Arquivo da tag: equilíbrio

Assertividade: O Que É e Como Adotá-la

Por Juan O’Keeffe

o que é assertividade, como ser assertivo

Você tem dificuldade de comunicação com as pessoas? Possivelmente seja porque você não esteja conseguindo se expor assertivamente. Essa é uma habilidade de comunicação bastante útil.

Assertividade é comunicação clara e objetiva com firmeza e segurança. Uma pessoa assertiva é efetiva em comunicar o que quer dizer. Sem rodeios. Sem titubear. Demonstra confiança e clareza na comunicação.

A comunicação assertiva é o meio entre a comunicação passiva e a agressiva.

Comunicação Passiva

As pessoas muitas vezes adotam um comportamento passivo. Aceitam o que lhe é apresentado mesmo quando tem alguma coisa incomodando.

Isso acontece por diferentes motivos. Pode ser por medo de ter sua ideia desaprovada ou virar motivo de risada, por exemplo. Em outros casos simplesmente para evitar o conflito.

O problema de adotar esse estilo de comunicação é que você acaba sofrendo por não se impor e se expressar. O que importa para você acaba sempre sendo deixado para trás. Pense que comportamento “passivo” é de “passar”, ou seja, simplesmente deixar que alguém passe por você.

Comunicação Agressiva

No outro extremo, existem os momentos em que se faz uso de comunicação agressiva.

Esse tipo de comunicação apresenta características como ser acusatória em relação a outra parte julgando e apontando erros. Pode até mesmo ser interpretada como ofensiva.

Às vezes, pode estar carregada emocionalmente de sentimentos como raiva, por exemplo.

O problema desse tipo de comunicação é que faz o outro lado tomar uma atitude defensiva até contra-atacando e isso pode acabar fechando o canal de comunicação.

Comunicação Assertiva

No meio das duas está a comunicação assertiva. Uma opção bem mais interessante pois permite você se expressar e ser ouvido ao mesmo tempo que mantém um bom diálogo com a outra parte. A comunicação assertiva é o balanço entre a comunicação passiva e a agressiva.

Não é aceitar passivamente o que lhe impuserem e tampouco tentar impor a sua vontade autoritariamente. É colocar a sua visão a respeito do tema de forma calma, clara e objetiva e ao mesmo tempo ouvir e respeitar a posição do outro lado. É favorecer o diálogo.

A assertividade é uma forma de comunicação elegante que torna as pessoas mais abertas a ouvir o que você tem a dizer. Ser assertivo também significa não ter medo de se posicionar. Dizer o que você pensa em vez de “Eu não sei” ou “Você decide”.

Os gestos e o tom de voz também têm relevância. Devem auxiliar na sua expressão demonstrando uma comunicação não agressiva. Você não quer ficar levantando a voz e gesticulando de maneira a parecer uma pessoa hostil que quer impor sua opinião a qualquer custo. Mas tampouco quer se apresentar timidamente a ponto de ser ignorado.

Comportamento assertivo significa adotar um gestual adequado que colabore na sua auto-expressão e um tom de voz que seja suficientemente alto para ser bem ouvido e, ao mesmo tempo, tranquilo, relaxado e seguro.

Exemplos de assertividade

– Seu filho pede para sair para jogar bola. Você diz com calma e clareza, olhando nos olhos dele “Você pode ir jogar bola, mas primeiro vai terminar o tema da escola”.

– Você lidera uma equipe de trabalho em que alguns membros divergem sobre como lidar com um determinado tema. Você diz: “Eu ouvi a opinião de todos. Refleti e tomei a decisão de que faremos isto.”

– Responder uma pergunta do tipo “Sim ou Não” com um “Sim” ou com um “Não” sem criar rodeios com explicações longas e prolixas que não chegam a lugar algum e só trazem confusão.

Uma atitude assertiva envolve também defender os seus direitos e interesses. Conseguir expressar seus desejos e sentimentos de forma apropriada.

Frases que tenham “Eu” como “Eu quero”“Eu preciso”“Eu sinto”fazem parte de um estilo de comunicação assertivo quando usadas não de forma arrogante, mas como um recurso para apresentar claramente as suas opiniões, vontades e sentimentos. Por exemplo:

– “Eu preciso que você me ajude nisto para que possamos concluir esse trabalho ainda hoje.”

– “Quando você chega atrasado, eu sinto que o meu tempo não está sendo respeitado.”

– Alguém mexeu nas suas coisas e você diz com clareza “Eu não gostei de você ter mexido nas minhas coisas”.

– Alguém pergunta pra você “O que vamos comer hoje?”, em vez de titubear você expressa a sua vontade “Hoje eu quero comer pizza”.

Comunicação assertiva também apoia-se em fatos para demonstrar o seu ponto. Por exemplo:

– “Não me sinto à vontade na sua carona pois você gosta de andar em alta velocidade.”

– Em vez de agressivamente falar “Você não está fazendo as suas tarefas direito”, assertividade no trabalho seria dizer “A sua tarefa está incompleta pois faltam os itens a, b e c que deveriam estar presentes”. O foco passa a ser menos na pessoa e mais nos fatos.

Assertividade na comunicação também significa saber dizer Não quando necessário. Claro, de maneira educada, mas clara.

– “Infelizmente não poderei acompanhá-lo esse dia. Tenho um compromisso importante que preciso comparecer.”

Principais benefícios da assertividade

• Comunica melhor o seu recado
• Aumenta sua auto-confiança
• Ajuda você a ser ouvido
• Ajuda a gerenciar as situações de forma mais controlada
• Contribui para você conquistar respeito
• Cria proximidade com pessoas que pensam de forma semelhante
• Reduz o stress ao possibilitar expressar seus pensamentos, desejos e sentimentos

7 Dicas Para Ser Mais Assertivo

Concluindo

Todos nós usamos todos os três tipos de comunicação em um momento ou outro. Às vezes nos comportamos como uma pessoa passiva, em outras como uma pessoa agressiva e, em outras, adotamos uma postura assertiva.

Tudo depende do contexto. Onde estamos, qual o assunto e com quem estamos falando. Os três tipos de comunicação têm o seu momento e, dependendo da situação, pode ser que faça mais sentido aplicar um ou outro. O importante aqui é perceber a importância da assertividade para uma comunicação efetiva e procurar usá-la e praticá-la mais.

Quando você estiver agindo de forma passiva lembre-se que as pessoas não sabem ler a mente. Elas não saberão o que você quer a não ser que você faça essa comunicação com clareza.

E quando você estiver sendo agressivo, lembre-se que isso também pode estar afastando você da outra pessoa e criando barreiras de comunicação.

Assertividade é conseguir articular seus desejos e necessidades e ao mesmo tempo estar aberto aos desejos e necessidades do outro. Um estilo que pode trazer mais eficácia para a sua habilidade de comunicação.

Link: Assertividade: O que é e como adotá-la

JuanOKeeffe2Empreendedor, pai de um menino chamado Lucas e de uma cachorrinha chamada Nina. Bacharel e mestre em Administração de Empresas pela PUC-RS também estudei por um ano nos EUA. Ex-funcionário do mundo corporativo onde atuei em funções de analista e gerente de projetos de software em multinacionais Fortune 500 como HP e Dell. Atualmente meus maiores interesses são desenvolvimento pessoal, cães, negócios e alimentação saudável.

nicação clara e objetiva com firmeza e segurança. Uma pessoa assertiva é efetiva em comunicar o que quer dizer. Sem rodeios. Sem titubear. Demonstra confiança e clareza na comunicação.

A comunicação assertiva é o meio entre a comunicação passiva e a agressiva.

 

Continuar lendo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A felicidade e o copo d’água

Por Isaias Costa

glass-of-water

É impressionante o fato de existirem sabedorias transmitidas há milhares de anos e nós ainda não consigamos compreendê-las, por mais que já se tenha batido nas mesmas teclas vezes sem conta.

Essa semana eu li um pequeno artigo de autoria do designer de ideias Rafael Arraes que falava sobre a FELICIDADE inspirado na sabedoria do filósofo da antiguidade EPICURO, que viveu entre 341 – 270 a.C. Depois de 2300 anos continuamos sem entender suas ideias tão simples e ao mesmo tempo profundas!

Compartilho abaixo um pequeno trecho desse artigo. Leia com bastante atenção!

***********

Seguindo a essência dos ensinamentos de Epicuro, podemos imaginar nossa felicidade como um copo onde é necessário haver alguma água, talvez até pouco menos da metade, para que tenhamos alguma felicidade. Esta água corresponde a termos moradia, alimentação adequada, e algumas roupas para o convívio social básico. Dali em diante, podemos aumentar nossa felicidade na medida em que enchemos o copo com alguns luxos a mais, como uma alimentação mais elaborada, uma casa mais espaçosa e bem decorada etc. O que Epicuro nos afirma, no entanto, é que de nada adianta continuarmos enchendo o copo: a água vai simplesmente transbordar, e a nossa felicidade continuará inalterada.

=> Clique aqui para ler o texto completo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Entenda melhor o que é a modéstia

Por Isaias Costa

Humildade

No momento em que escrevo esse texto, estou lendo um livro maravilhoso intitulado “A morte é um dia que vale a pena viver”, da doutora Ana Claudia Quintana Arantes, um livro que recomendo a todos a leitura, pois nos traz importantes reflexões sobre o sentido da vida e como podemos viver com mais presença.

Um determinado trecho me fez refletir bastante sobre como temos dificuldade em acolher elogios ou críticas, e temos mais dificuldade ainda em reconhecer com precisão aquilo no qual somos bons ou não somos bons.

Inclusive, antes de compartilhar suas palavras quero fazer um parêntese sobre a palavra MODÉSTIA. Você sabia que quase ninguém entende essa palavra? Eu mesmo também não entendia tempos atrás. Aprendi com mais clareza ouvindo as palestras do terapeuta Luiz Gasparetto. Enfim, ser modesto é saber reconhecer com clareza, sem complexos de superioridade ou inferioridade, o que se tem de bom e positivo em si mesmo. Um exemplo pessoal. Eu sou bom com conteúdos de Matemática do ensino médio. Sou modesto quando digo a um aluno: “Maravilha! Posso ensinar esse problema de geometria plana. É assim, tal tal e tal…”.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A simplicidade leva à plenitude

Por Isaias Costa

7883257_orig

Nós vivemos numa sociedade que, infelizmente, ainda é extremamente materialista e imediatista. Uma grande parcela da população trabalha de forma exagerada, quase sempre pra conseguir o dinheiro suficiente para manter um padrão de vida que não prioriza o essencial na vida e no qual não se valoriza tanto as pequenas coisas.

No momento em que escrevo esse texto estou lendo dois livros magníficos, que podem contribuir de forma significativa com mudanças no nosso comportamento e nas escolhas. São os livros “A morte é um dia que vale a pena viver”, da Dra. Ana Claudia Quintana Arantes, e “Simplicidade voluntária”, do escritor e palestrante Duane Elgin.

Desde garoto eu sempre tive uma tendência a buscar a simplicidade na vida, e agora com a leitura desses dois livros, isso só se ratificou, e venho trazer reflexões que considero de suma importância para todos nós a respeito da verdadeira simplicidade.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O poder da mente nos nossos processos de cura

Por Isaias Costa

yoga-sutra-tt-width-660-height-300-bgcolor-FFFFFF

A nossa mente tem um poder incrível, tanto para auxiliar no nosso bem estar, paz, plenitude, prosperidade, como também para nos afastar da nossa essência, contribuindo com diversos processos de adoecimento. Constantemente escrevo textos falando sobre o quanto a nossa saúde do corpo está diretamente relacionada com o nosso equilíbrio emocional, psíquico e espiritual.

Recentemente assisti a uma palestra bem interessante do grande escritor e orador espírita José Carlos de Lucca que me fez ficar um bom tempo refletindo sobre o poder imenso que a nossa mente tem.

Nessa palestra, ele disse que em determinado momento da sua vida, já trabalhando como palestrante e com alguns livros publicados, ele fez uma viagem de carro com um amigo e no meio do caminho eles se acidentaram. O carro ficou bem amassado, no entanto os dois continuaram bem. Aparentemente parecia que não tinha ocorrido nada com eles. Nem com partes do corpo sangrando eles ficaram. O de Lucca, como tinha um compromisso com uma palestra que estava confirmada, percorreu o restante do caminho que faltava de táxi.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Vivemos em uma cultura masoquista

Por Isaias Costa

Mariana-Borges

Eu me sinto imensamente atraído pelos ensinamentos orientais, principalmente os ligados ao Budismo. O cerne dos ensinamentos budistas está relacionado com o sofrimento e que através do famoso “caminho óctuplo”, proposto por Gautama Buda, podemos transcendê-lo e atingirmos a iluminação.

Infelizmente vivemos num país no qual as pessoas, em sua maioria, não dão muita bola para esses ensinamentos. Por isso intitulei esse texto dizendo que vivemos em uma cultura masoquista. É comum ouvirmos as pessoas dizerem frases como: “o sofrimento é necessário”, “o sofrimento nos faz acordar para a vida”, “vencer sem luta é triunfar sem glória” etc etc.

Isso está entranhado no inconsciente coletivo dos brasileiros de um jeito tal que, se alguém tem uma vida simples, feliz, equilibrada e sem conflitos, quase todos olham torto, como se essa pessoa fosse um alienígena. Percebe que maluco? O normal é ter uma vida sofrida, amarga, cheia de lutas e cheia de leões para matar diariamente…

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Ser feliz é complexo e fácil ao mesmo tempo

Por Isaias Costa

POR-QUE-É-TAO-DIFICIL-SER-FELIZ-FOTO-02

Provavelmente você já escutou ou leu uma famosíssima frase presente na bíblia sagrada dos cristãos em Eclesiastes ou nos Provérbios que diz: “A felicidade não é deste mundo”, não é mesmo? Você concorda com ela? Essa frase pode nos levar a grandes reflexões!

Ela é sim verdadeira, porém, existe um simbolismo por trás que precisa ser compreendido. Quando falamos “não é deste mundo” estamos nos referindo ao mundo da matéria, a tudo aquilo que perece, ou seja, que começa aqui e termina aqui, como dinheiro, viagens, carreira, status, reconhecimento, relacionamentos etc. Se você buscar a felicidade em tudo isso só terá um destino, a frustração!

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Introdução aos mecanismos de autossabotagem – Uma visão psicanalítica

Por Isaias Costa

sabotagem

É com grande alegria que compartilho com todos os leitores um artigo mais longo que escrevi como um requisito para a conclusão do curso de formação em Psicanálise que iniciei em 2015 e estou concluindo em dezembro de 2017.

Como eu sei que essa é uma temática que interessa a muita gente, por ser um tema universal, a AUTOSSABOTAGEM, decidi compartilhar o artigo completo com todos vocês!

Por ser mais extenso, recomendo que você o imprima, para a leitura se tornar mais agradável. Pensando nisso, fiz questão de disponibilizar o link com o arquivo em PDF para baixar e imprimir! Está logo abaixo, é só clicar!

Tenha uma boa leitura

Introdução aos mecanismos de autossabotagem 

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Tenha muito cuidado com pessoas “Miss- Simpatia”

Por Isaias Costa

20160321-miss-simpatia

Filme “Miss Simpatia”

Se você já leu algum texto escrito por mim, esta não é a primeira vez que falo sobre o “Caminho do meio”, que considero o caminho perfeito, tão ensinado pelos grandes mestres no mundo todo, em especial Buda Gautama que associou o caminho do meio com o afinar das cordas de um violão. Se você puxar demais as tarraxas as cordas arrebentam, porém, se deixá-las muito frouxas, o violão não tira som algum.

Uma dos comportamentos humanos que muitos pensam que não precisa desse equilíbrio é a SIMPATIA. É como diz o título desse texto: Tenha muito cuidado com pessoas “Miss- Simpatia”. Elas podem estar escondendo algo que você, por ingenuidade, não consegue enxergar.

Continuar lendo

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

8 sábios conselhos de Shakespeare mais atuais do que nunca

Por Isaias Costa

1-LtJ0Cjo0ocfxeeF7EelgLg

William Shakespeare foi e ainda é considerado um dos maiores poetas e dramaturgos de todos os tempos. Sua sabedoria e genialidade de escritos são atemporais. Acredito que mesmo que ele seja lido ainda por séculos continuará sendo atual.

Nos últimos dias, assisti a um trecho de uma palestra do filósofo e escritor Leandro Karnal falando sobre o livro Hamlet de Shakespeare e nesse trecho ele fez um comentário sobre 8 sábios conselhos preferidos por Polônio a Laertes, personagens dessa peça. Farei uma breve reflexão a partir desses 8 conselhos, que foram transcritos logo abaixo, juntamente com esse vídeo. Confira…

1) Não expressar tudo o que se pensa.

2) Ouvir a todos, mas falar com poucos.

3) Ser amistoso, mas nunca ser vulgar.

4) Valorizar amigos testados, mas não oferecer amizade a cada um que aparecer a sua frente.

5) Evitar qualquer briga, mas se for obrigado a entrar numa, que seus inimigos o temam.

6) Usar roupas de acordo com sua renda, sem nunca ser extravagante.

7) Não emprestar dinheiro a amigos, para não perder amigos e dinheiro.

8) Ser fiel a ti mesmo, e jamais serás falso com ninguém.

=> Clique aqui para ler o texto completo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized