Arquivo da tag: Escolhas

Mantenha vivo o que é importante

Por Isaias Costa

pularr4r

Outro dia li uma frase extremamente profunda do teólogo, músico, filósofo e médico Albert Schweitzer que me fez refletir sobre o destino que damos à nossa vida, sobre as escolhas que fazemos e de que forma conseguimos ser relevantes. Abaixo está a frase…

“A tragédia não é quando um homem morre. A tragédia é aquilo que morre dentro de um homem enquanto ele ainda está vivo…”.

Albert Schweitzer

Ela pode nos levar a uma reflexão importante e que considero necessária, pois a morte atinge a todos nós, e o que muda entre alguém que se tornou relevante para alguém que não se tornou é a caminhada, as escolhas, as decisões tomadas ao longo da vida.

=> Clique aqui para ler o texto completo.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Achei você no meu jardim

Por Isaias Costa

"Reguei com tanta paciência..."

“Reguei com tanta paciência…”

Outro dia estava relendo um pequeno texto de autoria desconhecida que gosto muito e um trecho em especial me inspirou a escrever, este aqui:

Às vezes, a dádiva é aberta com facilidade; algumas vezes é preciso a ajuda de outros… Talvez porque tenham medo, por já terem sido magoadas antes. Pode ser que já tenham sido “abertas” e depois “jogadas fora”. Por isso se sentem mais como “coisas” do que pessoas “humanas”.

Link com esse texto completo => As pessoas são dádivas

Esse texto fala sobre os seres humanos e nosso dom de sermos todos dádivas divinas, porém muitas vezes não nos damos conta disso e nos desvalorizamos.

Sempre escrevo sobre a importância da busca pelo autoconhecimento, porque é ele que nos ajuda a equilibrar nossas emoções e reforçar os bons pensamentos, sentimentos e comportamentos.

Todos nós carregamos sentimentos negativos e que precisam ser trabalhados, muitos deles estão no subconsciente ou mesmo no inconsciente, podem mesmo ser sentimentos represados da primeira infância ou até do período intrauterino. Compreender a natureza dos nossos sentimentos não é simples, em determinadas situações é preciso até mesmo a busca de um acompanhamento psicológico ou terapêutico.

Quanto mais nos conhecemos e limpamos as energias negativas da nossa interioridade, mais nos abrimos para viver de forma plena e feliz. Esse trecho em destaque nos traz essa reflexão, as dádivas abertas com facilidade são as pessoas que estão mais harmonizadas e felizes, são aquelas que estão abertas a novas experiências, sem medo, sem receios, seguras de si.

Por outro lado, existem as dádivas que precisam da ajuda de outros, são aquelas que estão passando por momentos difíceis, com desequilíbrios em alguma área da vida, seja familiar, amoroso, nas amizades, no trabalho ou nas finanças. Todas elas tem um valor pessoal inestimável, mas que está encoberto pelas sombras do medo, da insegurança, das mágoas, ressentimentos, sentimentos de abandono, culpa, incapacidade etc. etc.

O que acontece com essas pessoas é que precisam de ajuda, mas esta ajuda deve começar sempre de si mesmas, para assim, em consciência, equilibrarem seu mundo exterior.

A nossa vida é permeada por muitas escolhas, mas as que considero mais importantes são as pessoas que escolhemos para partilhar a vida conosco, amigos, família, namorado(a), esposo(a). São eles que nos dão a força necessária para se reerguer em momentos difíceis, nas dúvidas, nas tristezas, nos fracassos… Livros, cursos, consultas em psicólogos ou terapeutas podem apenas ajudar, mas não vão muito longe nos nossos sentimentos. Como diria o grande William Shakespeare: “O mais importante não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida…”. Enriqueça seus relacionamentos e saberá o quanto a sua vida se tornará cada vez mais rica.

A sabedoria não está só nos livros

Para concluir, deixo uma música maravilhosa que nos fala sobre a importância de oferecer um amor incondicional a uma pessoa querida, principalmente quando ela está sofrendo, se sentindo triste ou algo parecido. Esta é a maior herança que podemos deixar a alguém, o AMOR, que nesta música vem representada por uma flor, pelo carinho e o amor capaz de fazê-lo tranquilo…

Estou falando da belíssima música “Minha herança: uma flor”, da Vanessa da Mata. Ouça com atenção e reflita sobre essas palavras…

Minha herança: uma flor”- Vanessa da Mata

Achei você no meu jardim entristecido
Coração partido
Bichinho arredio
Peguei você pra mim
Como a um bandido
Cheio de vícios
E fiz assim, fiz assim:

Reguei com tanta paciência
Podei as dores, as mágoas, doenças
Que nem as folhas secas vão embora
Eu trabalhei

Fiz tudo, todo o meu destino
Eu dividi, ensinei de pouquinho
Gostar de si, ter esperança e persistência sempre

A minha herança pra você é uma flor
Um sino,uma canção,um sonho
Nenhuma arma ou uma pedra eu deixarei

A minha herança pra você é o amor
Capaz de fazê-lo tranqüilo, pleno
Reconhecendo no mundo o que há em si

E hoje nos lembramos sem nenhuma tristeza
Dos foras que a vida nos deu
Ela com certeza
Estava juntando você e eu

Achei você no meu jardim

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Saber é poder

Por Isaias Costa

20131015_084531-1

Lendo as palavras de dois homens inteligentíssimos, tive um insight interessante sobre a relação profunda que existe entre nossos sentimentos e o poder que é gerado em nós a partir deles. Um deles é o Horácio Frazão, palestrante e escritor, e o outro é o Prof. Hermógenes, mestre de Yoga e escritor.

Abaixo está um pequeno texto do Horácio Frazão falando sobre o querer e o decidir. Leia com bastante atenção…

************

Quando você pensa você apenas decide, quando você sente você escolhe. A decisão apenas o leva a atuar na realidade. A escolha o leva a criar a realidade. Há uma diferença ampla nessas duas situações. Apesar de parecerem ser a mesma coisa elas não o são. É possível passar uma vida inteira sem escolher. É por isso que muitas pessoas passam boa parte do tempo se repetindo nas mesmas experiências.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Um verme no uísque

Por Isaias Costa

_2270471Outro dia eu uma pequena estória no livro “O sucesso é ser feliz”, do Roberto Shinyashiki, muito interessante e que pode nos levar a boas reflexões.

“Há a história de um médico que fazia uma palestra a um grupo de alcoólatras. Ao iniciar a apresentação disse:”Hoje vou realizar uma experiência para mostrar a vocês o efeito do álcool”. Levantou um copo e afirmou: “Aqui dentro há álcool”. Com uma pinça, pegou um verme, mostrou-o para a platéia e o soltou dentro do copo. Imediatamente o verme se desfez, causando impacto nos presentes. Em seguida, ele levantou outro copo e disse: “Aqui dentro há água”. Novamente pegou outro verme e o soltou dentro do copo. O verme se mexeu, mostrando a sua energia. Nesse momento, no meio da platéia, um indivíduo embriagado levantou a mão e, com voz pastosa disse: “Entendi bem o que o doutor quis dizer, e concordo inteiramente. Sua mensagem é sensacional”. Feliz, o médico pediu: “Por favor, diga em voz alta, para que todos escutem, qual é a minha mensagem”. Solícito, o indivíduo declarou: “Doutor, o senhor acabou de mostrar com essa experiência que quem bebe não tem verme no organismo!”

Essa pequena estória serve para nos ensinar que os seres humanos só entendem aquilo que querem entender. Quando alguém quer no ensinar algo no qual não estamos dispostos a mudar, acatar ou aprender, de nada adianta! Podemos ter o melhor professor, o melhor palestrante, o melhor psicólogo, o melhor livro, o melhor curso, e nada, nada fará com que qualquer tipo de mudança aconteça. Essa estória conta isso, mostra muito claramente através de um experimento que as bebidas alcoólicas fazem muitos mal ao organismo e devem ser evitadas, porém, o homem bêbado representa uma pessoa viciada que não abre mão do vício sob hipótese nenhuma.

Lendo essa estória eu me lembrei do quanto eu, como escritor, posso ser mal interpretado. Procuro sempre me expressar da forma mais clara e objetiva possível, mas tenho certeza absoluta que tem determinados textos que algumas pessoas leem e simplesmente não querem entender, porque aquilo que estou dizendo e propondo está longe de ser o que elas querem para si. Eu fico até pensando no quanto seria interessante se muitos leitores colocassem em prática no dia a dia aquilo que proponho, seria incrível, mas sei que muitas vezes isso não acontece, devido às distrações, o desinteresse, o medo, as prisões de pensamento, os hábitos, os vícios, entre muitas outras coisas. Quem sabe com esse texto de hoje eu desperte algo diferente em algum leitor? Eu procuro estar sempre mudando, escrevendo de um jeito novo, mostrando algo que eu mesmo me surpreendi. Veja só o título desse texto! “Um verme no uísque”. Eu não bebo nem cerveja, quanto mais uísque! Mas estou escrevendo sobre bebidas alcoólicas para fazer você pensar um pouco e extrair algo que sirva para você.

Tente aprender um pouco com tudo e com todos! Essa é uma lição de vida e sabedoria. Não ache que você tem verdades absolutas, porque definitivamente não tem. Evite aprender ou acatar apenas aquilo que ache conveniente. Busque mais, explore o mundo, veja as infinitas possibilidades que estão aí, na ponta do seu nariz. Ouse! Voe alto! Seja criativo! Queira ser uma pessoa cada vez melhor. Pode ter certeza que você pode ser! Lute por isso!

Se quiser ler um pouco mais sobre esse tema, vou deixar um texto que escrevi falando sobre as interpretações, que “cada um entende como quer”, ele tem tudo a ver com o que expliquei neste texto..

Cada um entende como quer

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O que é responsabilidade?

Por Isaias Costa

1

Eu sempre fico muito reflexivo quando leio as palavras do místico oriental Osho, e tenho ficado cada vez mais porque tenho colocado em prática na minha própria vida os seus ensinamentos.

Vou fazer uma breve reflexão sobre o que vem a ser responsabilidade a partir de suas palavras. Elas podem lhe surpreender, porque seu enfoque não é como o dos empresários e marketeiros. Ele leva a reflexão para nossa interioridade, que é a fonte, é a raiz, é onde tudo acontece. Leia com bastante atenção…

=> Clique aqui para ler o texto completo.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A busca espiritual pode acompanhar o progresso material?

Por Isaias Costa

igreja_e_dinheiro

A maior parte das pessoas tem uma enorme dificuldade de entender a profunda relação que existe entre o crescimento espiritual e o material. É possível unir os dois, o grande problema é que, por estarmos no ocidente, temos o predomínio das religiões cristãs, e nos é pregado de forma quase unânime que “Não se pode servir a Deus e ao dinheiro”.

Essa passagem bíblica até hoje foi totalmente distorcida. O significado desta frase não é de que se você serve a Deus deve desprezar o dinheiro. NÃO, NÃO e NÃO.

A palavra chave é SERVO. Precisamos entender isso! Servir ao dinheiro significa se tornar um ESCRAVO dele, entende? E tudo aquilo no qual você se torna escravo é destrutivo, retira você da sua essência mais profunda.

Da mesma forma que servir a Deus. Uma coisa é servir por amor, outra muito diferente é servir em busca de algum tipo de reconhecimento ou de sonho por uma “vida eterna” num paraíso cheio de bençãos!

Esses dois caminhos são enganosos. São caminhos baseados em EXTREMOS. Seguir os dois vai lhe fazer sofrer e quando chegar o tempo da sua velhice e a aproximação da morte, certamente você sentirá algum vazio no coração, um vazio que você nem fará ideia de onde veio.

Preste atenção nestas palavras! Estou falando isso porque sei que é assim. O mergulho no autoconhecimento tem me orientado e ajudado a entender com mais profundidade esses temas que são de difícil entendimento.

É preciso buscar o CAMINHO DO MEIO. Esse é o caminho perfeito para a civilização humana. Se todos o buscassem, não tenho a menor dúvida que já viveríamos em um planeta muito mais bonito e equilibrado, com pessoas muito mais felizes e realizadas.

Eu acredito que não só é possível, como é um caminho muito melhor acompanhar o progresso espiritual com o material. O grande segredo é colocar o dinheiro como seu servo, ou seja, não servir a ele, mas ele lhe servir. Simples assim! Essa mudança faz com que tudo seja diferente…

Para que você entenda essa questão com bem mais clareza, compartilho algumas sábias palavras do místico oriental Osho falando sobre isso. Leia com bastante atenção e procure de verdade colocar em prática! Você vai se surpreender com as maravilhas que serão derramadas sobre a sua vida…

*************

“Não há contradição. O crescimento espiritual pode acompanhar o progresso material. Apenas um fato deve ser lembrado: o progresso material deve funcionar como um servo, e o crescimento espiritual deve permanecer o mestre. Em nenhum ponto o crescimento espiritual deve ser sacrificado pelo progresso material. A qualquer hora, sempre que for necessário, o progresso material pode ser sacrificado em favor do crescimento espiritual. Se isso estiver claro, então não haverá problema. O problema surge apenas porque o progresso material permanece o mestre, e ainda assim você quer crescer espiritualmente. A espiritualidade não pode crescer como uma serva. Seu espírito não pode ser um servo de seu corpo. Sua espiritualidade tem de ser o mestre, então tudo pode funcionar como um servo e pode ajudar.

Não há necessidade de dividir a vida. Para aqueles que podem lidar com isso dessa maneira – colocando o crescimento espiritual como prioridade e o crescimento material somente como ajuda, não contra, sempre com e pelo crescimento espiritual – não há problema. Isso tem de ficar claro para todas as religiões do mundo. O Oriente escolheu metade – o crescimento espiritual – e teve medo do crescimento material. Quem sabe? Ele pode tornar-se o mestre, tornar-se prioridade. Assim o Oriente é pobre, doente.
O ocidente foi para o outro extremo: devotou toda a sua energia ao progresso material, esquecendo completamente que o progresso material em si mesmo não tem significado. Ele não leva a lugar algum; ele o leva a uma profunda frustração, a uma vida sem sentido na qual você percebe claramente que perdeu toda a vida colecionando entulhos, lixo. E isso não lhe dá paz, não lhe dá silencio. Não é capaz de torna-lo consciente da verdade. E agora a morte está se aproximando e suas mãos estão vazias. Toda a sua vida foi apenas um deserto.
O Ocidente é espiritualmente pobre, materialmente rico. O Oriente é materialmente pobre, espiritualmente rico. Ambos são metade, e ambos estão sofrendo. Meu esforço é para que haja uma síntese – e a síntese é possível. Apenas lembre-se de quem é o mestre e quem é o servo.”

Link: Dinheiro e Espiritualidade

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

O homem insensato

Por Isaias Costa

dinheiro-voando

Outro dia eu li uma frase que me fez rir, de tão simples e tão verdadeira que ela é. A frase foi a seguinte:

 “O homem sensato adapta-se ao mundo; o insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Daí que todo o progresso depende do homem insensato.”

GEORGE BERNARD SHAW

Espero que tenha conseguido entendê-la, mas vou explicá-la mesmo assim. O que está frase está querendo falar é sobre as pessoas que movem a economia mundial e fazem com que o dinheiro fique circulando de modo a enriquecer quem já é podre de rico. Em outras palavras, estas pessoas insensatas são as CONSUMIDORAS SEM NOÇÃO. E as pessoas sensatas são aquelas que consomem apenas aquilo que é necessário para o bem estar pessoal e que inevitavelmente precisa ser comprado. Vou explicar essa diferença a partir de um exemplo bem simples.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Você tem tempo para você?

Por Isaias Costa

aaa-1389285109297_956x500

Assistindo a alguns vídeos do terapeuta e escritor Luiz Gasparetto, venho refletindo bastante a respeito do que muitos dizem por aí:

 “No meio de tantas atividades, você tem tempo para você?”

 É comum as pessoas falarem isso, mas veja só! Você não acha esse pensamento um tanto quanto incoerente?

 Todo o tempo que eu tenho é meu, oras?

 O que as pessoas estão realmente querendo dizer ao fazer esse questionamento é sobre o EMPREGAR DO TEMPO, como ele está sendo utilizado.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

As curvas são necessárias na nossa vida

Por Isaias Costa

pp

Há uma frase do clássico livro “O pequeno principe”, do Antoine de Saint-Exupéry, que pouco se comenta, mas carrega uma imensa sabedoria. Farei uma breve reflexão a partir dela.

Quando a gente anda sempre para frente, não pode mesmo ir longe”

O que ele quis dizer com essa frase? Ele quis nos levam a pensar sobre nossos caminhos e escolhas da vida. Muita gente pensa erroneamente que tem que seguir em frente o tempo todo. Mas nada na vida acontece desta maneira. Se você prestar bastante atenção, perceberá que a vida é repleta de ciclos.

Tudo tem um começo, um meio e um fim e tudo que já aconteceu com você, também aconteceu, acontece e certamente acontecerá de maneira parecida com milhares de outras pessoas.

A principal mensagem que o Saint-Exupéry quis nos transmitir é que, em determinados momentos, não só é bom andar por algum caminho diferente, como é algo necessário no nosso processo de amadurecimento e crescimento.

As curvas, as dificuldades, os empecilhos, os fracassos etc. nos fazem crescer, só cabe a cada um de nós extrair os ensinamentos de cada experiência.

Tomo por mim! Se tivesse levado ao pé da letra essa mensagem sobre sempre andar apenas para a frente você jamais estaria lendo esse texto agora. Até já falei um pouco sobre isso no meu e-book gratuito [download aqui]. Eu fiz bacharelado em Física e se tivesse decidido seguir em frente nesse caminho, teria feito um mestrado e em seguida um doutorado e a essa altura do campeonato, já estaria concluindo o doutorado e já estaria em busca de universidades para dar aulas de Física e me efetivar em alguma delas.

Certamente eu não iria muito longe! Talvez até você me pergunte: “Mas Isaias? Fazer um doutorado em Física e se tornar professor efetivo de uma universidade pública não é ir longe?”.

Sabe o que eu digo a você? NÃO É.

Mas por quê não é? Porque eu estou falando de mim, único e exclusivamente de mim. Para outra pessoa pode até ser um caminho maravilhoso, mas não para mim. Descobri que desejo ensinar e me desenvolver na escrita, e talvez quem sabe, faça outras coisas no futuro… Talvez…

Percebe como a mensagem do Saint-Exupéry é sutil! Quero apenas que você reflita sobre ela e saiba que as curvas no caminho são absolutamente necessárias para se chegar mais longe.

Se quiser ler um pouco mais sobre isso, já escrevi em outros textos. Abaixo vou deixar algumas sugestões de leitura. Muito sucesso na sua vida…

Sugestão de leitura

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

A lista do não aguento mais

Por Isaias Costa

resolucoes-ano-novoHoje eu vou falar pra você sobre um tema que não é novo, não fui eu que inventei, mas que quando passei a utilizar na minha própria vida, fez toda, absolutamente toda a diferença. Estou falando da chamada “lista do não aguento mais”. O que quer dizer esta lista? Vou explicar.

 Ela existe para ser seguida por todas aquelas pessoas que desejam se libertar de muitas das amarras que são impostas por nossa sociedade, e mais ainda, para aquelas pessoas que tem um desejo profundo de seguirem seus próprios caminhos, sem ter de depender de um chefe.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized