em vez de agressivamente falar “Você não está fazendo as suas tarefas direito”, assertividade no trabalho seria dizer “A sua tarefa está incompleta pois faltam os itens a, b e c que deveriam estar presentes”. O foco passa a ser menos na pessoa e mais nos fatos.

Assertividade na comunicação também significa saber dizer Não quando necessário. Claro, de maneira educada, mas clara.

– “Infelizmente não poderei acompanhá-lo esse dia. Tenho um compromisso importante que preciso comparecer.”

Principais benefícios da assertividade

• Comunica melhor o seu recado
• Aumenta sua auto-confiança
• Ajuda você a ser ouvido
• Ajuda a gerenciar as situações de forma mais controlada
• Contribui para você conquistar respeito
• Cria proximidade com pessoas que pensam de forma semelhante
• Reduz o stress ao possibilitar expressar seus pensamentos, desejos e sentimentos

7 Dicas Para Ser Mais Assertivo

Concluindo

Todos nós usamos todos os três tipos de comunicação em um momento ou outro. Às vezes nos comportamos como uma pessoa passiva, em outras como uma pessoa agressiva e, em outras, adotamos uma postura assertiva.

Tudo depende do contexto. Onde estamos, qual o assunto e com quem estamos falando. Os três tipos de comunicação têm o seu momento e, dependendo da situação, pode ser que faça mais sentido aplicar um ou outro. O importante aqui é perceber a importância da assertividade para uma comunicação efetiva e procurar usá-la e praticá-la mais.

Quando você estiver agindo de forma passiva lembre-se que as pessoas não sabem ler a mente. Elas não saberão o que você quer a não ser que você faça essa comunicação com clareza.

E quando você estiver sendo agressivo, lembre-se que isso também pode estar afastando você da outra pessoa e criando barreiras de comunicação.

Assertividade é conseguir articular seus desejos e necessidades e ao mesmo tempo estar aberto aos desejos e necessidades do outro. Um estilo que pode trazer mais eficácia para a sua habilidade de comunicação.

Link: Assertividade: O que é e como adotá-la

JuanOKeeffe2Empreendedor, pai de um menino chamado Lucas e de uma cachorrinha chamada Nina. Bacharel e mestre em Administração de Empresas pela PUC-RS também estudei por um ano nos EUA. Ex-funcionário do mundo corporativo onde atuei em funções de analista e gerente de projetos de software em multinacionais Fortune 500 como HP e Dell. Atualmente meus maiores interesses são desenvolvimento pessoal, cães, negócios e alimentação saudável.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A felicidade e o copo d’água

Por Isaias Costa

glass-of-water

É impressionante o fato de existirem sabedorias transmitidas há milhares de anos e nós ainda não consigamos compreendê-las, por mais que já se tenha batido nas mesmas teclas vezes sem conta.

Essa semana eu li um pequeno artigo de autoria do designer de ideias Rafael Arraes que falava sobre a FELICIDADE inspirado na sabedoria do filósofo da antiguidade EPICURO, que viveu entre 341 – 270 a.C. Depois de 2300 anos continuamos sem entender suas ideias tão simples e ao mesmo tempo profundas!

Compartilho abaixo um pequeno trecho desse artigo. Leia com bastante atenção!

***********

Seguindo a essência dos ensinamentos de Epicuro, podemos imaginar nossa felicidade como um copo onde é necessário haver alguma água, talvez até pouco menos da metade, para que tenhamos alguma felicidade. Esta água corresponde a termos moradia, alimentação adequada, e algumas roupas para o convívio social básico. Dali em diante, podemos aumentar nossa felicidade na medida em que enchemos o copo com alguns luxos a mais, como uma alimentação mais elaborada, uma casa mais espaçosa e bem decorada etc. O que Epicuro nos afirma, no entanto, é que de nada adianta continuarmos enchendo o copo: a água vai simplesmente transbordar, e a nossa felicidade continuará inalterada.

=> Clique aqui para ler o texto completo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Entenda melhor o que é a modéstia

Por Isaias Costa

Humildade

No momento em que escrevo esse texto, estou lendo um livro maravilhoso intitulado “A morte é um dia que vale a pena viver”, da doutora Ana Claudia Quintana Arantes, um livro que recomendo a todos a leitura, pois nos traz importantes reflexões sobre o sentido da vida e como podemos viver com mais presença.

Um determinado trecho me fez refletir bastante sobre como temos dificuldade em acolher elogios ou críticas, e temos mais dificuldade ainda em reconhecer com precisão aquilo no qual somos bons ou não somos bons.

Inclusive, antes de compartilhar suas palavras quero fazer um parêntese sobre a palavra MODÉSTIA. Você sabia que quase ninguém entende essa palavra? Eu mesmo também não entendia tempos atrás. Aprendi com mais clareza ouvindo as palestras do terapeuta Luiz Gasparetto. Enfim, ser modesto é saber reconhecer com clareza, sem complexos de superioridade ou inferioridade, o que se tem de bom e positivo em si mesmo. Um exemplo pessoal. Eu sou bom com conteúdos de Matemática do ensino médio. Sou modesto quando digo a um aluno: “Maravilha! Posso ensinar esse problema de geometria plana. É assim, tal tal e tal…”.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized