Arquivo da tag: mudança

Somente o tempo vai me revelar quem sou

Por Isaias Costa

criancas-brincando1

Estamos sempre em constante mudança…

Estava ouvindo uma linda música do grande Milton Nascimento em parceria com o Dani Black chamada “Maior”, e fiquei um tempo refletindo sobre o quanto nós mudamos ao longo do tempo e muitas vezes fazemos coisas que no passado imaginaríamos impossíveis!

As primeiras frases são as mais impactantes e também são as mais cantadas ao longo da música:

“Eu sou maior do que era antes

Estou melhor do que era ontem

Eu sou filho do mistério e do silêncio

Somente o tempo vai me revelar quem sou…”

Essas frases são muito bonitas e verdadeiras. Todos nós estamos em constante processo de aperfeiçoamento e melhorias!

Uma das principais reflexões que eu tiro dessa música é a de que não podemos prever o futuro e muito menos abrir a boca para dizer “eu sou assim, cresci assim e vou morrer”, como bem conhecemos da tal “Síndrome de Gabriela”.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Cada um faz a sua viagem

Por Isaias Costa

trem

Esses dias li um texto magnífico de um dos melhores sites voltados para o autoconhecimento que eu conheço, o site Yoskhaz. Era um texto que falava sobre os caminhos que cada pessoa segue e o quanto nós não temos o direito de interferir neles, querendo que a viagem do outro seja a mesma que a nossa.

Abaixo está algumas palavras desse texto e o link caso você queira ler o texto completo.

*******************

A estação

“Todas às vezes em que nos sentimos infelizes ou desconfortáveis significa que algo precisa ser modificado. Sempre na gente, nunca nos outros. Cada qual é responsável por suas transformações e arca com as consequências de suas escolhas. Abandone em definitivo vício de desejar que o outro, ou mesmo o mundo, mude para se adequar às suas vontades. Isto é falta de respeito e, pior, tentativa de dominação. Além de ser inútil por ser ineficaz. Faça a sua parte da melhor maneira possível e siga em frente, tão somente. Você pode até não concordar com o outro, mas jamais lhe impor qualquer tipo de mudança sob nenhuma condição. A recíproca também se aplica: nunca concedermos a ninguém o poder sobre as nossas escolhas. Afinal, em razão delas, caberá a cada qual as duras intempéries ou as belas paisagens da própria viagem”.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A diferença entre arrependimento e remorso

Por Isaias Costa

arrependimento

O grande psiquiatra e escritor Flavio Gikovate, falecido em 2016, escreveu com uma imensa clareza e didatismo a diferença substancial que existe entre remorso e arrependimento. Transcrevo abaixo suas palavras e farei em seguida uma breve reflexão a partir delas…

****************

As palavras “remorso” e “arrependimento” são, muitas vezes, tratadas como sinônimos. Penso que elas descrevem sentimentos muito diferentes.

Remorso implica sempre uma tristeza derivada de nos sentirmos causadores de um dano indevido a alguém: é sinônimo de sentimento de culpa.

Arrependimento tem a ver com algo que fizemos e que não nos trouxe o resultado esperado: não envolve obrigatoriamente um dano a terceiros.

A pessoa se arrepende de ter feito um mau negócio imobiliário, de ter escolhido mal o local de suas férias, de não ter estudado para uma prova…

O remorso sempre vem acompanhado de arrependimento; trata-se de uma tristeza dupla: a do erro cometido e a do dano indevido causado a alguém.

O arrependimento não obrigatoriamente se acompanha de remorso, já que nem todos sentem culpa, além do fracasso nem sempre envolver terceiros.

Os que lidam bem com a dor derivada do arrependimento são mais ousados em suas empreitadas: se arriscam mais e têm mais chance de sucesso.

Pessoas que sentem remorso (culpa) tendem a ser mais cautelosas e prudentes em suas ações. Em certos aspectos, tornam-se menos competitivas.

****************

E eu completo essa explicação dele lhe advertindo que o sentimento de arrependimento é muito mais frutuoso do que o de remorso. Inclusive pelo etimologia da palavra remorso fica mais fácil entender o porquê.

Remorso vem do latim remordere, que significa “morder de novo”. Seria como uma mordida na consciência! Não é interessante? Se você observar, quando uma pessoa está com muito raiva ou com muito medo, é bem comum ela morder os dentes de tal maneira que podemos ver o movimento de contração dos músculos da mandíbula, não é mesmo?

Já arrependimento vem do latim poenitere, que significa “sentir mágoa por uma má ação”, e complementando! Mágoa tem essa ligação fantástica, veja só! MÁGOA = MÁ+ÁGUA. Ou seja, é como se dentro de você estivesse fluindo uma água suja, uma água que leva energias ruins para todos os seus órgãos!

O arrependimento leva você de verdade à uma reflexão, porque é um sofrimento consciente. Você tem consciência de que fez algo ruim e está completamente disposto a mudar, a fazer diferente!

O remorso muitas vezes deixa a pessoa paralisada e até mesmo doente! O próprio Gikovate coloca que o remorso vem acompanhado do arrependimento, e realmente é assim! A pessoa fica remoendo sua dor e sua culpa, ela gera mágoas que fazem com que essas “más águas” cheias de energias negativas circulem dentro de você! O que isso acaba gerando? DOENÇAS no corpo físico!

Portanto! O que devemos fazer é de fato evitar o sentimento de remorso, porque ele só faz mal a gente mesmo e só perdemos com ele. Já o arrependimento sincero e consciente é um processo lindo de elevação da nossa consciência!

A cada vez que eu me arrependo profundamente, aquele erro cometido nunca mais se repetirá e uma nova pessoa começa a surgir, com mais recursos, mais feliz e mais amadurecida também…

Paz e luz.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Construa um novo prédio no lugar

Por Isaias Costa

bfc427_b6fa8789f3644633b456aa389939601d

Como eu estudo a Psicanálise e nesse momento estou concluindo uma formação nessa área, é bem comum as pessoas chegarem até mim perguntando qual a diferença entre a abordagem Psicológica e a Psicanalítica!

É normal confundir as duas, mas elas são bem diferentes e vou a partir desse texto explicar pra você por meio de uma metáfora, a do prédio que está cheio de coisas deterioradas. Você vai gostar dessa metáfora!

Imagine que um prédio está com problemas nos encanamentos, nas fiações elétricas e boa parte da estrutura está com pequenas rachaduras e pedaços de tijolo esfarelando!

Uma abordagem psicológica seria a contratação de uma série de pedreiros, eletricistas e pintores para dar uma “ajeitada” em tudo! Esse processo completo pode durar quem sabe uns 2 meses e depois o prédio é entregue com essa REFORMA.

Já a abordagem psicanalítica é como alguém que olha o prédio inteiro e diz: “Sinto muito! Sua estrutura está comprometida e pra resolver completamente só destruindo esse e construindo outro no lugar…”.

Com esse procedimento o prédio levará pelo menos 1 ano ou mais e teremos uma RECONSTRUÇÃO.

Perceba! Reforma significa “dar uma nova forma”.

Reconstrução significa “construir de novo”.

Qual dos dois é mais trabalhoso? Obviamente que a reconstrução, ou seja, a Psicanálise!

Ela trabalha analisando o INCONSCIENTE da pessoa, levando-a a rastrear todo o seu passado a partir dos momentos vivenciados na infância, onde todos os nossos problemas futuros são instalados!

Esse processo não tem como ser rápido, é demorado, mas ao mesmo tempo, os seus efeitos a longo prazo são bem mais consistentes. Diferente dos métodos psicológicos, que vão para os problemas que a pessoa está vivendo no AQUI e AGORA, e se utiliza de ferramentas para resolvê-los agora, mas não as suas causas primárias!

Por exemplo: o seu casamento acabou o você se sente desolado(a)! A Psicologia ajuda a superar toda essa dor. Você acabou de perder um emprego que gostava muito e dava segurança! A Psicologia leva a pessoa a levantar a autoestima e se fortalecer para procurar outro emprego…

Resultado? É bem comum depois de um tempo, quem vai para um psicólogo passa por outras situações complicadas e SEMELHANTES às anteriores e precisa de mais sessões para fazer outra reforma.

Com essa explicação quero deixar bem claro que não existe uma abordagem melhor do que a outra. De forma alguma! As duas são muito importantes e tem finalidades diferentes.

Eu me sinto na obrigação de explicar isso porque, infelizmente, existe muita competição entre psicólogos e psicanalistas de forma que alguns ficam querendo dizer que a Psicologia é melhor ou a Psicanálise é melhor!

CHEGA! Tudo isso não passa de briga de egos! Uma competição infantil e absolutamente infrutífera!

O resumo da ópera é esse!

Você está sofrendo muito com algo que está vivenciando agora e quer resolver apenas esse problema agora? Procure um PSICÓLOGO.

Você está se questionando sobre uma série de conflitos  internos? Sobre o por que de agir de tal jeito? Por que passa sempre pelos mesmos problemas? Quer acabar de vez com os medos que vem lá da infância? Quer se libertar do vitimismo? Da agressividade desmedida etc? Procure um PSICANALISTA.

É simples assim! O que pode ser resolvido rápido é melhor um psicólogo. O que precisa de tempo e mais esforço é melhor um psicanalista!

Agora que você já sabe a decisão é sua! Que através do autoconhecimento você se cure de tudo aquilo que o prende ao passado e atrapalha sua vida. Que você acabe com boa parte das ilusões que vivencia muitas vezes de forma inconsciente e que com a sua mudança você contribua para a mudança de muitas outras pessoas…

  • Breve reflexão em áudio sobre essa temática

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Um tolo não pode ser curado

Por Isaias Costa

einstein_zenosarrow

Lendo um dos diversos livros do Osho, chamado “Palavras de fogo – reflexões sobre Jesus de Nazaré”, eu me deparei com um trecho que me chamou bastante atenção e me fez refletir sobre o importante tema da e da CONFIANÇA tanto em Deus como na gente mesmo!

Abaixo está a transcrição desse trecho do livro no qual o Osho conta uma historinha muito interessante!

**************

Eu estive lendo uma história.

Um dia Jesus estava fugindo de uma cidade. Um camponês o viu correndo e lhe perguntou:

– O que houve? Para onde o senhor está indo?

Mas Jesus estava com tanta pressa que foi adiante sem responder. Então o camponês o seguiu, conseguiu pará-lo por um instante e disse:

– Por favor, me diga, pois fiquei muito curioso. Se não me disser, vou segui-lo sem parar. Por que está correndo? Para onde? De quem o senhor está fugindo?

Jesus respondeu-lhe:

– De um tolo.

O camponês começou a rir e disse:

– O que o senhor está dizendo!? Eu sei que o senhor já curou gente cega, já curou gente estava morrendo. Já ouvi até dizer que o senhor curou gente que estava morta! O senhor não pode curar um tolo?

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A importância do autoesquecimento

Por Isaias Costa

passado640

Esqueça quem você era e seja quem você é…

Cada vez mais tem se falado sobre o autoconhecimento e a sua imensa importância para crescermos como seres humanos, mas poucos de nós associa a isso o autoesquecimento, que é tão importante quanto.

Li uma belíssima frase atribuída ao filósofo e escritor Jean-Jacques Rousseau que resume muito bem o que estou querendo dizer. Farei a seguir uma breve reflexão a partir dela…

“O autoconhecimento abre espaço para o autoesquecimento. Este último faz surgir uma simplicidade essencial diante da vida.”

Jean-Jacques Rousseau

O primeiro ponto que precisa ser refletido aqui é sobre o que damos IMPORTÂNCIA. Como várias vezes já trouxe a definição tão lindamente transmitida pelo filósofo Mario Sergio Cortella: “Importante é tudo aquilo que eu importo para dentro do coração, aquilo que eu carrego comigo…”.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Se arrependimento matasse…

Por Simone Oliveira

o-arrependimento-nao-e-apenas3

 

Por causa da minha timidez e indecisão eu deixei de ir atrás de muitos projetos.

Sempre hesitei demais pensando “Caramba, mas e se não der certo? O que as pessoas vão pensar? Que eu sou uma fracassada, que me expus além do normal, que viajei muito, sei lá, saí da minha zona de conforto e não deu certo mesmo assim.”

Qualquer máxima desse tipo me paralisava e fazia dar um passo para trás ficando na linha de proteção, aguardando o que viesse e eu, no meu receio imenso, pudesse tocar.

Acontece que no fundo eu sabia que se ficasse ali para sempre eu não iria sair do lugar. Seria continuamente aquela menina de jeitinho simples, vivendo uma vidinha sem graça, indo para os mesmos lugares e fazendo as mesmas coisas corriqueiras.

Até que decidi mudar, e, cara, como mudar exige esforço!

Como mudar é complicado, porque envolve renúncias.

A renúncia do orgulho que faz querer manter as aparências que os outros construíram de mim ao passar dos anos devido à rotina e aos hábitos, a renúncia do conformismo perante as migalhas que eu aceitava diante das críticas à minha personalidade que eu aguentava para não ser tachada de falsa humilde ou ter a síndrome de Gabriela – “Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim” – e muitas outras que olhando por outro ângulo agora parecem tão bobas e pequenas em decorrência do tempo que eu perdi sofrendo e me prendendo a esses paradigmas em vez de chutar o balde e fazer o que sempre quis sem ligar pras consequências ou para o que os outros vão pensar.

É bem verdade que cada escolha um resultado, mas quer ver uma verdade maior ainda? Não escolher gera, na maioria dos casos, consequências mais negativas do que escolhas mal feitas, porque aí você já perdeu tempo, e o tempo não volta, quer consequência pior?

euSimone Oliveira. Santos-SP. Bacharel em Engenharia Civil por formação e escritora por gosto. Estuda para concursos e se dedica às aulas particulares de exatas, ao namorado, à família e às suas atividades na igreja. Ainda não descobriu seu propósito na vida, mas tem certeza de que tem um. Pede que Deus a guie por esse caminho até a sua volta.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Entre na sintonia do universo

Por Isaias Costa

10570256_677195719068936_886307727371887302_n

Eu estava lendo na internet e me deparei com um pequeno livro muito bonito e reflexivo de autoria de Julio Golin intitulado “Quem sou eu?”. Farei uma breve reflexão a partir de um trecho desse livro que me chamou muita atenção e também deixarei o link para que você faça o download dele, caso queira ler.

*********************

“O ser em sintonia com o universo se aceita física, emocional e intelectualmente. Ele sabe que aquilo que conhece a seu respeito é bom. Sabe também que seu potencial é ainda maior e que irá desenvolvê-lo.

É, no entanto, realista quanto às suas limitações, não fica sonhando com a pessoa que quer ser; não passa o resto de sua vida se convencendo de que é essa pessoa. Ele se escuta, se explora e ama o que realmente é. E a cada novo dia, sua experiência de si mesmo, será tão nova quanto o próprio dia, ele está sempre evoluindo; sua personalidade é nova a cada manhã e sabe que estará mudando constantemente. Ele confia em suas próprias habilidades e recursos. Acredita que pode se adaptar e lidar com todos os desafios que a vida possa lhe apresentar, pois se sente em plena sintonia com Deus.

Os acomodados preferem ler sobre a vida, ao invés de procurar vive-la. As pessoas em sintonia com o universo, vivem e procuram ajudar para que tenhamos um mundo melhor para se viver.”

Julio J. Golin

Link do livro: Quem sou eu?

*********************

Essas são palavras simples, mas ao mesmo tempo impactantes. O ser em sintonia com o universo primeiramente ACEITA que é limitado, que ainda tem muito o que aprender e adquirir em termos de recursos internos e externos, mas ao mesmo tempo se movimenta, não fica “sentado no trono de um apartamento com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar…”, como diria o grande Raul Seixas.

Se eu me aceito nas minhas limitações, mas a cada novo dia busco me melhorar, busco aprender coisas novas, busco minimizar os meus erros etc. Desta forma, é certo de que a cada novo dia estarei um pouquinho melhor do que no dia anterior concorda comigo? Essa é uma lógica bastante simples.

Se você quiser ter algum vislumbre de como será o seu futuro, basta prestar bastante atenção às sementes que tem jogado e plantado no seu jardim pessoal nesse exato momento. Que tal plantar sementes de amor, de humildade, de alegria, de paz, de companheirismo etc?

Outro ponto fundamental para entrar na sintonia do universo é ter uma consciência profunda das MUDANÇAS ininterruptas que nos acontecem e se estendem por todo o universo.

Se tudo muda o tempo todo, não adianta eu me prender ao passado e às experiências que foram ruins ou traumáticas, porque isso não só pode, como vai me paralisar.

É preciso deixar o passado no passado. Inclusive aproveito para compartilhar uma frase que considero extremamente terapêutica e que aprendi principalmente com o meu amigo João Vale Neto: “Eu não sabia fazer diferente”.

São apenas 5 palavras, mas com um poder transformador incrível.

“Eu não sabia fazer diferente”.

Mas hoje eu já não sou mais aquela pessoa que fez aqueles planos, que tomou aquelas decisões, que disse aquelas palavras, que agiu daquele jeito… NÃO. Eu cresci! Eu adquiri novos recursos e estou fluindo com a sintonia das mudanças do universo.

Hoje eu posso e farei tudo diferente, tudo com mais consciência! É desse jeito que a gente vai aprendendo a fluir com a sintonia do universo.

E para que você continue refletindo junto comigo sobre essa temática incrível, compartilho abaixo um breve áudio que gravei a partir desse trecho do livro do Julio Golin. Nele, falei sobre tudo que foi abordado aqui e mais algumas coisas. Vale a pena conferir …

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Esteja acima dos defeitos e virtudes

Por Isaias Costa

as-virtudes-humanas-5

Praticamente todas as pessoas estão o tempo todo vivendo a partir dos seus defeitos e virtudes. Mas você sabia que existe algo além disso tudo?

Quero levar você a refletir junto comigo sobre a possibilidade de estar acima dos defeitos e das virtudes. Como assim Isaias? Isso é possível? SIM.

Aprendi isso ouvindo as sábias palavras do professor e terapeuta Marcello Cotrim, que apresenta o programa Entrevidas pela Rádio Mundial. Ao final do texto vou compartilhar o áudio no qual ele fala com mais detalhes sobre essa questão.

Quando estamos vivenciando em demasia nossos defeitos é porque está faltando autoconhecimento. Nós ainda somos pequenas crianças no que se trata do equilíbrio emocional.

=> Clique aqui para ler o texto completo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Eu quero me curar de mim

Por Isaias Costa

autoconhecimento

É com grande alegria que inicio o ano de 2017 trazendo uma reflexão que considero extremamente importante, a HUMILDADE.

Sei que você que está me lendo agora tem o desejo de se tornar uma pessoa melhor e isso passa de imediato pelo exercício da humildade.

Muitas vezes o nosso ego quer nos pregar peças nos dizendo internamente que somos muito bons, que somos muito virtuosos, que somos melhores do que os outros etc. etc.

Nessa hora a gente precisa baixar a nossa bola e reconhecermos o quanto erramos, o quanto falhamos e quanto ainda temos que aprender e melhorar a cada dia.

O que me inspirou a escrever esse texto foi um vídeo magnífico que assisti na passagem do ano. Um breve vídeo que traz o depoimento de vida da querida Flaira Ferro, cantora e dançarina de Pernambuco.

Compartilho abaixo o vídeo para que você assista e também a transcrição da parte que achei mais impactante e profunda nas suas palavras.

“Isso foi muito arrebatador pra mim porque eu vi que através da arte eu estava acessando as pessoas num lugar um pouco mais profundo do que já tinha vivido até então.

E isso passou a fazer muito mais sentido pra mim enquanto artista. A motivação agora não era mais ser aplaudida, nem o deslumbramento e a ilusão que o palco traz, mas sim a conexão de fato com a minha verdade, que automaticamente vai ressoando com a verdade das outras pessoas que buscam uma escuta verdadeira.

E nesse processo, o que ainda é muito novo pra mim, ei tirei algumas conclusões e uma delas é a de que eu encontrei na minha fragilidade a minha força, descobri que a tristeza e as dores, elas podem ser otimizadas, porque elas são verdadeiros antídotos para a hipocrisia. Descobri que querer mudar é viver constantemente num exercício de humildade porque a gente vive num mundo que se estimula a competição, o individualismo, a vaidade.

Então querer mudar é ir contra isso diariamente e contra as nossas próprias sombras.

E percebi que ter consciência das nossas sombras é ter liberdade de escolha para conduzir os pensamentos, para conduzir as relações ao nosso redor.

Hoje, para mim, faz muito mais sentido, pensar numa arte que tenha um caminho altruísta, inclusivo e que é a ideia daquela frase: “sozinho a gente vai mais rápido, em grupo a gente vai mais longe.”

E é esse longe que hoje me interessa enquanto artista e acredito que através da arte a gente pode sim convidar mais pessoas a repensarem como que tem conduzido as suas escolhas até aqui. Pra gente se despir, de fato, de todas as máscaras que a vida vai colocando e que a gente vai absorvendo. E se conectar, de fato, com o que a gente é de verdade.

Eu quero me curar de mim…

Flaira Ferro

*******************

São palavras lindíssimas e muito verdadeiras. O título dessa música que ela cantou é a mais pura verdade: EU QUERO ME CURAR DE MIM.

Perceba o QUERO! É preciso antes de tudo querer mudar, querer ser melhor, e querer implica estar motivado a se curar. Não existe o “gostaria”, existe o “quero”, que leva para o “vou”.

Quanto mais o tempo passa e eu vou amadurecendo, mais fica evidente na minha vida que não são as palavras em si que podem contribuir para ajudar na mudança das outras pessoas, mas a nossa verdade contida por trás delas.

Eu tenho procurado cada vez mais ser transparente na minha vida, e aqui com os textos não é diferente. Procuro me desnudar e falar sobre os meus medos, minhas fragilidades, minhas falhas, meus defeitos e o quanto estou disposto a trabalhar em cada um deles para ser uma pessoa melhor.

É uma alegria para mim ver que cada vez mais pessoas se sentem tocadas pelo que escrevo, e sinto que isso se dá exatamente porque não visto máscaras, não incorporo um personagem. NÃO. Em sou um ser humano igual a todo e qualquer ser humano, que cai, que erra, que se machuca, mas que está sempre disposto a levantar de novo e de novo!

Que essa reflexão brilhante da Flaira Ferro lhe ajude a se curar de você mesmo, daquilo que são sombras e que precisam ser iluminadas pela luz da consciência.

Comece o ano de 2017 com esse desejo de ser uma pessoa um pouquinho melhor a cada dia e se determine por caminhar nesse sentido. Garanto a você que com determinação, com esse QUERER MUDAR, você se tornará de fato, uma pessoa melhor a cada dia, com humildade no ser, com amor no coração e com o desejo de ser altruísta e inclusivo, como tão bem nos coloca a querida Flaira!

Compartilho também um breve áudio que gravei inspirado nessa linda música dela, que é riquíssima de ensinamentos sobre a vida e sobre querer ser uma pessoa melhor…

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized